Publicidade

Mais de 200 pacientes homens, mulheres e idosos denunciam médico por abuso sexual nos EUA

Derrick Todd exigia que vítimas fossem as suas consultas sem acompanhante, repetia exames íntimos e os apalpava

Mais de 200 pacientes homens, mulheres e idosos denunciam médico por abuso sexual nos EUA
Publicidade

Mais de 200 pacientes homens, mulheres e idosos denunciam abuso sexual contra um médico reumatologista do Brigham and Women, um hospital de referência mundial, localizado em Boston, nos Estados Unidos.

A investigação começou em uma sindicância interna quando o hospital, em abril de 2023, recebeu duas denúncias anônimas sobre Derrick Todd, que afirmaram que o médico não poderia realizar exames delicados sem a presença de um acompanhante.

+ Mulher é derrubada após agressão de PM e homem é ameaçado

A americana Kristin Fritz, de 37 anos, acreditava realizar mais uma consulta de rotina com o médico, mas a medida que ele começou a apalpar seus seios de forma agressiva a ponto de Todd “parecer gostar um pouco demais disso”, nas palavras dela, o comportamento acendeu um alerta.

O hospital entrou em contato com para consultar o comportamento de Derrick e foi assim que Kristin descobriu que não estava sozinha. Em seguida, ela se juntou a um processo criminal contra o médico que tramita Tribunal Superior de Suffolk, em Massachusetts.

A ação, que conta com vítimas abusadas pelo médico desde 2010, também acusa Todd de realizar terapias desnecessárias no assoalho pélvico, exames de mama, testiculares e retais nos pacientes.

O processo também acusa outros funcionários do hospital, incluindo o Brigham e Charles Rival Medical Associates, outra associação que o Todd trabalhou, de saber do abuso e não o impedir.

Hospital Brigham and women', em Boston
Hospital Brigham and women', em Boston

Apesar de ser especializado em reumatologia, que envolve o tratamento de doenças inflamatórias dos músculos, articulações e ossos, ele estreitou sua carreira na área da ginecologia e urologia.

Uma das vítimas, que não quis se identificar, contou que o médico era seu principal ginecologista e que ele repetia diversos exames vaginais, comentando do seu corpo, exigindo que ficasse nua e que ficasse desacompanhada em seus exames.

Derrick Todd foi colocado em licença administrativa e demitido pelo hospital Brigham, em maio do ano passado. Em setembro, o médico chegou a um acordo voluntário com o Conselho de Medicina americano para interromper o exercício da profissão.

Além disso, segundo um jornal americano, Todd também está sendo investigado pelo Ministério Público do condado de Suffolk.

Anthony Abeln, advogado do acusado, afirmou que não vai se posicionar sobre o assunto para a imprensa, mas “defenderá seu cliente a medida que o caso avanço no sitema do Tribunal Superior de Massachusetts”.

*Com informações da Associated Press

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Estados Unidos
Crime
Investigação
Abuso sexual
Médico

Últimas notícias

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

No plenário virtual, os ministros já haviam formado maioria a favor dos benefícios fiscais, mas ainda há tempo de reverter o placar no plenário físico
Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Ministro indiciado ganha tempo para se defender enquanto Lula estiver cumprindo agenda pela Europa
Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Os ministros decidiram, nesta quarta (12), que correção do Fundo deve ser pelo IPCA, a fim de evitar perdas inflacionárias
PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

Conab, responsável pela compra dos grãos importados, suspendeu o negócio após suspeitas de irregularidades
Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Pacote de reformas enviado pelo governo Milei está em debate no Senado
Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

O prazo de concessão será de 25 anos, de acordo com a Secretaria de Educação do estado
Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

O ministro deu mais 180 dias para conclusão das investigações, atendendo a pedido feito pela Polícia Federal (PF)
Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Presidente brasileiro participou de abertura de evento no Rio de Janeiro que reúne investidores árabes e brasileiros
Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Texto foi aprovado na forma de um substitutivo da relatora, senadora Damares Alves (Republicanos-DF), e volta agora à Câmara dos Deputados
Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

A acusação da deputada foi após uma fala de Nikolas na reunião da Comissão da Defesa dos Direitos das Mulheres, na última quarta-feira
Publicidade
Publicidade