Publicidade

Europa acabará se usina nuclear atacada por russos explodir, diz Ucrânia

Presidente do país conversou com líderes de outras nações sobre a situação da usina

Europa acabará se usina nuclear atacada por russos explodir, diz Ucrânia
Presidente da Ucrânia em vídeo (Reprodução/Telegram)
Publicidade

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fez nesta 5ª feira (3.mar) -- GMT-3 -- um apelo a todas as pessoas que conhecem o acidente nuclear de Chernobyl, o maior da história, a alertarem seus políticos sobre o incêndio provocado por ataque russo à usina nuclear de Zaporizhzhia - a maior europeia. De acordo com ele, em caso de explosão do local, a Europa acabará, ou seja, todo o continente precisará ser evacuado.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O pedido e a afirmação foram feitos em vídeo enviado por Zelensky em seu canal no Telegram. Ainda na gravação, ele pontuou que "tanques russos estão atirando nas unidades nucleares". "Esses tanques são equipados com termovisores. Eles sabem onde estão atirando e se prepararam para isso", completou. O líder ucraniano acusou a Rússia de querer repetir o acidente de Chernobyl e de ser o primeiro país "terrorista" da história a recorrer ao "terror nuclear". 

Em suas palavras, "os propagandistas russos ameaçaram, como lembrando, cobrir o mundo com cinzas nucleares". "Isso não é mais ameaça. Isso é a realidade. Não sabemos se o fogo na usina será controlado, se não haverá uma explosão ou, que Deus não permita, haverá. Ninguém pode dizer com certeza, mas nossos homens sempre mantiveram a central segura para evitar provocações, para evitar qualquer um de entrar nela, capturá-la, dominá-la e chantagear o mundo com uma catástrofe nuclear mundial".

Ainda segundo Zelensky, um eventual acidente a partir da Zaporizhzhia seria seis vezes maior que o de Chernobyl e "só a ação imediata da Europa pode parar o exército russo". Ele afirmou ter conversado com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, o chanceler da Alemanha, Olaf Scholz, o presidente da Polônia, Andrzej Duda, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o premiê britânico, Boris Johson, e o chefe da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), Rafael Grossi, sobre o ataque à usina de Zaporizhzhia.

Pelo Twitter, a Casa Branca disse que Biden "se juntou ao presidente Zelensky para pedir à Rússia que cesse suas atividades militares na área e permita que bombeiros e equipes de emergência acessem o local". Ainda segundo a publicação, Biden conversou nesta noite com o subsecretário de Segurança Nuclear do Departamento de Energia dos EUA e administrador da Administração Nacional de Segurança Nuclear para saber sobre a situação da usina na Ucrânia.

A secretária de Energia dos EUA, Jennifer Granholm, por sua vez, declarou ter falado com o ministro da Energia da Ucrânia, German Galushchenko, sobre a situação na usina e classificou como "imprudentes" as operações militares russas próximo ao local. De acordo com Granholm, elas precisam terminar. "O Departamento de Energia ativou sua Equipe de Resposta a Incidentes Nucleares e está monitorando os eventos em consulta com o Departamento de Defesa, Comissão Reguladora Nuclear dos EUA e Casa Branca. Não vimos leituras de radiação elevadas perto da instalação. Os reatores da usina são protegidos por estruturas de contenção robustas e os reatores estão sendo desligados com segurança".

Em entrevista à CNN, Andrii Tuz, porta-voz da Zaporizhzhia, afirmou não ter sido provocado dano crítico à usina, mas somente uma das seis unidades de geração de energia está operando. Segundo ele, ao menos uma unidade foi atingida no ataque russo e "muitos equipamentos técnicos foram atingidos". Por outro lado, pontuou, as tropas ucranianas mantém o controle das instalações.

O premiê britânico se referiu à situação do local como "gravemente preocupante" e afirmou: "A Rússia deve cessar imediatamente seu ataque à usina e permitir acesso irrestrito para serviços de emergência a ela". Já Rafael Grossi disse, no Twitter, estar "profundamente preocupado com a situação" da Zaporizhzhia. Na publicação, acrescentou: "Aiea está em contato próximo com o regulador e operador nuclear da Ucrânia. Apelo às partes para que se abstenham de ações que possam colocar as centrais nucleares em perigo".

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
guerra-na-ucrania
mundo
volodymyr zelensky
usina nuclear
ataque
acidente
europa
chernobyl
líderes
estados unidos
presidente
tanques
explosão

Últimas notícias

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Temperatura na aeronave da Qatar Airways ultrapassou os 40º C
Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Leonardo Rodrigues Nunes, de 24 anos, chegou a ser socorrido ao pronto-socorro, porém não resistiu aos ferimentos
Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Erosão causada pela chuva coloca em risco um complexo de edifícios de luxo em Viña del Mar
Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Bombardeios israelenses no extremo sul, em Rafah fazem ser inviável a passagem dos caminhões
Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Os restaurantes do segundo piso e as lojas com acesso direto para a rua voltam a operar das 10h às 15h, nesta sexta (14) e sábado (15)
VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

Segundo a polícia, Adriana Ramuno, de 53 anos, esteve na casa da mulher, usada como laranja no repasse de comissão da VaideBet, antes do caso ir à imprensa
Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Segundo o MP-RS, o grupo é um dos mais ativos e violentos na serra gaúcha
STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

Nas redes sociais, o deputado chamou o presidente de “assassino”, “miliciano” e “ladrãozinho de joias”
Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Gabriela Manssur entrou com uma ação por calúnia contra o empresário depois que ele ser referiu a ela como "bandida", "maloqueira" e "canalha" nas redes sociais
Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Ao todo, foram R$ 101 milhões, quase três vezes mais do que o valor registrado em 2023
Publicidade
Publicidade