Publicidade

Polícia fecha boate em que duas mulheres denunciaram estupro no Rio

Corpo de Bombeiros já tinha informado que o local estava irregular; delegacia da mulher periciou o local

Polícia fecha boate em que duas mulheres denunciaram estupro no Rio
Publicidade

A Secretaria Municipal de Ordem Pública do Rio de Janeiro (Seop) interditou na noite desta quinta-feira (4) a boate Portal Club, na Lapa, na região central do Rio de Janeiro.

+Fuga na mata, no mar e na rodovia: como foram os 50 dias da caçada aos fugitivos do presídio federal de Mossoró

Anteriormente, o Corpo de Bombeiros já tinha informado que o local estava irregular, já que não tinha o Certificado de Vistoria Anual (CVA), o documento que garante a segurança contra incêndio e pânico.

Até o momento, duas mulheres afirmam que foram estupradas dentro do estabelecimento.

+Cão 'salsicha' deve ser proibido? Veja o que considerar na hora de comprar ou adotar seu cachorro

Nas redes sociais, a deputada estadual Renata Souza (PSOL-RJ) informou que após a denúncia da turista, uma outra mulher também buscou a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj para relatar que em novembro de 2023, foi vítima de um estupro dentro da mesma boate. Sem receber o auxílio adequado, acabou tendo a sua denúncia inviabilizada.

Em nota, a deputada disse que a interdição representa medida essencial para a garantia do avanço das investigações e para impedir que novos estupros ocorram na casa noturna, onde as vítimas sofreram negligência por parte dos responsáveis, foram culpabilizadas pela violência sexual que sofreram e ainda desencorajadas a realizar o registro policial.

"O fechamento da boate ocorreu porque a casa não estava em situação regular em relação às exigências do Corpo de Bombeiros para o seu funcionamento em segurança. Ou seja, o estabelecimento sequer deveria estar aberto, pois, além dos crimes denunciados, ficou patente a fragilidade das condições de segurança para todas, todos e todes frequentadores".

Na quarta-feira (3), a Delegacia de Atendimento à Mulher do Centro do Rio de Janeiro fez uma perícia no local onde uma estrangeira sul-americana denunciou ter sofrido um estupro coletivo na Lapa, na zona central do Rio de Janeiro. O caso aconteceu no último domingo (31).

O que aconteceu

Na madrugada do último domingo (31), a jovem de 25 anos foi com uma amiga, na casa de quem estava hospedada, à boate Portal Club e relatou que, após conhecer um rapaz, aceitou ir com ele a um espaço mais reservado da boate, conhecido como dark room. A turista contou que foi estuprada sem qualquer chance de defesa por um número de homens que ela não consegue precisar. Também afirmou que chegou a perder a consciência e que não sabe se algo foi adicionado à sua bebida, já que era uma festa com bebidas à vontade.

Em seguida, quando recuperou a consciência, a jovem procurou a amiga para relatar a situação e manifestou a vontade de chamar a polícia, mas não foi devidamente atendida. Pelo contrário: ela denunciou que funcionários da boate, inclusive seguranças, tentaram dissuadi-la de ir à delegacia. A amiga da vítima é testemunha dessas circunstâncias.

O que diz a boate

Em nota, a boate disse que diante dos graves acontecimentos relatados, deseja deixar claro publicamente que repudia veementemente e nunca irá apoiar qualquer forma de intolerância, opressão ou violência contra as mulheres.

E acrescentou que, assim que tomou conhecimento do incidente, a Boate prontamente acolheu a vítima e se colocou à disposição das autoridades para que os fatos sejam imediatamente investigados e esclarecidos. Além disso, como uma casa LGBTQIA+, o local afirmou ser empenhado em lutar pelos direitos das minorias e das mulheres.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

estupro
Rio de Janeiro

Últimas notícias

Famílias do Rio Grande do Sul podem se inscrever no Auxílio Reconstrução até terça

Famílias do Rio Grande do Sul podem se inscrever no Auxílio Reconstrução até terça

Benefício é de R$ 5,1 mil e cadastro das famílias deve ser feito pelas prefeituras
2,6 bilhões de pessoas não estão conectadas à internet, diz ONU

2,6 bilhões de pessoas não estão conectadas à internet, diz ONU

Estudo da UIT aponta que uso da inteligência artificial pode reduzir a exclusão digital no planeta
Incêndios no Pantanal: Mato Grosso do Sul decreta situação de emergência

Incêndios no Pantanal: Mato Grosso do Sul decreta situação de emergência

Uma das medidas é dar permissão ao Corpo de Bombeiros para adentrar casas e prestar socorro às vítimas. Decreto vale por 180 dias
'Bactéria comedora de carne': mulher é infectada após cortar tornozelo no jardim

'Bactéria comedora de carne': mulher é infectada após cortar tornozelo no jardim

Britânica Louise Fawcett passou por 6 cirurgias após ser diagnosticada com fasciíte necrosante
Prefeitura do Rio de Janeiro desapropria terreno do Gasômetro para construir estádio do Flamengo

Prefeitura do Rio de Janeiro desapropria terreno do Gasômetro para construir estádio do Flamengo

Imóvel está localizado na zona portuária da cidade; decreto foi publicado nesta segunda (24)
AliExpress e Magalu fecham acordo inédito e venderão produtos em ambos marketplaces; entenda

AliExpress e Magalu fecham acordo inédito e venderão produtos em ambos marketplaces; entenda

Mudança foi anunciada por meio de comunicado ao mercado; ações da varejista da família Trajano disparam
Ampliação da TV digital: prazo para 250 municípios solicitarem ajuda federal termina na sexta (28)

Ampliação da TV digital: prazo para 250 municípios solicitarem ajuda federal termina na sexta (28)

Programa Brasil Digital implementa estações para transmissão de emissoras públicas e compartilhar infraestrutura com redes privadas
Caso Anic: defesa diz que filhos "não sabiam de nada"

Caso Anic: defesa diz que filhos "não sabiam de nada"

Advogada está desaparecida há 116 dias; Anic de Almeida foi vista pela última vez em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro
Elon Musk confirma o nascimento do 12º filho

Elon Musk confirma o nascimento do 12º filho

Bilionário diz em entrevista que novo herdeiro estava "longe de ser um segredo" e que divulgar um comunicado sobre a gestação seria "bizarro"
Grávida dá à luz presa em congestionamento após acidente entre ônibus e carreta em Minas Gerais

Grávida dá à luz presa em congestionamento após acidente entre ônibus e carreta em Minas Gerais

Ao todo, 12 pessoas se envolveram no acidente; seis foram socorridas com suspeita de fraturas, traumas, cortes e escoriações, mas nenhuma em estado grave
Publicidade
Publicidade