Publicidade

Brasileiro relata drama da guerra: "Duas bombas caíram perto da minha casa"

Estudante de Medicina goiano desembarcou nesta 5ª em Brasília, após deixar a Ucrânia em voo da FAB

Brasileiro relata drama da guerra: "Duas bombas caíram perto da minha casa"
Rony de Moura
Publicidade

O estudante de Medicina Rony de Moura, que morava em Kiev, na Ucrânia, havia três anos, descreveu a sensação de chegar no Brasil, nesta 5ª feira (10.mar), junto a outros brasileiros. "Alívio. Quero encontrar com a minha namorada e a minha filha. Quero meu diploma e poder seguir uma vida tranquila. Pretendo fazer transferência externa para atuar em Medicina aqui no meu país", disse. Faltava apenas uma prova para o jovem concluir a graduação quando a guerra começou. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Natural de Niquelândia, Goiás, ele disse que a hora que mais sentiu medo foi quando duas bombas caíram perto da sua residência. "Estava em Kiev, fazendo uma live no meu Instagram, e caíram bombas perto da minha casa. Duas bombas caíram próximas, registrei tudo no meu Instagram. Não cheguei a ver pessoas mortas", relatou Rony. "Não tive medo de morrer, mas foi um choque de realidade quando entrei no supermercado e não tinha água e as pessoas estavam desesperadas", afirmou sobre a situação em Kiev com o início da guerra. 

O trajeto de fuga da capital ucraniana foi complicado. De Kiev para Lviv, perto da fronteira com a Polônia, foram 540 km e cerca de 13h de viagem. De Lviv para a fronteira, foi mais tranquilo, segundo Rony: "Tínhamos cinco carros levando todo o grupo de brasileiros, escolta, Cruz Vermelha". O estudante afirma que na fronteira com a Polônia havia filas de mulheres e crianças aguardando para atravessar. O jovem disse que o voo foi muito cansativo, mas ressaltou que o conforto era o que menos importava. O principal era chegar em casa. 

Resgate

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Carlos França, afirmou que todos os passageiros chegaram bem. "Tinhamos um médico do SUS a bordo, veterinarios a bordo. Todos chegaram todos bem. Nossas embaixadas em Cabo Verde e Portugal deram todo apoio", destacou. França ainda ressaltou que não há previsão de novos voos da FAB para resgatar brasileiros. "Ficaria mais econômico retirar brasieliros através de voos comerciais."

A Operação Repatriação trouxe 68 pessoas, 42 brasileiros, 20 ucranianos, cinco argentinos e um colombiano. Entre eles, 14 são crianças. Oito cães e dois gatos também vieram. Os repatriados deixaram Varsóvia, na Polônia, na 4ª feira (9.mar), fizeram uma escala em Lisboa, Portugal, e uma na Ilha do Sal, em Cabo Verde. Mais cedo, já nesta 5ª, fizeram a última, de três horas em Recife, antes do destino final: Brasília.

Os repatriados desembarcaram na Base Aérea de Brasília, às 12h, e foram recebidos pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), pela primeira-dama Michelle Bolsonaro e outras autoridades. Depois do desembarque, passaram pela imigração e fizeram testes de covid-19. Os animais receberam vacina contra a raiva e, depois, todos os repatriados foram recepcionados em um salão, ainda na Base Aérea, para uma festa com comes, bebes e música. Em seguida, devem embarcar para as respectivas cidades. 

Saiba mais: 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
refugiados
estudante de medicina
kiev
fuga
guerra
repatriado
chegada no brasil
guerra-na-ucrania
fernanda-bastos

Últimas notícias

Vídeo feito por IA mostra encontro de famosos com suas versões jovens; veja

Vídeo feito por IA mostra encontro de famosos com suas versões jovens; veja

Michael Jackson, Will Smith, Paul Mccartney, entre outros, foram recriados abraçando suas versões mais novas
Anvisa confirma terceiro caso de malária em navio no Porto de Santos

Anvisa confirma terceiro caso de malária em navio no Porto de Santos

Infectados eram tripulantes de dois navios que chegaram do continente africano neste mês
Em meio a debate sobre autonomia do BC, Kajuru chama Campos Neto de ‘desprezível’ e ‘antibrasileiro’

Em meio a debate sobre autonomia do BC, Kajuru chama Campos Neto de ‘desprezível’ e ‘antibrasileiro’

Críticas foram feitas pelo senador durante sessão na CCJ que discutia PEC do BC
O que "Era uma Vez um Sonho", livro de J.D. Vance que virou filme, conta sobre o vice de Trump

O que "Era uma Vez um Sonho", livro de J.D. Vance que virou filme, conta sobre o vice de Trump

Busca por obras inspiradas na vida do senador de Ohio aumentaram drasticamente após anúncio do republicano na chapa presidencial
Força Nacional será enviada ao MS para atuar nos conflitos entre indígenas e fazendeiros

Força Nacional será enviada ao MS para atuar nos conflitos entre indígenas e fazendeiros

Autorização do Ministério da Justiça e Segurança Pública foi publicada nesta quarta
Prefeita de Paris mergulha no rio Sena para mostrar que há segurança para as provas dos Jogos Olímpicos

Prefeita de Paris mergulha no rio Sena para mostrar que há segurança para as provas dos Jogos Olímpicos

Anne Hidalgo tenta garantir condições para banho que estão previstas provas aquáticas na capital francesa
Carlos Viana tira licença do Senado para disputar prefeitura de Belo Horizonte

Carlos Viana tira licença do Senado para disputar prefeitura de Belo Horizonte

Pesquisa mostra Viana com 8% das intenções de voto para prefeito da capital mineira nas eleições deste ano
Poder Expresso: Bolsonaro mantém apoio a Ramagem após divulgação de áudio

Poder Expresso: Bolsonaro mantém apoio a Ramagem após divulgação de áudio

Esta edição também analisa a primeira pesquisa de Trump x Biden após atentado e votações no Congresso que ficaram para depois do recesso
Receita Federal apreende R$ 90 milhões em cocaína em carga de sal marinho no porto do Rio de Janeiro

Receita Federal apreende R$ 90 milhões em cocaína em carga de sal marinho no porto do Rio de Janeiro

Droga foi encontrada em bolsas escondidas em um contêiner e tinha como destino a Bélgica
Justiça de São Paulo proíbe Carreta Furacão de usar imagem de Fofão em apresentações

Justiça de São Paulo proíbe Carreta Furacão de usar imagem de Fofão em apresentações

Na decisão, o grupo ainda terá que pagar R$ 70 mil à família do criador do personagem
Publicidade
Publicidade