Publicidade

Assessor especial de Lula para assuntos internacionais vai visitar a Ucrânia

A ucranianos em Portugal, ministro disse que Celso Amorim vai a Kiev para encontro com Zelensky

Assessor especial de Lula para assuntos internacionais vai visitar a Ucrânia
Celso Amorim (Wikimedia Commons)
Publicidade

O ex-chanceler brasileiro Celso Amorim, atual assessor especial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para assuntos internacionais, visitará a Ucrânia, por determinação do chefe do Executivo do Brasil. A informação foi confirmada, nesta 6ª feira (21.abr), pelo ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macêdo, em entrevista concedida a jornalistas após se reunir, na Embaixada do Brasil em Lisboa, com representantes da comunidade de ucranianos em Portugal.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Em 25 de março, Amorim se encontrou com o presidente russo, Vladimir Putin, em Moscou - capital da Rússia, país invasor da Ucrânia. Ainda não há data para a ida do assessor especial ao território ucraniano, de acordo com Márcio Macêdo.

Na entrevista, o ministro disse ainda que a posição do Brasil na guerra entre Rússia e Ucrânia é de "neutralidade". "Por uma razão muito simples: se o Brasil tomar partido por um lado ou por outro, perde a autoridade política de juntar pares e países para encontrar um caminho para a paz. Esse é o sentimento do presidente Lula e essa é a tradição do Brasil", complementou.

Reunião

No encontro com representantes da comunidade de ucranianos em Portugal, neste sábado, Márcio Macêdo recebeu uma carta enderaçada a Lula. "Recebi eles na embaixada brasileira, com o embaixador [Raimundo] Carreiro, e eles entregaram uma carta solicitando a intervenção do presidente Lula nesse conflito da guerra da Rússia contra a Ucrânia e convidando o presidente para ir à Ucrânia. O presidente determinou que eu os recebesse, que ouvisse", falou o ministro.

Segundo Márcio Macêdo, explicou aos representantes qual é a posição do governo brasileiro e de Lula. "A vocação do Brasil e do presidente é pela paz. Então eu disse para eles que os recebi com muita honra na casa do Brasil aqui em Portugal, que é embaixada, como ministro de Estado, e que o Brasil e Lula tem a vocação pela paz, e o presidente vai trabalhar para unir outros países para buscar uma alternativa para acabar com esse conflito que não faz bem à humanidade e já durou tempo de mais", acrescentou.

O chefe do Executivo federal brasileito pediu a Macêdo que, no encontro, em nome dele, se solidarizasse à dor das famílias vitimadas pela guerra e dissesse, nas palavras do ministro, "que ele vai estar, assim como ele tem uma obsessão de acabar com a fome novamente no Brasil, que ele acabou no primeiro governo e que infelimente o Brasil voltou ao mapa da fome, ele tem também essa determinação de ajudar que esse conflito acabe e que a paz possa reinar no mundo".

Conforme comunicado divulgado pelo Planalto sobre a reunião, nela o ministro informou que Celso Amorim, por determinação de Lula, vai a Kiev para um encontro com o presidente Volodymyr Zelensky.

Realidade da guerra

O governo da Ucrânia convidou Lula a visitar Kiev para que "compreenda" a realidade da guerra provocada pela Rússia, um dia após a visita do chanceler russo, Sergei Lavrov, ao petista. Anteriormente, ainda em sua viagem à China, Lula afirmou que o Ocidente está contribuindo para a continuidade do conflito, em vez de buscar pela paz. A declaração foi criticada pelo governo dos Estados Unidos, que acusou o Brasil de estar "papagueando a propaganda russa e chinesa sem observar os fatos em absoluto".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
governo
mundo
guerra-na-ucrania
lula
celso amorim
assessor especial
assuntos internacionais
convite
reunião
representantes
portugal
márcio macêdo
carta
paz
guilherme-resck

Últimas notícias

Sem vice-prefeito, Eduardo Paes oficializa candidatura à reeleição no Rio

Sem vice-prefeito, Eduardo Paes oficializa candidatura à reeleição no Rio

Durante convenção partidária, Paes falou sobre ter cumprido ou não propostas feitas nas eleições municipais de 2020
Robô da Nasa encontra mineral inédito em Marte

Robô da Nasa encontra mineral inédito em Marte

Cristais amarelos de enxofre puro foram revelados após o rover Curiosity passar sobre uma rocha
Taxista é preso por integrar quadrilha paulista que rouba casas de luxo no Rio

Taxista é preso por integrar quadrilha paulista que rouba casas de luxo no Rio

Segundo as investigações, o homem utilizava o veículo para guiar os assaltantes até as casas que seriam roubadas
Rebelião de presos incendeia presídio em Franco da Rocha, Grande São Paulo; situação foi controlada

Rebelião de presos incendeia presídio em Franco da Rocha, Grande São Paulo; situação foi controlada

O motim foi o primeiro em quatro anos, em São Paulo, segundo o Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (SIFUSPESP)
Helicóptero dos bombeiros faz pouso forçado às margens do rio Araguaia em Goiás; piloto fica ferido

Helicóptero dos bombeiros faz pouso forçado às margens do rio Araguaia em Goiás; piloto fica ferido

Motivos do pouso de emergência estão sendo investigados pelos órgãos competentes
Ministério da Saúde atualiza caderneta infantil; saiba qual a importância de manter a vacinação em dia

Ministério da Saúde atualiza caderneta infantil; saiba qual a importância de manter a vacinação em dia

A distribuição dos exemplares em versão física da caderneta foi retomada neste ano
PF prende homem com dinheiro falso em Minas Gerais

PF prende homem com dinheiro falso em Minas Gerais

Suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia Federal de Montes Claros, no norte do estado
Dia do Amigo é celebrado no Brasil neste sábado; entenda origem da data

Dia do Amigo é celebrado no Brasil neste sábado; entenda origem da data

Celebração é diferente da comemorada pela Organização das Nações Unidas (ONU)
Morre Moacir, ex-jogador do Atlético Mineiro, aos 54 anos

Morre Moacir, ex-jogador do Atlético Mineiro, aos 54 anos

Volante ganhou o Campeonato Mineiro por três vezes e a Copa Conmebol pelo clube
Polícia Federal brasileira atua na segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris

Polícia Federal brasileira atua na segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris

Agentes da corporação vão executar ações de segurança pública, cooperação internacional e atividades de inteligência
Publicidade
Publicidade