Publicidade

General Júlio Cesar de Arruda toma posse como novo comandante do Exército

Entre os presentes na cerimônia, esteve Eduardo Villas Bôas, aliado de primeira hora de Bolsonaro

General Júlio Cesar de Arruda toma posse como novo comandante do Exército
Cerimônia de posse do novo comandante (Divulgação/Exército)
Publicidade

O general de Exército Júlio Cesar de Arruda tomou posse, nesta 6ª feira (30.dez), como o novo comandante da instituição. Ele substituiu Marco Antônio Freire Gomes no posto. A cerimônia de transferência do cargo foi realizada no Clube do Exército, em Brasília, e contou com a presença do ex-comandante Eduardo Villas Bôas, aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro (PL).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Marco Antônio Freire Gomes agradeceu a todos que trabalharam com ele no período de sua permanência no comando e falou que ter assumido o posto foi a realização de um sonho. "Foi a mais gratificante missão que recebi. Fosse por um único dia, não haveria como recusá-la, e isso em detrimento de qualquer outra função, atividade ou comodidade pessoal. Não há palavras que possam expressar meu orgulho em ter sido abençoado com essa tarefa", pontuou.

Além disso, fez um pedido aos subordinados: "sigam em frente sob o sagrado manto verde-oliva, que os agasalha e aglutina em torno da hierarquia, da disciplina, do espírito de corpo, da camaradagem, da coragem moral e da integral dedicação ao serviço da pátria e a todos os nossos irmãos".

O ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, esteve presente na cerimônia também. Na ocasião, afirmou que as "atitudes serenas, mas firmes" de Gomes no comando "reproduziram toda uma vida de soldado honrado e dedicado à sua pátria, o que traduziu, em pouco tempo, na hábil condução do Exército, levando a Instituição a concretizar muitas realizações".

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (Republicanos) e antigos integrantes do Alto Comando do Exército foram outras pessoas a comparecerem à solenidade. Como parte da tradição desta, Júlio Cesar de Arruda recebeu do antecessor uma réplica da invicta espada de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro.

Segundo o Exército, "o ato simboliza e materializa a responsabilidade da assunção do comando e da condução do destino da Força Terrestre sob a inspiração dos exemplos de seu patrono". Depois de ser empossado, o novo comandante, escolhido pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pelo futuro ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse que o Exército "é uma Instituição que vai fazer 375 anos, nacional e permanente com seus valores". "Meu foco será reforçar estes valores militares: patriotismo, civismo, fé na missão, amor à profissão e, principalmente, aperfeiçoamento técnico-profissional", complementou.

Ainda de acordo com ele, acredita que "unidos e trabalhando juntos com muita satisfação", os integrantes do Exército manterão este "coeso e com a credibilidade que ele sempre teve". "Essa é a minha intenção para este comando. Estou muito feliz e honrado em assumir o comando do Exército".

Júlio Cesar de Arruda nasceu em 9 de janeiro de 1959, em Cuiabá. Ingressou no Exército em 3 de março de 1975, na Escola Preparatória de Cadetes do Exército, em Campinas (SP), tendo concluído o curso em 1977. Depois, entrou na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em 1978, e foi declarado aspirante a oficial da Arma de Engenharia em 12 de dezembro de 1981.

Como tenente-coronel, atuou como assessor do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República (2000-01). Foi promovido a general de Exército em 31 de março de 2019. Vinha exercendo o cargo de Chefe do Departamento de Engenharia e Construção, em Brasília, antes de assumir como comandante.

O Exército antecipou a troca do comando, anteriormente prevista para domingo (1º.dez). O futuro governo Lula espera que a antecipação tenha impacto no tratamento dado aos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que estão acampados perto do quartel-general do Exército em Brasília.

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
governo
exército
forças armadas
posse
transferência
cargo
comandante
lula
jair bolsonaro
júlio cesar
história
trajetória
solenidade
cerimònia
presentes
ministro
vice presidente
guilherme-resck

Últimas notícias

No dia de São João, governo reconhece quadrilhas como manifestação da cultura nacional

No dia de São João, governo reconhece quadrilhas como manifestação da cultura nacional

Dança típica foi considerada relevante para a identificação regional nas apresentações juninas
"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

Combates paralelos e contínuo deslocamento forçado de civis dificultam a entrega de ajuda na região
Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Resultado foi influenciado pelo acesso ao crédito e pelo aquecimento do mercado de trabalho
Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

SP e MG seguem liderando ranking de infecções; número de mortes confirmadas chega a 4 mil
Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Homens armados invadiram os locais na tarde de domingo (23); autoridades investigam o caso
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (24); assista!
Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Primeiro-ministro israelense concedeu entrevista a uma emissora do país pela primeira vez desde o início da guerra
Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Paralisação nacional começou em abril. Retorno às aulas depende de decisão interna de cada instituição
Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Propostas de reajuste para as duas categorias foram aprovadas por 89 votos a 15
Publicidade
Publicidade