Publicidade

CCJ do Senado aprova projeto que autoriza criação do Cadastro Nacional de Animais Domésticos

Cadastro conteria número do CPF do proprietário do animal e o nome popular da espécie; Projeto de Lei ainda será analisado na Comissão de Meio Ambiente

CCJ do Senado aprova projeto que autoriza criação do Cadastro Nacional de Animais Domésticos
Relator na CCJ diz que o texto "promove um equilíbrio entre os interesses de proprietários de animais, a saúde pública, a proteção ambiental e o bem-estar animal" | Rovena Rosa/Agência Brasil
Publicidade

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou, nesta quarta-feira (22), um Projeto de Lei (PL) que autoriza a criação do Cadastro Nacional de Animais Domésticos. O texto recebeu parecer favorável do relator, senador Mecias de Jesus (Republicanos-RR), e segue agora para a Comissão de Meio Ambiente.

+ Deputado pergunta se Haddad quer tocar Beatles e ministro diz que bolsonarismo tem problema com arte

O projeto, de autoria do deputado federal Carlos Gomes (Republicanos-RS), diz que o Cadastro é relativo a animais que se destinam à companhia ou são criados como de estimação, e não se refere a animais destinados à produção agropecuária para produtos ou serviços.

"A União poderá criar e manter o Cadastro Nacional de Animais Domésticos, com descentralização de seu acesso aos demais entes federados", ressalta o texto.

No caso de a União optar por criá-lo, os animais serão cadastrados nos municípios e no Distrito Federal, e os cadastros serão fiscalizados e centralizados pelos estados e pela União, respectivamente. Além disso, esta vai fornecer aos estados, ao DF e aos municípios o modelo comum do Cadastro a ser adotado.

+ Lula sanciona incentivo de R$ 15 bilhões ao setor de eventos até 2026

O Cadastro será disponibilizado para acesso público pela internet e conterá, no mínimo, o número da carteira de identidade e do CPF do proprietário do animal; o nome popular da espécie, a raça, o sexo, a idade real ou presumida do animal, as vacinas aplicadas e as doenças contraídas ou em tratamento; a categoria do animal quanto à sua função, entre estimação e entretenimento; e o uso de chip pelo animal que o identifique como cadastrado.

O proprietário vai informar, para registro no Cadastro, a venda, a doação ou a ocorrência de morte do bicho, indicada a sua causa.

"As informações fornecidas ao Cadastro Nacional de Animais Domésticos são de responsabilidade do declarante, que incorrerá em sanções penais e administrativas, sem prejuízo de outras previstas na legislação, quando total ou parcialmente falsas, enganosas ou omissas", acrescenta o projeto.

+ Moro chama de "boatos exagerados" possibilidade de cassação e elogia Judiciário

Em seu relatório, Mecias de Jesus diz que o texto "promove um equilíbrio entre os interesses de proprietários de animais, a saúde pública, a proteção ambiental e o bem-estar animal".

Ainda de acordo com o senador, por meio da criação de um registro nacional de animais domésticos, "a compra e venda de animais será muito mais segura. O combate às zoonoses será facilitado, permitindo aos poderes locais identificarem prontamente as emergências sanitárias".

O relator afirma que o PL "vai ao encontro de um anseio para a maior e melhor proteção do bem-estar animal, permitindo que as autoridades públicas possam combater os maus tratos e o abandono desses que são, segundo o Superior Tribunal de Justiça, seres sencientes".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Política
Congresso Nacional
Senado
Animais

Últimas notícias

Anatel determina medidas de combate à venda de celulares sem homologação em sites brasileiros

Anatel determina medidas de combate à venda de celulares sem homologação em sites brasileiros

Empresas têm até 15 dias para realizar mudanças e estão sujeitas a multa diária de até R$ 6 milhões
Tarcísio confirma coronel Mello como vice na chapa de Nunes

Tarcísio confirma coronel Mello como vice na chapa de Nunes

Governador e prefeito participaram de agenda oficial nesta sexta-feira (21), onde foi feito o anúncio do nome, preferido de Jair Bolsonaro (PL)
Poder Expresso: entenda os detalhes do julgamento do STF sobre o porte de maconha

Poder Expresso: entenda os detalhes do julgamento do STF sobre o porte de maconha

Discussão no Supremo Tribunal Federal (STF) acende novamente tensão com o Congresso Nacional
Eleições Municipais 2024: Pré-candidato do PT à Prefeitura de Teresina ganha apoio de Lula em caravana

Eleições Municipais 2024: Pré-candidato do PT à Prefeitura de Teresina ganha apoio de Lula em caravana

Presidente da República passou pelo Piauí para fortalecer Fábio Novo (PT), em empate técnico com ex-prefeito Silvio Mendes (União), de acordo com pesquisa
Lula diz estar feliz com trabalho de ministro indiciado pela PF: "Inocente até provarem ao contrário"

Lula diz estar feliz com trabalho de ministro indiciado pela PF: "Inocente até provarem ao contrário"

Juscelino Filho foi indiciado por desvio de emendas parlamentares, quando era deputado federal; Lula respondeu pergunta sobre ministros maranhenses
Baggio é agredido com coronhada durante assalto: "Agora é superar o medo"

Baggio é agredido com coronhada durante assalto: "Agora é superar o medo"

Ex-jogador italiano teve casa invadida por ladrões, que levaram joias e dinheiro, durante confronto entre Espanha e Itália, pela Eurocopa
Morre Celeste Arantes, mãe de Pelé, aos 101 anos

Morre Celeste Arantes, mãe de Pelé, aos 101 anos

Ela estava internada há oito dias em um hospital de Santos e a causa da morte não foi divulgada
Vídeo: miliciano morre após carro ser metralhado em Queimados (RJ)

Vídeo: miliciano morre após carro ser metralhado em Queimados (RJ)

Caso aconteceu nesta sexta-feira (21); um homem que também estava no veículo conseguiu fugir
Justiça Eleitoral condena Lula e Boulos por pedido de votos no 1º de Maio

Justiça Eleitoral condena Lula e Boulos por pedido de votos no 1º de Maio

Presidente terá que pagar R$ 20 mil; deputado federal foi condenado em R$ 15 mil; políticos podem recorrer
Programa para desenvolver chips e semicondutores no Brasil é aprovado na Câmara

Programa para desenvolver chips e semicondutores no Brasil é aprovado na Câmara

Brasil Semicon visa aumentar investimentos com linhas de financiamento e incentivos para o setor de semicondutores e tecnologia da informação
Publicidade
Publicidade