Publicidade

AGU cobra R$ 292 milhões de infrator ambiental por danos climáticos na Amazônia

Homem foi responsável pelo desmatamento de 5,6 mil hectares do bioma para criação de gado

AGU cobra R$ 292 milhões de infrator ambiental por danos climáticos na Amazônia
A quantia estipulada é a maior já cobrada pela AGU em uma ação de dano climático | Divulgação/AGU
Publicidade

A Advocacia-Geral da União (AGU) acionou, na 3ª feira (12.set), a Justiça Federal do Distrito Federal para cobrar R$ 292 milhões de um pecuarista responsável pelo desmatamento e queimada de 5,6 mil hectares da Amazônia, entre 2003 e 2016. A medida, segundo a entidade, visa garantir a compensação financeira por danos climáticos, uma vez que a devastação resultou na emissão de 901 mil toneladas de gases do efeito estufa.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A quantia estipulada é a maior já cobrada pela AGU em uma ação de dano climático. Para chegar ao valor, foi levado em consideração o cálculo da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que cobra 60 euros - ou R$ 324 na cotação atual - por cada tonelada de carbono emitida. Caso a ação seja julgada procedente, a entidade pede que o valor seja destinado ao Fundo Nacional Sobre Mudança do Clima.

Na ação, a AGU explica que as áreas afetadas estão localizadas em terras públicas da União e do Amazonas nos municípios de Boca do Acre e Lábrea. O infrator utilizou motosserras para diminuir a vegetação e efetuou queimadas para limpar o terreno. Por fim, ele plantou capim com o objetivo de estabelecer pastagem para criação de gado. Além da emissão de gases de efeito estufa, as ações degradaram a biodiversidade dos locais.

Para comprovar as infrações, foram enviadas imagens de satélite e laudos de vistorias do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que já havia autuado o homem. Um vídeo no qual o infrator confessa as atividades também foi encaminhado junto ao processo.

"O presente caso revela situação de dano climático perpetrada por infrator contumaz, plenamente ciente de sua conduta ilegal, indiferente aos prejuízos ambientais e climáticos intencionalmente provocados", disse a AGU, ressaltando que os danos causados pelas infrações afetarão não somente as gerações presentes, mas também as futuras, uma vez que o aumento da temperatura do planeta está ligado ao crescimento de desastres ambientais.

Além do pagamento de R$ 292 milhões, a entidade pede que o infrator seja condenado a restituir o lucro que conseguiu com a exploração ilegal do meio ambiente, de modo que ele não enriqueça ilicitamente com as atividades ilegais. Também é pleiteado que o homem seja obrigado a implantar projetos de recuperação ambiental aprovados por órgãos ambientais e a reparar os danos causados.

+ Marina cita Foz do Amazonas e defende que licenças do Ibama não são políticas

A AGU ainda pede à Justiça concessão de liminar para que os bens do infrator sejam bloqueados e ele seja impedido de comercializar imóveis, espécimes bovinos e produtos de agropecuária, bem como adquirir ou alugar equipamentos como motosserras e tratores. A restrição de acesso a empréstimos e benefícios fiscais também é solicitada.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
justiça
agu
cobra
292 milhões
infrator ambiental
danos climaticos
amazonia
efeito estufa
açao de dano climatico
desmatamento
queimada
gado
camila-stucaluc

Últimas notícias

Boi fica preso em telhado após pular cerca de pasto em Santa Catarina

Boi fica preso em telhado após pular cerca de pasto em Santa Catarina

Animal ficou suspenso em cima de uma garagem e precisou ser resgatado; queda aconteceu porque local ficava abaixo do pasto
Prazo para aprovar regulamentação da reforma tributária na Câmara é "totalmente factível", diz Haddad

Prazo para aprovar regulamentação da reforma tributária na Câmara é "totalmente factível", diz Haddad

Ministro da Fazenda confirmou que segundo projeto de regulamentação da reforma chegará à Casa Legislativa na próxima semana
Lula sanciona incentivo de R$ 15 bilhões ao setor de eventos até 2026

Lula sanciona incentivo de R$ 15 bilhões ao setor de eventos até 2026

Apesar da prorrogação, nova lei limita benefícios do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse)
Vídeo flagra acidente que matou bebê de 9 meses e feriu família no Paraná

Vídeo flagra acidente que matou bebê de 9 meses e feriu família no Paraná

No veículo estavam um casal e três filhos; motorista foi socorrido em estado gravíssimo
Moro chama de "boatos exagerados" possibilidade de cassação e elogia Judiciário

Moro chama de "boatos exagerados" possibilidade de cassação e elogia Judiciário

Para ex-juiz da Lava Jato, decisão unânime do TSE foi "técnica e independente"; senador pediu fim do que chamou de "espírito de revanchismo"
Homem é preso após filmar partes íntimas de jogadoras de vôlei

Homem é preso após filmar partes íntimas de jogadoras de vôlei

Crime foi registrado durante a Liga das Nações, no Rio de Janeiro, no estádio Maracanãzinho
Mercedes de dentista é um dos carros envolvidos em suposto racha que causou acidente em SP

Mercedes de dentista é um dos carros envolvidos em suposto racha que causou acidente em SP

Outro veículo bateu em moto e deixou motorista e passageira que estava na garupa internados na UTI; ela teve a perna amputada
Quaest: avaliação negativa de Lula entre deputados sobe 9 pontos e vai a 42%

Quaest: avaliação negativa de Lula entre deputados sobe 9 pontos e vai a 42%

Levantamento ouviu 183 parlamentares, cerca de 35,6% da Câmara; margem de erro é de 4,8 pontos percentuais
Pivotando: Conheça a trajetória de Marcelo Cherto, o pioneiro das franquias no Brasil

Pivotando: Conheça a trajetória de Marcelo Cherto, o pioneiro das franquias no Brasil

O fundador e presidente do Grupo Cherto conversou com João Kepler no 39º episódio do videocast do SBT News; assista!
Rio Grande do Sul está em alerta de perigo para tempestades; estado tem 161 mortes pelas chuvas

Rio Grande do Sul está em alerta de perigo para tempestades; estado tem 161 mortes pelas chuvas

Estão previstas chuvas de até 100 milímetros por dia e ventos intensos, que podem chegar a 100 km por hora
Publicidade
Publicidade