Publicidade

Tomar vacina em outro estado é ilegal? Especialista explica

Em meio a cenário de "turismo da vacina", locais exigem comprovante de residência

Tomar vacina em outro estado é ilegal? Especialista explica
Profissional da saúde insere agulha de seringa em frasco contendo dose de vacina (Alex Rocha/Prefeitura de Porto Alegre)
Publicidade

No Brasil, o avanço da campanha de vacinação contra a covid-19 em ritmo mais acelerado em determinados municípios do que em outros incentiva cidadãos a praticarem o chamado "turismo da vacina", isto é, viajarem apenas com o objetivo de receber o imunizante. Porém, diante da obrigatoriedade -- determinada por governos municipais -- para que seja apresentado comprovante de residência na cidade quando for se vacinar, surge a dúvida sobre se, pela legislação atual, é preciso estar na região onde mora para ter direito à aplicação.

No estado de São Paulo, onde o Executivo planeja imunizar todos os adultos com ao menos uma dose até 15 de setembro, a capital, por exemplo, tornou obrigatória a apresentação do comprovante no dia 28 de maio, sob a justificativa de vacinar todos os munícipes primeiro. Em São Luís -- cuja campanha de vacinação passa a atender pessoas entre 24 e 29 anos nesta 2ª feira (14.jun) -- e Porto Alegre -- onde a previsão é que todos os maiores de 18 anos estejam imunizados até o final de setembro -- também é preciso apresentar o documento.

+ Ex-presidente do Banco Central, Carlos Langoni morre vítima da covid-19

Segundo o Ministério da Saúde, "o Sistema Único de Saúde (SUS) é tripartite, por isso estados e municípios têm autonomia para organizar a campanha de vacinação contra covid-19 de acordo com a realidade local". Por outro lado, segundo o vice-presidente da Associação Brasileira de Advogados em Saúde (ABRAS), Julio Marques, não há qualquer desrespeito à lei ao optar por tomar a vacina em uma cidade ou estado que não o de residência, "porque o Plano Nacional de Imunizações, como o próprio nome diz, ele é nacional".

Em entrevista ao SBT News, ele pontuou ainda que, pela Constituição, "o SUS precisa dar atendimento igualitário e universal". Dessa forma, se um município condicionar a aplicação da vacina à apresentação do comprovante de residência no local, em suas palavras, "ele está discriminando". Ainda segundo ele, "os gestores não podem adotar critério de vacinação, salvo essas questões de organização para idades, para poder fazer escalonado e poder vacinar todo mundo".

+ Média móvel de óbitos por covid-19 no Brasil volta a atingir 2 mil

"Por isso que é um plano. Mas o plano é para todo brasileiro. O gasto é federal, não é municipal, não é estadual, então nós teríamos aí uma situação que excluiria um cidadão", completou. Para o advogado, no caso de haver recusa em vacinar devido ao fato de a pessoa morar em outra cidade, o Judiciário pode ser acionado, inclusive para que seja pleiteada indenização por danos morais por exclusão, mas "os juízes precisam conhecer mais o SUS". "O que nós vamos enfrentar é uma interpretação da jurisprudência que nem sempre é acertada conforme as regras do próprio SUS e os seus princípios", acrescentou.

O SBT News pediu posicionamentos sobre o tema para o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e mantém o espaço aberto para manifestações de ambos.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
coronavírus
saúde
pandemia
vacinação
residência
estados
municípios
comprovante
advogado
abras
ministério da saúde
sus
constituição
plano nacional de imunizações
viagem

Últimas notícias

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Passageiros passam horas presos em avião sem refrigeração na Grécia; veja vídeo

Temperatura na aeronave da Qatar Airways ultrapassou os 40º C
Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Jovem é morto após marcar encontro por aplicativo de relacionamento gay em SP

Leonardo Rodrigues Nunes, de 24 anos, chegou a ser socorrido ao Pronto Socorro, porém não resistiu aos ferimentos
Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Temporais provocam inundações e ameaçam prédios no Chile

Erosão causada pela chuva coloca em risco um complexo de edifícios de luxo em Viña del Mar
Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Por falta de segurança, nem todos caminhões de ajuda humanitária são recebidos em Gaza

Bombardeios israelenses no extremo sul, em Rafah fazem ser inviável a passagem dos caminhões
Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Mercado Público de Porto Alegre volta a funcionar parcialmente após 41 dias fechado por inundação

Os restaurantes do segundo piso e as lojas com acesso direto para a rua voltam a operar das 10h às 15h, nesta sexta (14) e sábado (15)
VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

VaideBet e Corinthians: polícia tenta localizar testemunha chave do caso

Segundo a polícia, Adriana Ramuno, de 53 anos, esteve na casa da mulher, usada como laranja no repasse de comissão da VaideBet, antes do caso ir à imprensa
Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Ministério Público do RS prende 26 em operação contra grupo criminoso que atuava na serra gaúcha

Segundo o MP-RS, o grupo é um dos mais ativos e violentos na serra gaúcha
STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

STF forma maioria para tornar Janones réu por ofensas contra Jair Bolsonaro

Nas redes sociais, o deputado chamou o presidente de “assassino”, “miliciano” e “ladrãozinho de joias”
Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Thiago Brennand é condenado a indenizar advogada por danos morais

Gabriela Manssur entrou com uma ação por calúnia contra o empresário depois que ele ser referiu a ela como "bandida", "maloqueira" e "canalha" nas redes sociais
Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Rio Grande do Sul recebe destinação recorde do Imposto de Renda

Ao todo, foram R$ 101 milhões, quase três vezes mais do que o valor registrado em 2023
Publicidade
Publicidade