Publicidade

Espanha, Irlanda e Noruega anunciam plano para reconhecer Estado da Palestina

Decisão foi criticada por Israel, que ordenou retirada de embaixadores na Irlanda e na Noruega

Espanha, Irlanda e Noruega anunciam plano para reconhecer Estado da Palestina
Ministro das Relações Exteriores da Noruega, Espen Barth Eide, e o premiê Jonas Gahr Store | Reprodução/redes sociais
Publicidade

Os governos da Espanha, Noruega e Irlanda anunciaram, nesta quarta-feira (22), um plano para reconhecer oficialmente o Estado da Palestina. A informação foi compartilhada pelo ministro das Relações Exteriores da Noruega, Espen Barth Eide, o primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, e o primeiro-ministro da Irlanda, Simon Harris. Em reação, Israel determinou a retirada dos embaixadores na Noruega e na Irlanda.

+ Assembleia aprova resolução que reabre caminho para a entrada da Palestina na ONU

A Palestina ainda não é reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um Estado. Isso se deve a uma série de fatores, incluindo a falta da definição de um território, já que Israel segue presente em áreas reservadas para os palestinos, como a Cisjordânia. A falta de apoio de superpotências, como os Estados Unidos, também tem influência.

Apesar disso, mais de 70% dos membros da Assembleia Geral da ONU (138 de 193 países) reconhecem a Palestina como um Estado, em vez de “entidade observadora não membro”. Entre eles está o Brasil, que reconheceu a definição em dezembro de 2010, no fim do segundo mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo Sanzhez, a expectativa é que o reconhecimento da Palestina como um Estado entre em vigor na próxima terça-feira (28). O mesmo foi dito pelo premiê irlandês, que afirmou ainda que espera que outros países “façam o mesmo”.

“Hoje, a Irlanda, a Noruega e a Espanha anunciam que reconhecemos o Estado da Palestina. Acreditamos que o reconhecimento contribuirá para a paz e a reconciliação no Oriente Médio”, disse Harris. “Falei com vários outros líderes e estou confiante de que mais países se juntarão a nós para dar este importante passo", acrescentou.

Reação de Israel

O anúncio dos países não foi bem recebido por Israel. O ministro das Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, afirmou que a decisão de reconhecer um Estado Palestino minou o direito de Israel à autodefesa e os esforços para devolver os 128 reféns detidos pelo Hamas detidos na Faixa de Gaza – área pertencente à Palestina.

+ Lula diz que Brasil defende criação de um estado palestino

Em relação à Irlanda e Noruega, o ministro ordenou a retirada imediata de seus embaixadores nos países. No caso da Espanha, ele disse que “haverá consequências graves”. “Se a Espanha levar por diante a sua intenção de reconhecer um Estado palestiniano, será dado um passo semelhante contra ele”, disse.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Espanha
Noruega
Irlanda
Palestina
Israel

Últimas notícias

Homem mata ex-genro após denúncia de abuso do neto

Homem mata ex-genro após denúncia de abuso do neto

Vítima denunciou ex-sogro após criança relatar crime; novas denúncias são levadas à polícia
Bets terão de classificar risco de apostadores e funcionários e informar atividades suspeitas ao Coaf

Bets terão de classificar risco de apostadores e funcionários e informar atividades suspeitas ao Coaf

Secretaria de Prêmios e Apostas, do Ministério da Fazenda, publicou portaria com diversas regras para empresas do ramo e de jogos online
Criminosos que deixaram taxista morrer em carro são identificados

Criminosos que deixaram taxista morrer em carro são identificados

Vítima de latrocínio ficou várias horas preso em veículo, sob calor de 50°C, em linha férrea no Espírito Santo
Sul, Norte e Nordeste têm previsão de chuva forte nesta sexta-feira

Sul, Norte e Nordeste têm previsão de chuva forte nesta sexta-feira

Também pode chover durante todo o dia em São Paulo e no Rio de Janeiro, mas com menor intensidade
FMI sobe para 2,5% a projeção de crescimento médio da economia brasileira

FMI sobe para 2,5% a projeção de crescimento médio da economia brasileira

Relatório aponta reforma tributária e transformação ecológica como fatores que ajudam o desenvolvimento econômico e ao PIB do Brasil
Filho de Nicolas Cage agride a própria mãe e é preso

Filho de Nicolas Cage agride a própria mãe e é preso

Weston Cage teria cometido agressão após transtornos; astro pagou fiança do filho para tirá-lo da cadeia
Recém-chegado da Bahia é morto durante assalto em SP

Recém-chegado da Bahia é morto durante assalto em SP

Jovem foi cercado por quatro criminosos; vítima usava calça de empresa semelhante à de policiais, provável motivo para disparos
ENGANOSO: É enganoso que fundação de Bill Gates tenha financiado pesquisa para tornar gripe aviária transmissível para humanos

ENGANOSO: É enganoso que fundação de Bill Gates tenha financiado pesquisa para tornar gripe aviária transmissível para humanos

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: "Abin paralela" e Bolsonaro no alvo da PF; as gafes de Biden

Brasil Agora: "Abin paralela" e Bolsonaro no alvo da PF; as gafes de Biden

Confira essas e outras notícias desta sexta-feira (12) nas primeiras horas da manhã, com apresentação de Murilo Fagundes e comentários de Iasmin Costa
Sexting: o que é a prática que pode ter levado ao fim namoro de Iza

Sexting: o que é a prática que pode ter levado ao fim namoro de Iza

Pivô da separação diz que não houve encontro, só troca de mensagens entre os dois
Publicidade
Publicidade