Publicidade

Aliada da Rússia, Belarus aprova retorno de armas nucleares ao país

Segundo o presidente bielorrusso, um referendo aprovou a remoção do status de "não nuclear" da constituição

Aliada da Rússia, Belarus aprova retorno de armas nucleares ao país
míssil nucelar russo Satan II
Publicidade

A Belarus, também conhecida como Bielorrúsia, anunciou, neste domingo (27.fev), a aprovação de um referendo que determinou a remoção do status de "não nuclear" da constituição do país. Segundo o presidente Aleksander Lukashenko, que é aliado de primeira hora do presidente da Rússia, Vladimir Putin, a resolução foi aprovada por cerca de 65% da população - somente 78% dos cidadãos bielorrussos compareceram ao plebiscito.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A nova 'Lei Fundamental' permite que armas nucleares fiquem estacionadas no território de Belarus, pela primeira vez desde 1991, quando a ex-república soviética abdicou das ogivas herdadas após a queda da URSS, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, que teriam sido transferidas para a Rússia.

Em um dos pontos de votação, Lukashenko levantou inclusive a possibilidade de pedir ao presidente russo para que o material bélico soviético seja devolvido ao governo bielorusso. "Se vocês [países ocidentais] transferirem armas nucleares à Polônia ou à Lituânia, para as nossas fronteiras, vou dizer a Putin para devolver as armas nucleares que dei sem nenhuma condição", ameaçou o presidente bielorusso, respondendo às recentes restrições econômicas anunciadas pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e demonstrando seu alinhamento ao discurso de Vladimir Putin.

+ Diário da Guerra 4: acompanhe as últimas informações da guerra na Ucrânia

Mais cedo, a Belarus, que vem sendo duramente criticada por disponibilizar o seu território, que faz fronteira com a Rússia e a Ucrânia, para servir de base militar russa durante a invasão ao território ucraniano, foi alvo de mais um pacote de sanções pela União Europeia (UE). De acordo com Ursula von der Leyen, serão implementadas medidas restritivas a alguns dos setores mais importantes da economia do país, como a exportação de minério de ferro, tabaco e aço.

A liberação das armas acontece no mesmo dia em que o presidente russo colocou em prontidão sua 'Força Militar de Dissuasão', que é conhecida pelo emprego de armamentos nucleares. Informações do próprio Exército russo indicam que o país possui aproximadamente 6 mil ogivas - o maior arsenal atômico do mundo.

Além do abrigo de ogivas nucleares, o resultado do referendo também legalizou o assentamento permanente de forças militares russas em solo bielorrusso.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
guerranaucrania
guerra na ucrânia
belarus
bielorrúsia
aleksander lukashenko
rússia
vladimir putin
força militar de dissuasão
armas nucleares
arsenal atômico
ogivas nucleares
ucrânia
mísseis
bombas
urss
união soviética
guerra-na-ucr

Últimas notícias

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Marinha montou base de operações na região das ilhas de Porto Alegre para auxiliar rapidamente a população
Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Ministros da 1ª Turma decidem na terça (18) se irmãos Brazão, delegado do Rio e dois ligados à milícia do Rio sentam no banco dos réus como mandantes do crime
PL que cria cadastro nacional de agressores deve ser analisado pelo Senado

PL que cria cadastro nacional de agressores deve ser analisado pelo Senado

Previsão é de que avaliação seja realizada nos próximos dias
Comidas típicas de Festa Junina estão mais caras com inflação

Comidas típicas de Festa Junina estão mais caras com inflação

Levantamento do Instituto de Economia da Fundação Getúlio Vargas, divulgado com exclusividade para o SBT, analisou 27 itens tradicionais juninos
Procedimentos estéticos respondem por mais de 50% das queixas de serviços de saúde

Procedimentos estéticos respondem por mais de 50% das queixas de serviços de saúde

Nos últimos 12 anos, foram registrados cerca de dez mil boletins de ocorrência e processos judiciais motivados pelo crime de exercício ilegal da profissão
Policial morre após ser baleado com a própria arma depois de briga em SP

Policial morre após ser baleado com a própria arma depois de briga em SP

Segundo a investigação, o assassino disparou pelo menos 12 vezes
Lula conversa com diretor-geral da Enel, que promete investimento bilionário no Brasil

Lula conversa com diretor-geral da Enel, que promete investimento bilionário no Brasil

Reunião aconteceu após encontro do G7, na Itália, com participação e negociações bilaterais do presidente brasileiro
Chileno é preso por filmar partes íntimas de crianças na praia da Urca, no Rio

Chileno é preso por filmar partes íntimas de crianças na praia da Urca, no Rio

Javier Eduardo López Órdenes foi levado para a delegacia de Copacabana; caso foi encaminhado à Justiça
RJ: menina baleada com tiro de fuzil quando voltava de balé segue em estado grave

RJ: menina baleada com tiro de fuzil quando voltava de balé segue em estado grave

Parentes e amigos de Ana Beatriz Barcelos, de 14 anos, marcaram uma missa neste sábado (15) para pedir pela recuperação da adolescente
Oito militares israelenses morrem após explosão de veículo em Rafah

Oito militares israelenses morrem após explosão de veículo em Rafah

Em Tel Aviv, milhares de manifestantes protestaram contra o governo, pedindo o fim da guerra
Publicidade
Publicidade