Publicidade

Porta-voz de Milei diz que Argentina vai avaliar "caso a caso" foragidos suspeitos de participar do 8 de janeiro

Manuel Adorni não confirmou se governo argentino recebeu lista com nomes de brasileiros, mas disse que país vai "cumprir a lei"

Porta-voz de Milei diz que Argentina vai avaliar "caso a caso" foragidos suspeitos de participar do 8 de janeiro
O porta-voz da presidência Argentina, Manuel Adorni, disse que governo analisará situação dos foragidos suspeitos de participar dos atos de 8 de janeiro. | Marcelo Torres
Publicidade

O porta-voz da presidência Argentina, Manuel Adorni, disse nesta segunda-feira (10) em uma entrevista coletiva que o país irá analisar caso a caso a situação dos foragidos implicados nos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023 em Brasília.

"Em princípio, vamos cumprir a lei e se, efetivamente, há delinquentes nas condições que você menciona, será seguido o caminho legal correspondente", respondeu a uma jornalista.

Adorni também explicou que isso será feito pela Comissão Nacional pelos Refugiados (Conare) e enfatizou que serão cumpridas as normais internacionais para casos assim.

Mas o porta-voz não confirmou se o governo do país recebeu uma lista com os nomes de 143 pessoas foragidas que teria sido entregue pela Embaixada do Brasil em Buenos Aires, nem que haja 48 pessoas dessa lista na Argentina.

No sábado (8), a ministra da Justiça, Patricia Bullrich, havia dito em entrevista a uma rádio local que não tem conhecimento sobre a presença desses brasileiros no país e qualificou a discussão até agora como "propaganda", já que nenhum pedido formal foi feito pelo governo brasileiro.

Bullrich afirmou que precisa haver um processo, uma condenação e um alerta da Interpol para que uma possível extradição seja analisada.

Até agora, as declarações ambíguas do governo argentino não deixam transparecer se o país oferecerá refúgio aos fugitivos, que apostam na boa relação que o presidente Javier Milei tem com o ex-presidente Jair Bolsonaro como trunfo para os pedidos de asilo político.

Uma suposta negativa em pedidos de extradição poderia gerar uma crise diplomática, num momento em que Buenos Aires precisa de apoio de países como o Brasil e a China para superar sua crise econômica.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Mundo
Argentina

Últimas notícias

Dez trabalhadores são regatados pela PF em situação análoga a escravidão no Mato Grosso do Sul

Dez trabalhadores são regatados pela PF em situação análoga a escravidão no Mato Grosso do Sul

Ação durou pouco mais de duas semanas em propriedades rurais na região do Pantanal
Deputada cassada por fazer harmonização com dinheiro público diz que provas foram forjadas

Deputada cassada por fazer harmonização com dinheiro público diz que provas foram forjadas

Silvia Waiãpi é acusada de utilizar recursos do Fundo Campanha para pagar o procedimento. Confira entrevista ao Poder Expresso
Governo define regras mais rígidas para distribuidoras de energia

Governo define regras mais rígidas para distribuidoras de energia

Segundo as novas normas, a satisfação do consumidor será um dos critérios de avaliação
Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Polícia do DF prende suspeitos de chefiar quadrilha que realizava falsos sequestros

Segundo as investigações, o grupo atuava em 15 estados
Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

Vídeo: deputada é flagrada derramando água dentro da bolsa de colega nos EUA

"Por cinco meses, passei por isso", desabafou parlamentar que teve a bolsa encharcada
Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Polícia Federal prende quadrilha suspeita de fraudes bancárias

Prisões foram em cinco diferentes cidades do estado de São Paulo
Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Dólar atinge R$ 5,46, maior valor em um ano e meio

Alta acontece após críticas do presidente Lula à decisão do Copom de manter taxa de juros
Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Idosa de 105 anos recebe seu diploma de mestrado 83 anos após iniciar os estudos

Virginia precisou largar os estudos para casar com seu namorado da época, que foi chamado para servir na Segunda Guerra Mundial
Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Ronnie Lessa passa 1ª noite em presídio de SP, onde será monitorado dia e noite

Assassino confesso de Marielle Franco, em 2018, foi transferido de presídio federal em MS, como benefício da delação
Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Toffoli abre terceira via e STF adia decisão sobre descriminalização da maconha

Para o ministro, o porte da erva para consumo próprio já não tem natureza criminal. Julgamento continua na próxima terça (26)
Publicidade
Publicidade