Publicidade

ONU destaca a igualdade de gênero como fundamental para um futuro sustentável

Para a organização, é urgente a necessidade de paridade entre homens e mulheres nos espaços públicos

ONU destaca a igualdade de gênero como fundamental para um futuro sustentável
A ação de mulheres vai colaborar para um amanhã mais sustentável', diz a jurista Silvia Pimentel | Reprodução
Publicidade

O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, é uma oportunidade para debater, por exemplo, o impacto das crises atuais em mulheres e meninas em todo o mundo. Sobre a data, a diretora executiva da ONU Mulheres, Sima Bahous, destaca que os ganhos conquistados em direitos humanos e direitos das mulheres devem ser protegidos.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Com o tema que pede "Igualdade de gênero hoje para um amanhã sustentável", a líder da agência ressalta que a mudança climática é um multiplicador de ameaças. Mas, para ela, as mulheres são multiplicadoras de soluções. Já a jurista Silvia Pimentel, que falou à ONU News, de São Paulo, e presidiu o Comitê Sobre a Eliminação da Discriminação contra Mulheres, Cedaw, diz que é hora de passar da palavra à ação.

"A subalternidade, a violência, não é uma fatalidade a ser vivida por nós mulheres, foi algo que foi construído. É esse algo que nós, feministas, e muitas mulheres, estão buscando reconstruir esse espírito que eu digo de morte, de destruição. Por isso, entre os grandes ideais da ONU é a promoção da paz e o respeito pela vida. Igualdade de gênero hoje, eu diria já, o mais imediatamente possível, em todo o mundo, nos dois Hemisférios, no Sul, onde mais carece ? para um amanhã sustentável. Eu boto fé de que a nossa ação de mulheres vai colaborar para um amanhã mais sustentável", argumenta Silvia.

A ONU Mulheres, que lidera a celebração, destaca que a participação e liderança feminina resultam em ações climáticas mais eficazes. Assim, a agência recomenda capacitar mulheres e meninas a terem voz e serem participantes na tomada de decisões relacionadas à mudança climática e sustentabilidade para garantir o desenvolvimento sustentável e igualdade de gênero.

A vice-presidente do Parlamento angolano, Emília Carlota Dias, falou sobre a importância de se pressionar os líderes homens para a aceleração da paridade feminina nos cargos políticos e em fóruns de tomada de decisão. Para ela, mulheres em todos os lugares devem assumir papeis de liderança, abrindo espaço para um grupo ainda mais diverso.

"Não queremos que essa paridade seja entendida como algo de um grupo de elite, de mulheres letradas. Mas sim, paridade onde estiver, qualquer mulher que possa desempenhar ali onde ela estiver: quer no meio rural, meio urbano, com as competências que tem para efetivamente liderar, então essa paridade vai de fato surtir efeito. E é uma pauta muito importante que acho que, cada uma de nós nas nossas agendas hoje, junto dos nossos partidos e outras formas onde a nossa voz pode chegar, vamos continuar a discutir", reforçou Emília Carlota Dias.

Veja os outrros dados sobre as mulheres e clima, de acordo com a Organização das Nações Unidas:

  • As mudanças climáticas podem levar a mais violência baseada em gênero, aumento de casamentos infantis e piora da saúde sexual e reprodutiva.
  • Mulheres e meninas são mais propensas a carregar o fardo da pobreza energética e a sofrer os efeitos adversos da falta de energia segura, confiável, acessível e limpa.
  • A poluição do ar dentro das moradias pelo uso de fontes de energia doméstica inseguras causou 4,3 milhões de mortes em 2012, com mulheres e meninas respondendo por 6 em cada 10 mortes.
  • Globalmente, as mulheres são 14 vezes mais propensas do que os homens a morrer durante um desastre.
  • 70% dos 1,3 bilhão de pessoas que vivem em condições de pobreza são mulheres. Nas áreas urbanas, 40% das famílias mais pobres são chefiadas por mulheres.
  • As mulheres são responsáveis por entre 50% e 80% da produção de alimento mundial, mas possuem menos de 10% das propriedades.
  • 80% dos deslocados por desastres e mudanças climáticas em todo o mundo são mulheres e meninas.

* Com informações da ONU News

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
dia internacional da mulher
onu
igualdade de gênero
sustentabilidade
mudanças climáticas

Últimas notícias

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

STF discute, nesta quinta (13), desoneração dos agrotóxicos

No plenário virtual, os ministros já haviam formado maioria a favor dos benefícios fiscais, mas ainda há tempo de reverter o placar no plenário físico
Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Futuro de Juscelino depende de negociação com União Brasil por fidelidade no Congresso

Ministro indiciado ganha tempo para se defender enquanto Lula estiver cumprindo agenda pela Europa
Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Entenda como decisão do STF pode aumentar o seu saldo do FGTS

Os ministros decidiram, nesta quarta (12), que correção do Fundo deve ser pelo IPCA, a fim de evitar perdas inflacionárias
PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

PF abre inquérito para investigar leilão do arroz, para suprir demanda com tragédia no RS

Conab, responsável pela compra dos grãos importados, suspendeu o negócio após suspeitas de irregularidades
Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Polícia argentina usa gás de pimenta para reprimir protestos contra a Lei de Bases

Pacote de reformas enviado pelo governo Milei está em debate no Senado
Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

Tarcísio autoriza abertura de licitação para privatizar gestão de 33 novas escolas

O prazo de concessão será de 25 anos, de acordo com a Secretaria de Educação do estado
Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

Alexandre de Moraes prorroga mais uma vez inquéritos das fake news e milícias digitais

O ministro deu mais 180 dias para conclusão das investigações, atendendo a pedido feito pela Polícia Federal (PF)
Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Lula: “O Brasil não vai desperdiçar oportunidade de se tornar uma grande economia”

Presidente brasileiro participou de abertura de evento no Rio de Janeiro que reúne investidores árabes e brasileiros
Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Senado aprova projeto que obriga restaurantes a terem cartaz ensinando manobra de desengasgo

Texto foi aprovado na forma de um substitutivo da relatora, senadora Damares Alves (Republicanos-DF), e volta agora à Câmara dos Deputados
Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

Erika Hilton processa Nikolas Ferreira por crime de transfobia e cobra indenização de R$ 5 milhões

A acusação da deputada foi após uma fala de Nikolas na reunião da Comissão da Defesa dos Direitos das Mulheres, na última quarta-feira
Publicidade
Publicidade