Publicidade

Governo nega reajuste de 7% e diz que vai aguardar arrecadação para definir aumento para servidores

Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado, centrais sindicais e o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais cobram recomposição salarial

Governo nega reajuste de 7% e diz que vai aguardar arrecadação para definir aumento para servidores
Publicidade

O secretário de Relações do Trabalho do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), José Lopez Feijoó, disse em reunião da Mesa Nacional de Negociação Permanente, nesta quarta-feira (28), que o governo aguarda ainda a confirmação da arrecadação extra de 2024 para a definição do reajuste salarial aos servidores públicos federais.

+ "Espero que o Biden ganhe", diz Lula sobre eleições nos Estados Unidos

A informação foi confirmada pelo Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), que participou da reunião.

"As entidades representativas dos servidores públicos federais reiteraram que, sem recomposição salarial já neste ano, não há acordo e as mobilizações serão intensificadas", acrescenta o Fonacate em comunicado, publicado no X (antigo Twitter).

No final de janeiro, a entidade, centrais sindicais e o Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) protocolaram, no MGI, uma contraproposta unificada sobre reajuste.

+ Lula alterou medida provisória que reonerava folha de pagamento, diz Padilha

Nela, segundo o Fonacate, constam dois blocos de recomposição salarial: reajuste de 34,32% dividido em três parcelas iguais de 10,34%, em 2024, 2025 e 2026, para os servidores federais que em 2015 firmaram acordos por dois anos (2016 e 2017); e reajuste de 22,71% dividido em três parcelas iguais de 7,06%, em 2024, 2025 e 2026, para os servidores que em 2015 fecharam acordos salariais por quatro anos (2016 a 2019).

A decisão do governo de aguardar a confirmação da arrecadação extra de 2024 para a definição da correção, comunicada por Feijoó nesta quarta-feira, significa que, por ora, a contraproposta não foi acatada.

A proposta do governo

Em dezembro, o governo fez uma proposta para os servidores públicos federais, com uma atualização de valores em benefícios de 51% para auxílio saúde e auxílio-creche e aumento no vale alimentação: que vai passar dos atuais R$ 658 para R$ 1 mil. A recomposição salarial, no entanto, ficou de fora para o ano. Com sugestão de ser paga em duas parcelas de 4,5%, em 2025 e 2026.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Política
Governo
Economia
Servidor
Salário

Últimas notícias

Reforma tributária: entenda cinco pontos do projeto de regulamentação

Reforma tributária: entenda cinco pontos do projeto de regulamentação

Haddad entregou ao Congresso primeira proposta elaborada pelo governo; uma das novidades é o IVA, imposto que unifica cinco tributos
Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Dados foram apresentados em nova pesquisa do Todos pela Educação
Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Homem é servidor do Tribunal de Justiça do RN; vítima foi encontrada morta e amarrada
AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

Programa chinês pretende levar nave tripulada à Lua até 2030; Ye Guangfu, Li Cong e Li Guangsu integram o lançamento de hoje
PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

Crime foi registrado em 2022, em Rio Verde (GO); autor de disparos teria poupado outra criança para causar “sofrimento grande”
Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

José Caruzzo Escafura, de 94 anos, é acusado de mandar matar comerciante em 2021 no Rio de Janeiro por dívida de quase meio milhão de reais
Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Retenção do pagamento, em março, provocou fritura do presidente da estatal, Jean Paul Prates; com aval de Lula, CA propõe distribuição de 50%
Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Iniciativa tem como objetivo diminuir evasão escolar e desigualdade social entre jovens
SP: Grave acidente na rodovia Régis Bittencourt deixa 4 mortos

SP: Grave acidente na rodovia Régis Bittencourt deixa 4 mortos

Carro com três ocupantes foi prensado entre carretas; motorista de caminhão também não resistiu
Lula sanciona lei que reconhece blocos de Carnaval como manifestação da cultura nacional

Lula sanciona lei que reconhece blocos de Carnaval como manifestação da cultura nacional

Decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (25)
Publicidade
Publicidade