Publicidade

Venda de vitaminas cresceu quase 28% durante a pandemia

Médicos alertam para riscos da suplementação em excesso e sem orientação

Venda de vitaminas cresceu quase 28% durante a pandemia
Publicidade

A procura por vitaminas disparou, no Brasil, no último ano. Mais preocupados com a saúde e, principalmente, com a imunidade, a população encontrou nos suplementos vitamínicos uma forma de compensar as deficiências de nutrientes.

O resultado foi um aumento de 27,9% nas vendas de vitaminas, entre março do ano passado e fevereiro deste ano, em comparação com os 12 meses anteriores. A assessora de investimento Beatriz Cordeiro foi uma das milhares de pessoas passaram a consumir os suplementos. Só no café da manhã, ela toma 20 comprimidos. "Para aumentar a minha imunidade, já que eu não tenho alimentação regrada e completa, e também com o passar da idade, você fica com mais deficiência", ela pondera.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Aos 58 anos, Beatriz conta que mantinha essa rotina há duas décadas, por conta própria. Até que decidiu procurar um médico. "Ele aumentou a dose de vitaminas específicas, por exemplo, a vitamina D", ela afirma.

Nas farmácias, os compostos vitamínicos ganham cada vez mais espaço nas prateleiras. "Teve um aumento, eu acredito, que mais de 20% de vendas de polivitamínicos", conclui a farmacêutica, Ana Paula Ferrari.

Entre os estados com as maiores altas nas vendas de vitaminas estão Rondônia, que lidera o ranking com 68,5%, seguido por Tocantins, com 44,7%, São Paulo, com 26,4% e Rio de Janeiro, com 23,4%. Por outro lado, Sergipe e Roraima tiveram queda no consumo, com -16% e -8%, respectivamente.

Especialistas, no entanto, alertam para os riscos da suplementação em excesso e sem orientação médica. "Pode fazer mal, existe uma interação, às vezes, entre uma vitamina e outra, entre um mineral e outro, onde o excesso de um mineral pode diminuir outro mineral, então, as pessoas não devem tomar vitaminas sem necessidade", orienta o endocrinologista Marcio Mancini.

O médico ainda destaca que grandes quantidades de betacaroteno, por exemplo, aumentam o risco de câncer no pulmão, assim como a vitamina E, em exagero, pode provocar derrame e acidente vascular cerebral. "As pessoas que se alimentam bem, elas não precisam tomar vitaminas", ele acrescenta. 

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
sbt-brasil
brasil
saúde
vitaminas
suplementos vitamínicos
reposição de vitaminas
suplementação alimentar
vitamina c
vitamina e
betacaroteno
riscos da suplementação
medicina
imunidade

Últimas notícias

Uma em cada oito crianças no mundo sofre com obesidade

Uma em cada oito crianças no mundo sofre com obesidade

Além dos obesos, a pesquisa constatou que 43% dos adultos do mundo estão com sobrepeso
Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Aedes aegypti pode transmitir aos pets doença conhecida como 'verme do coração'; conheça sintomas e tratamento
José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

Político está internado desde o dia 25 de fevereiro por causa de uma pneumonia
Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

País ocupa atualmente a 9ª colocação, à frente de Canadá, Rússia e Austrália. Confira lista
Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Dois ministros do STM consideraram homicídio culposo a ação do Exército que teve 257 tiros de fuzil e resultou em duas mortes
Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Combinação evita a emissão de 5 milhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera
Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

País pode fechar o ano com mais de quatro milhões de infectados por arboviroses
Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Minas Gerais é o estado com o maior número de casos prováveis da doença
Polícia prende 23 pessoas que aplicavam golpes em comerciantes de sete estados

Polícia prende 23 pessoas que aplicavam golpes em comerciantes de sete estados

"Central de telemarketing do crime" funcionava em São Paulo; idosos eram vítimas preferidas
Associações médicas do Brasil vão enviar manifesto sobre péssima qualidade do ar para Marina Silva e Conama

Associações médicas do Brasil vão enviar manifesto sobre péssima qualidade do ar para Marina Silva e Conama

No Brasil, a poluição atmosférica mata mais de 50 mil pessoas por ano, eleva o número de internações hospitalares e gera custos ao sistema público de saúde, diz pesquisa
Publicidade
Publicidade