Publicidade

Ministro da Defesa de Israel diz que país "respeita leis humanitárias"

Manifestação foi a primeira desde pedido de prisão dele e de Netanyahu no Tribunal Penal Internacional

Ministro da Defesa de Israel diz que país "respeita leis humanitárias"
Yoav Gallant, ministro da Defesa de Israel
Publicidade

Após mais de 35 mil mortos em Gaza, o ministro da Defesa israelense, Yoav Gallant, afirmou que o país "respeita leis humanitárias e tem padrões profissionais e morais".

Foi a primeira manifestação do ministro após um procurador do Tribunal Penal Internacional pedir a prisão dele e de Benjamin Netanyahu por suspeitas de crimes de guerra.

O premiê israelense chamou a decisão de "absurda." Três líderes do Hamas estão no mesmo processo.

França, Espanha, Eslovênia e Bélgica divulgaram comunicados de apoio à independência do Tribunal Internacional. Os juízes podem demorar semanas, meses até, pra decidir se aprovam ou não o pedido de prisão.

Diplomaticamente, no entanto, foi mais uma derrota pra Israel, no momento em que o país enfrenta mais denúncias de desrespeito às leis internacionais.

Segundo a BBC de Londres, prisioneiros palestinos estão sendo torturados em prisões israelenses. O também britânico The Guardian denunciou que policiais e militares de Israel informam, a colonos na Cisjordânia, o trajeto dos caminhões que levam comida a Gaza. Dezenas já foram atacados.

Nesta terça, Israel confiscou equipamentos da Associated Press, na fronteira com Gaza, sob alegação de que a agência violou a nova lei de controle da mídia, fornecendo imagens pra Al Jazeera, banida do país. A AP disse que o confisco é um abuso da lei e que as mesmas imagens são distribuídas pra muitas TVs ao redor do mundo.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Mundo
Israel
Hamas
Guerra
Palestina

Últimas notícias

Senado aprova Novo Ensino Médio com carga de 2.400 horas e espanhol obrigatório

Senado aprova Novo Ensino Médio com carga de 2.400 horas e espanhol obrigatório

Como o texto foi alterado, o projeto, agora, retorna à Câmara dos Deputados para uma nova votação
Conselho de Ética arquiva processo contra Fernanda Melchionna por “familícia Bolsonaro”

Conselho de Ética arquiva processo contra Fernanda Melchionna por “familícia Bolsonaro”

Ação foi movida pelo PL por ofensas em discussão com deputado Eduardo Bolsonaro e com senador Flávio Bolsonaro
Polícia apreende 200 kg de cocaína em supermercado de São Paulo

Polícia apreende 200 kg de cocaína em supermercado de São Paulo

Investigadores surpreenderam os traficantes que faziam a entrega da droga no estacionamento do local
Câmara do DF aprova projeto que permitirá mudanças urbanísticas drásticas em Brasília

Câmara do DF aprova projeto que permitirá mudanças urbanísticas drásticas em Brasília

Se sancionada, a lei liberará que prédios no setor hoteleiro possam aumentar de 3 para 12 andares e que comércios se instalem em área de embaixadas
Argentina retira sigilo de documento sobre atentados em associação judaica

Argentina retira sigilo de documento sobre atentados em associação judaica

Mais de 80 pessoas morreram no ataque; investigação mostra que os explosivos passaram Brasil
Moraes recua e libera conteúdo com denúncias contra Lira

Moraes recua e libera conteúdo com denúncias contra Lira

O ministro havia mandado derrubar um vídeo e dois textos sobre supostas agressões do presidente da Câmara à ex-esposa
Câmera de clínica de saúde mental flagra funcionário assediando paciente

Câmera de clínica de saúde mental flagra funcionário assediando paciente

Polícia de Pernambuco indiciou o homem por estupro de vulnerável, mas ele está foragido
Justiça de SP prende suspeitos de falsificar assinatura para soltar narcotraficante do PCC

Justiça de SP prende suspeitos de falsificar assinatura para soltar narcotraficante do PCC

O documento é um habeas corpus que autorizava a libertação de "Fuminho", braço direito do PCC
Governo da Argentina entrega ao Itamaraty lista de foragidos pelos ataques de 8 de janeiro

Governo da Argentina entrega ao Itamaraty lista de foragidos pelos ataques de 8 de janeiro

Relação com cerca de 60 nomes foi redirecionada ao Supremo Tribunal Federal (STF). Brasil deve pedir extradição de investigados e condenados
Veja o que e quem está por trás de Divertida Mente 2

Veja o que e quem está por trás de Divertida Mente 2

Reunimos 14 (ou mais) curiosidades sobre um dos filmes mais fofos do ano
Publicidade
Publicidade