Publicidade

MC Ryan SP fala sobre Ferrari apreendida após abordagem da polícia

Carro de luxo originalmente preto está “envelopado” na cor vermelha; ação não é permitida sem regularização junto ao Detran

MC Ryan SP fala sobre Ferrari apreendida após abordagem da polícia
Publicidade

Após ser abordado pela polícia por conta de irregularidades em uma Ferrari, o cantor MC Ryan SP falou sobre o caso. O artista afirmou que saía de casa para gravar dois clipes e, quando se dirigia ao local, foi parado pelos agentes.

“A polícia não tá errada, tá rapaziada? Eu reconheço meu erro. O carro tem uma cor, uma Ferrari Roma preta, e eu tinha deixado vermelha e não tinha mudado no documento”, afirmou Ryan.

O vídeo da abordagem, filmada por um amigo do funkeiro, foi publicado nas redes sociais. Alguns policiais estavam com a arma em punho e pediram para o cantor descer.

Carro "envelopado"

O funkeiro teve o veículo de luxo apreendido e foi levado à sede da Polícia Federal na noite de quinta-feira (11), em São Paulo. Lá, prestou esclarecimentos por aproximadamente 3 horas. O carro permanece apreendido.

O MC foi abordado pela Polícia Militar na avenida do Estado, centro da capital, por conta da cor do veículo: originalmente preto, a Ferrari trafegava com a cor vermelha. A polícia identificou a irregularidade e, acessando o cadastro, constatou a mudança.

Pela placa, havia um bloqueio de circulação. O caso pode ser motivado por falta de pagamento de multas ou determinação judicial.

Um detalhe de vídeo publicado por Ryan durante a parada dos PMs revelou que o veículo está “envelopado”: um pequeno rasgo na parte interna do retrovisor revelou a alteração da característica do carro.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Brasil
Carro
Polícia
artista
Funk

Últimas notícias

TSE rejeita cassação e mantém o mandato do senador Sergio Moro

TSE rejeita cassação e mantém o mandato do senador Sergio Moro

Por maioria, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral rejeitou, em sessão nesta terça-feira (21), acusação de abuso de poder econômico
SP: Sindicato dos Metroviários suspende greve marcada para esta quarta

SP: Sindicato dos Metroviários suspende greve marcada para esta quarta

Votação aconteceu na noite desta terça (21), com mais de dois mil votos pela suspensão
Prejuízos de empresas do Rio Grande do Sul devem somar R$ 10 bilhões

Prejuízos de empresas do Rio Grande do Sul devem somar R$ 10 bilhões

De acordo com uma estimativa do Sebrae, cerca de 700 mil micro e pequenas empresas foram afetadas pelas enchentes
Construção de estrada em Belém é questionada por impactos ambientais

Construção de estrada em Belém é questionada por impactos ambientais

Avenida Liberdade faz parte de projetos da cidade para sediar a COP30. Especialistas projetam riscos à fauna e à flora locais
Rio de Janeiro recebe um dos maiores porta-aviões do mundo

Rio de Janeiro recebe um dos maiores porta-aviões do mundo

Navio americano, com tamanho equivalente a três campos de futebol, chama a atenção na Baía de Guanabara
Moraes descarta adiamento das eleições municipais no Rio Grande do Sul

Moraes descarta adiamento das eleições municipais no Rio Grande do Sul

O presidente do TSE afirmou, na sessão plenária desta terça (21), que não houve qualquer dano estrutural que impeça o pleito na data prevista
Quase metade das empresas do setor calçadista foi afetada pelas enchentes no RS

Quase metade das empresas do setor calçadista foi afetada pelas enchentes no RS

Estado é o segundo maior fabricante de calçados do Brasil, perdendo apenas para o Ceará
Nível da Lagoa dos Patos aumenta e Rio Grande (RS) tem 7 zonas em alerta

Nível da Lagoa dos Patos aumenta e Rio Grande (RS) tem 7 zonas em alerta

Atualmente, mais de 600 pessoas estão desabrigadas no município
Tragédia do Rio Grande do Sul mobiliza recursos para saúde

Tragédia do Rio Grande do Sul mobiliza recursos para saúde

Mais de R$ 1,5 bilhão em recursos já foram destinados à área desde início das chuvas
Engenheiros alertaram sobre deficiências em casas de bombas de Porto Alegre em 2018 e 2023

Engenheiros alertaram sobre deficiências em casas de bombas de Porto Alegre em 2018 e 2023

Ano passado, após o Guaíba ultrapassar a cota de inundação de 3 metros, técnicos alertaram sobre a "necessidade urgente de resolução dos problemas nas estações"
Publicidade
Publicidade