Publicidade

Relator aponta discurso "alarmista" de Bolsonaro sobre fraude nas eleições

Ex-presidente é julgado pelo TSE por suposto abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação

Relator aponta discurso "alarmista" de Bolsonaro sobre fraude nas eleições
Ministro Benedito Gonçalves
Publicidade

O corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Benedito Gonçalves, realizou a leitura do relatório da investigação solicitada pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) contra o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). A ação acusa o ex-titular do Palácio do Planalto de suposto abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação em reunião com embaixadores, no Palácio da Alvorada, ocorrida em 18 de julho de 2022. Na ocasião, o então presidente questionou a lisura do sistema eleitoral brasileiro. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

No relatório, o ministro afirma que Bolsonaro adotou um "arco narrativo alarmista de que as eleições de 2022 fossem ?limpas, transparentes, onde o eleito realmente reflita a vontade da sua população?". Em decisão anexa às provas, ele destacou também a existência de "um clima de articulação golpista" em torno das eleições federais de 2022. 

"É central à consolidação dos resultados das Eleições 2022 averiguar se esse desolador cenário é, ou não, desdobramento de condutas em apuração nas diversas ações. Esse debate não pode ser silenciado ou inibido por uma artificial separação entre as causas de pedir e a realidade fenomênica em que se inserem", destaca, na decisão. 

O relatório foi disponibilizado ainda em 1º de junho e ainda não traz o voto do corregedor, que só é dado após a manifestação de todas as partes. O documento resume a tramitação da ação na Corte Eleitoral, acrescentando os depoimentos colhidos, perícias e diligências realizadas. Há, ainda, informações sobre as provas obtidas, como a chamada "minuta do golpe", apreendida pela Polícia Federal em operação na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres. 

Além de Torres, os ex-ministros de Bolsonaro Ciro Nogueira, da Casa Civil, e Carlos França, das Relações Exteriores, também foram ouvidos ao longo da apuração. 

Próximos passos

Após a leitura do relatório da ação, o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, concede a palavra, na tribuna, aos advogados de acusação e aos de defesa, nesta ordem. 

Em seguida, será dada pelo presidente a palavra ao representante do Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) para que emita o parecer do órgão sobre a ação.

Finalizadas essas etapas, o ministro Benedito Gonçalves apresentará o seu voto na ação.

Na sequência, votam os ministros Raul Araújo, Floriano de Azevedo Marques, André Ramos Tavares, a vice-presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, o ministro Nunes Marques e, por último, o presidente do Tribunal, ministro Alexandre de Moraes.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
tse
jair bolsonaro
alexandre de moraes
inelegibilidade

Últimas notícias

RJ: mulher morta em tentativa de assalto na Linha Amarela deixa filha de sete meses

RJ: mulher morta em tentativa de assalto na Linha Amarela deixa filha de sete meses

Crime aconteceu na manhã desta terça-feira (18); idoso também morreu e um dos suspeitos foi baleado
Novo Ensino Médio: relatora propõe carga horária de 2.400 horas e votação de projeto é adiada

Novo Ensino Médio: relatora propõe carga horária de 2.400 horas e votação de projeto é adiada

Comissão de Educação e Cultura do Senado deve votar o texto na quarta-feira (19)
Lula diz que pode disputar reeleição em 2026 para evitar volta dos "trogloditas" e do 'fascismo'

Lula diz que pode disputar reeleição em 2026 para evitar volta dos "trogloditas" e do 'fascismo'

Presidente disse ter sido orientado a não citar o nome do ex-presidente Jair Bolsonaro
Morre Anouk Aimée, atriz dos filmes "A Doce Vida" e "Oito e Meio", aos 92 anos

Morre Anouk Aimée, atriz dos filmes "A Doce Vida" e "Oito e Meio", aos 92 anos

Ícone do cinema francês atuou em clássicos de grandes diretores, como Fellini, Bellocchio, Demy e Altman
Meninas até 14 anos são maiores vítimas de violência sexual, revela Atlas da Violência

Meninas até 14 anos são maiores vítimas de violência sexual, revela Atlas da Violência

Agressão sexual representa quase 1/3 dos casos de violência contra bebês e crianças de até 9 anos e quase metade na faixa etária de 10 a 14 anos
Brasil registrou, em média, seis crianças desaparecidas por dia em 2022, diz Ministério da Justiça

Brasil registrou, em média, seis crianças desaparecidas por dia em 2022, diz Ministério da Justiça

Relatório tem objetivo de "compreender a fundo os padrões, causas e áreas de maior incidência dos desaparecimentos"
Galeria de fotos de ex-presidentes deve ser reinaugurada em breve no Palácio do Planalto

Galeria de fotos de ex-presidentes deve ser reinaugurada em breve no Palácio do Planalto

O espaço foi destruído em 8 de janeiro de 2023, quando golpistas invadiram sedes dos Três Poderes, em Brasília
Marido é sequestrado um dia depois do casamento

Marido é sequestrado um dia depois do casamento

Padrinho e testemunha do casamento também foram raptados; crime foi cometido enquanto mulher entregava buquê para pintura
Implosão do submersível Titan completa 1 ano: relembre a tragédia

Implosão do submersível Titan completa 1 ano: relembre a tragédia

Cinco pessoas morreram no acidente; investigações sobre a expedição continuam nos Estados Unidos
Justin Timberlake é preso em Nova York

Justin Timberlake é preso em Nova York

Cantor foi detido por estar dirigindo embriagado e está sob custódia da polícia local
Publicidade
Publicidade