Publicidade

Justiça determina que filho de Lula não se aproxime da ex-mulher e deixe apartamento

Médica Natália Schincariol registrou boletim de ocorrência acusando Luis Cláudio Lula da Silva de violência doméstica

Justiça determina que filho de Lula não se aproxime da ex-mulher e deixe apartamento
Publicidade

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) determinou medida cautelar contra o filho caçula do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Luis Cláudio Lula da Silva, a favor da médica Natália Schincariol, que registrou boletim de ocorrência relatando violência doméstica. Ele está proibido de se aproximar da ex-mulher e deve deixar o apartamento onde ex-casal morava.

+ Mulher de filho de Lula registra boletim por violência doméstica

Nessa terça (2), Natália registrou boletim de ocorrência contra o empresário por violência doméstica na Delegacia da Mulher. Ela solicitou medidas contra o então companheiro, com quem viveu em união estável há 2 anos.

O TJSP exige que Luis Cláudio saia da residência que compartilhavam, além de proibir que ele fique a menos de 200 metros da médica, faça qualquer tipo de contato com ela ou familiares e frequente os mesmos locais.

No boletim de ocorrência, a psiquiatra diz ter sido manipulada e ameaçada para não denunciar as agressões "sob a alegação de que o agressor é filho do presidente e possui influência para se safar das acusações". A defesa da vítima também não descartou ao SBT News que a "carteirada" tenha oprimido a vítima.

Carmen Ramos Tannuri, advogada de Luís Cláudio Lula da Silva, classificou como "fantasiosas" as declarações de Natália e disse que tomará as medidas legais pertinentes.

A reportagem entrou em contato com o escritório Tannuri para confirmar a medida do TJSP, mas recebeu como resposta que ainda não tinham conhecimento dessa decisão. O espaço segue aberto.

+ Brasil Agora: mulher acusa filho de Lula de agressão; forte terremoto em Taiwan

O caso

No boletim de ocorrência, Natália Schincariol relata ter ficado afastada do trabalho por um mês devido ao trauma causado pelas agressões, sido hospitalizada com crises de ansiedade e recebido ameaças e ofensas constantes, além de calúnias e difamações.

No formulário de agressões de violência doméstica obtido pela reportagem, ela diz que Luis fazia uso abusivo de álcool e já praticou ameaças. Também informou que empurrões eram agressões diárias.

A polícia relata no boletim conversa do acusado por telefone com Natália sobre a ocorrência registrada. "A vítima relata que o autor a ofende, com palavras como 'p..., vagabunda, gorda, feia e doente mental'", diz o relatório.

+ Três em cada dez mulheres sofreram violência doméstica no Brasil

Conforme o inquérito, a vítima não registrou boletim de ocorrência anteriormente, pois o autor a intimidava, utilizando o fato de ser filho do presidente da República e dizendo coisas como: "Meu pai [Lula] vai me proteger e [você] vai sair perdendo".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia
Polícia Civil
Política
Político
Mulher
Violência
Violência doméstica
Violência contra mulher

Últimas notícias

Estudantes e professores protestam contra cortes na educação na Argentina

Estudantes e professores protestam contra cortes na educação na Argentina

Mobilização recebeu apoio de setores da oposição em todo o país
Após morte de Joca, Gol suspende transporte de cães e gatos por 30 dias

Após morte de Joca, Gol suspende transporte de cães e gatos por 30 dias

Segundo a empresa, a suspensão é "para se dedicar totalmente a concluir o processo de investigação" do caso
Perfis de bolsonaristas no X bloqueados pelo STF usaram canal de bate-papo para fazer lives "clandestinas"

Perfis de bolsonaristas no X bloqueados pelo STF usaram canal de bate-papo para fazer lives "clandestinas"

PF identificou que acusados de integrar milícia digital fizeram, dos EUA, transmissões ao vivo, por canais inativados judicialmente
Polícia desarticula quadrilhas especializadas em roubos a condomínios

Polícia desarticula quadrilhas especializadas em roubos a condomínios

Investigações pegaram criminosos que atuavam em 5 estados, se passavam por moradores e ostentavam nas redes sociais
Polícia prende integrantes de quadrilha envolvida na morte de empresário, em SP

Polícia prende integrantes de quadrilha envolvida na morte de empresário, em SP

Caso aconteceu em setembro do ano passado; criminosos usavam aplicativos de namoro para atrair as vítimas
Empresária condenada por matar o marido com um tiro na nuca se entrega à polícia em SP

Empresária condenada por matar o marido com um tiro na nuca se entrega à polícia em SP

Crime aconteceu em janeiro de 2013, na Zona Leste de São Paulo; Andressa Ramos de Araújo foi condenada a 13 anos e seis meses de prisão
Câmara aprova continuidade de benefício para o setor de eventos com impacto de R$ 15 bilhões

Câmara aprova continuidade de benefício para o setor de eventos com impacto de R$ 15 bilhões

Andamento do programa emergencial contrariou pedido do governo e valerá para 30 atividades econômicas. Texto segue para o Senado
Datena, educação e polarização na Segurança Pública: confira íntegra da entrevista de Tabata Amaral

Datena, educação e polarização na Segurança Pública: confira íntegra da entrevista de Tabata Amaral

Pré-candidata à Prefeitura de São Paulo pelo PSB falou sobre propostas para a maior cidade do Brasil ao SBT News
Candidatos reclamam de falhas técnicas e problemas na lista de espera do Fies

Candidatos reclamam de falhas técnicas e problemas na lista de espera do Fies

Mesmo com os problemas relatados, Ministério da Educação afirma que não deve fazer alterações no cronograma
Alckmin responde cobrança de Lula com meme de desenho animado: “Pé na tábua”

Alckmin responde cobrança de Lula com meme de desenho animado: “Pé na tábua”

Presidente havia cobrado vice-presidente e ministros agilidade e para melhorarem articulações com o Congresso Nacional
Publicidade
Publicidade