Publicidade

Governo lança aplicativo para bloquear celulares roubados; veja como vai funcionar

Plataforma "Celular Seguro" promete maior agilidade para bloquear aparelhos roubados e evitar acesso de criminosos a aplicativos e contas bancárias

Governo lança aplicativo para bloquear celulares roubados; veja como vai funcionar
Publicidade

O governo federal lança, nesta 3ª feira (19.dez) o aplicativo (app) Celular Seguro, com objetivo de inutilizar de forma mais rápida smartphones roubados. O projeto é do Ministério da Justiça e Segurança Pública e foi anunciado pelo secretário-executivo da pasta, Ricardo Cappelli. A plataforma estará disponível para download nas lojas digitais logo após o lançamento.

Nos últimos anos, os crimes de subtração de celulares se tornaram uma epidemia no país. Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, publicado este ano, em 2022 foram registrados 508.3 mil roubos e 490,8 mil furtos de celulares, quase 1 milhão de ocorrências. Em comparação com 2021, houve um aumento de 16,6%.

+ Brasil registrou quase 1 milhão de roubos e furtos de celulares em 2022

A solicitação do bloqueio poderá ser feita por outro smartphone ou computador previamente cadastrados. Ao anunciar o programa pela rede social X, neste fim de semana, Cappelli afirmou que a funcionalidade transformará celulares roubados em um “pedaço de metal”.

"Vamos lançar na próxima terça-feira uma iniciativa que transformará os celulares roubados num pedaço de metal inútil. Com apenas um clique, a vítima enviará um aviso simultaneamente para a ANATEL, para os bancos, para as operadoras de telefonia e para os demais aplicativos", disse Cappelli em uma publicação no "X".

Segundo o professor de direito digital no MBA da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Luiz Augusto D’Urso, a plataforma tem potencial para trazer mais segurança aos dados do cidadão que venha a ser roubado, principalmente da conta bancária.

“Vivemos um momento muito delicado com o aumento da criminalidade focada no roubo de celulares com a solicitação e exigência das senhas. Os criminosos perceberam que o acesso do celular roubado é precioso, dá para usar dados pessoais, e-mails, mensagens, fotos e dados bancários. Infelizmente, por padrão de fábrica, se o criminoso tiver acesso à senha de desbloqueio do aparelho, muitas vezes, ele consegue até alterar o acesso facial ou da digital, tendo acesso quase que completo ao aparelho”, disse o especialista em cibersegurança.

Por outro lado, o professor D’Urso avalia que para os objetivos da plataforma serem atingidos, ela deve ter um layout intuitivo e de fácil uso.

“O anúncio (do Celular Seguro) é importante, mas a primeira coisa é que se ele será de fácil utilização, se tem um modelo de uso amigável para se tornar popular. Porque para que a pessoa possa bloquear o aparelho precisa de uma atuação preventiva, porque ela deve solicitar esse bloqueio por um aparelho autorizado previamente”.

O professor alertou ainda que roubos e furtos de celulares vão continuar acontecendo mesmo com um eventual sucesso do aplicativo e cabe às forças de segurança pública atuarem de forma eficiente para reduzir os números dos crimes.

Atualmente, é possível realizar bloqueios através dos sistemas operacionais Android ou iOS, além de bloquear o IMEI do telefone celular por boletim de ocorrência. Ricardo Cappelli afirmou que essas medidas tendem a demorar para serem colocadas em prática, deixando as vítimas mais vulneráveis a golpes financeiros e roubos de dados.

Outro fator que atrasa o bloqueio de aparelhos pelos meios existentes hoje, ocorre pela verificação de dois fatores para acessar uma série de contas virtuais, como e-mails e contas bancárias. Sem o telefone celular em mãos, algumas pessoas têm dificuldade ou até não conseguem acessar seus e-mails e demais contas digitais para bloquear o smartphone. Essa situação não era um problema com o Celular Seguro.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Governo
roubos de celulares
roubos e furtos
roubos e furtos de celulares no brasil

Últimas notícias

RS: Galeria rompe e água inunda município no Vale do Caí

RS: Galeria rompe e água inunda município no Vale do Caí

Rompimento causou “fenda” em estrada interditada em Capela de Santana; 30 famílias estão desalojadas
Irã dá início a funeral de 3 dias de Ebrahim Raisi

Irã dá início a funeral de 3 dias de Ebrahim Raisi

Presidente morreu em queda de helicóptero; enterro está marcado para quinta-feira (23)
França apoia pedido para mandados de prisão contra Netanyahu e líderes do Hamas

França apoia pedido para mandados de prisão contra Netanyahu e líderes do Hamas

País destacou ataque do 7 de outubro em Israel e ausência de ajuda humanitária em Gaza
SP: Carreta com carga de aerossol pega fogo e bloqueia Ayrton Senna

SP: Carreta com carga de aerossol pega fogo e bloqueia Ayrton Senna

Acidente foi registrado na altura de Guarulhos, no sentido interior do estado; caminhão ainda estava na rodovia, na manhã seguinte
WhatsApp vai restringir perfis que enviam mensagens em massa

WhatsApp vai restringir perfis que enviam mensagens em massa

Meta quer acabar com o spam e o envio disseminado de mensagens indesejadas e automáticas
Soldado desaparecido teria sido torturado antes de morrer

Soldado desaparecido teria sido torturado antes de morrer

Corpo de Luca Romano estava desaparecido desde abril, na Baixada Santista; vítima foi julgada pelo “tribunal do crime”
Ladrão infarta após roubar carro na zona sul de SP

Ladrão infarta após roubar carro na zona sul de SP

Crime foi registrado no Capão Redondo; outros três integrantes de quadrilha fugiram ao perceber a aproximação da polícia
Burger King é multado em R$ 200 mil por vender "Whopper Costela" sem costela

Burger King é multado em R$ 200 mil por vender "Whopper Costela" sem costela

Justiça entendeu que houve propaganda enganosa por omissão na divulgação do sanduíche
SP: Carro capota em pista da Marginal Pinheiros

SP: Carro capota em pista da Marginal Pinheiros

Pelo menos duas faixas foram interditadas, impactando trânsito na região
Fisiculturista alega queda, mas é preso suspeito de espancar mulher

Fisiculturista alega queda, mas é preso suspeito de espancar mulher

Homem ainda fez publicação nas redes sociais após internação; atleta levou vítima ao hospital, em Goiás
Publicidade
Publicidade