Publicidade

Família inteira de poloneses que escondeu judeus será beatificada

Cerimônia está marcada para este domingo, dia 10 de setembro, em Markowa, na Polônia

Família inteira de poloneses que escondeu judeus será beatificada
Família Ulma | Monica D'Alfonso
Publicidade

Polônia -- A cidade de Markowa, vila no sudeste da Polônia, está em festa. Neste domingo, dia 10 de setembro, vai ser realizada a cerimônia de beatificação da família Ulma. O casal Jozef e Wiktoria Ulma e seus sete filhos, que tinham entre um e sete anos, foram fuzilados por guardas alemães nazistas em março de 1944. A família escondeu oito judeus no sótão da casa, por um ano e meio, durante a Segunda Guerra Mundial.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A cerimônia será em Markowa, onde foram mortos. A cidade, que tem 4 mil e duzentos habitantes, se prepara para receber 20 mil pessoas. 

 Os restos mortais da família Ulma foram retirados do cemitério e terão um lugar de destaque na igreja da cidade. 

Restos mortais da família Ulma foram retirados do cemitério da cidade | Monica D'Alfonso/Cristyann Ienne

Segundo a imprensa do Vaticano, é a primeira vez que uma família inteira é homenageada, incluindo o nascituro de Wiktoria, que estava grávida de sete meses. Ele recebeu o chamado batismo de sangue.

Czestava Balawejder, que conheceu a madrinha de uma das crianças, conta que Jozef tinha 44 anos e Wiktoria, 32, quando foram mortos. O pai trabalhava no campo e a mãe fazia os serviços da casa. A família era católica praticante. 

De acordo com os moradores de Markowa, dos 121 judeus que existiam na cidade, somente 20 sobreviveram à invasão dos alemães. 
O Instituto Yad Vashem, em Israel, reconheceu a família Ulma como "Justos entre as Nações", em 1995. Estima-se que seis mil e quatrocentos poloneses tenham arriscado a vida para salvar os judeus perseguidos.

Família Ulma terá destaque em uma igreja da cidade de Markowa, na Polônia | Monica D'Alfonso

A jornalista Monica D'Alfonso viajou a convite do Memorial do Holocausto, em São Paulo, com o apoio do governo da Polônia. 
 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
mundo
polonia
polônia
família
judeus
apoio a judeus
família beatificada
monica-dalfonso
noticias
sbtnews

Últimas notícias

Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio chega a R$ 47 milhões

Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio chega a R$ 47 milhões

Prêmio acumulado será sorteado no sábado (15)
Brasília tem manifestação contra PL que equipara aborto ao crime de homicídio

Brasília tem manifestação contra PL que equipara aborto ao crime de homicídio

Grupo se reuniu em frente ao Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios, na noite desta quinta (13)
Mulher fica sem roupa em aeroporto após ser impedida de embarcar; veja vídeo

Mulher fica sem roupa em aeroporto após ser impedida de embarcar; veja vídeo

Ela estava prestes a pegar um voo de volta para o Vietnã quando se revoltou e tirou as roupas
Vítimas de violência doméstica serão prioridade em cirurgia reparadora no SUS

Vítimas de violência doméstica serão prioridade em cirurgia reparadora no SUS

A atualização na Lei Maria da Penha já garantia o direito ao procedimento e, agora, assegura a preferência na fila de espera
Na contagem regressiva para as Olimpíadas, atletas revelam ansiedade para as competições

Na contagem regressiva para as Olimpíadas, atletas revelam ansiedade para as competições

São 241 vagas garantidas para o Brasil e 219 atletas já estão classificados, sendo 127 mulheres, 85 homens e sete pessoas do hipismo, com gênero a definir
Yasmin Aparecida: família cai em golpe e perde R$ 2 milhões arrecadados para tratamento

Yasmin Aparecida: família cai em golpe e perde R$ 2 milhões arrecadados para tratamento

Menina de 11 anos foi diagnosticada com neuroblastoma -- um tipo de câncer raro, que cresce em partes do sistema nervoso ou nas glândulas adrenais
Número de refugiados no Brasil mais que dobrou em um ano, diz Ministério da Justiça

Número de refugiados no Brasil mais que dobrou em um ano, diz Ministério da Justiça

Segundo o órgão, a maioria é de origem venezuelana
Pacheco diz que aborto é diferente de homicídio e defende discussão longa no Senado

Pacheco diz que aborto é diferente de homicídio e defende discussão longa no Senado

Presidente da Casa negou possibilidade de que projeto passe com urgência, se chegar para análise dos senadores
Críticas contra PL que iguala aborto a homicídio invadem redes sociais

Críticas contra PL que iguala aborto a homicídio invadem redes sociais

Hashtags #PLdoEstuproNão e #CriançaNãoÉMãe ficaram entre os assuntos mais comentados do X nesta quinta (13)
Deputadas de esquerda e de direita debatem aborto após estupro

Deputadas de esquerda e de direita debatem aborto após estupro

Discussão entre Sâmia Bomfim (PSOL-SP) e Franciane Bayer (Republicanos-RS) ocorre em meio a aprovação da urgência de projeto de lei na Câmara sobre o tema
Publicidade
Publicidade