Publicidade

TSE suspende propaganda de Bolsonaro que associa Lula a criminosos

Propaganda tirou falas do ex-presidente de contexto, dando a entender que ele defende ladrões

TSE suspende propaganda de Bolsonaro que associa Lula a criminosos
lula
Publicidade

A ministra Maria Claudia Bucchianeri, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta 5ª feira (13.out) a suspensão da propaganda eleitoral do presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição pelo PL, que associa o ex-presidente Lula, candidato do PT, a criminosos.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A peça afirma que "Lula quer impunidade para bandidos", citando ex-companheiros dele, como José Genoino, José Dirceu e Antonio Palocci, que foram presos.

Com falas do ex-presidente fora de contexto, a propaganda dá a entender que o petista defende criminosos que roubam celulares "para tomar a cerveja".

Em sua decisão, a ministra afirma que a propaganda traz "fatos gravemente descontextualizados, a ponto de torná-los inverídicos, além de violadores à honra do candidato", e determina que ela deixe de ser veiculada em todos os meios.

A multa em caso de descumprimento da decisão é de R$ 50 mil.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
eleicoes
justica
tse
lula
bolsonaro
propaganda eleitoral
ladrões
criminosos

Últimas notícias

André Mendonça toma posse como ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral

André Mendonça toma posse como ministro efetivo do Tribunal Superior Eleitoral

Ele sucede Alexandre de Moraes, que deixou o tribunal no começo do mês
Congolês assassinado em quiosque do RJ receberá a medalha Tiradentes póstuma

Congolês assassinado em quiosque do RJ receberá a medalha Tiradentes póstuma

Em 2022, Moïse Kabagambe, de 24 anos, foi morto após cobrar o pagamento de duas diárias de trabalho no quiosque onde trabalhava
Caso VaideBet e Corinthians: intermediador do contrato admite que recebeu comissão milionária

Caso VaideBet e Corinthians: intermediador do contrato admite que recebeu comissão milionária

Alex Cassundé afirma que não pediu o valor e que teria sido vítima da empresa de fachada envolvida no negócio
Influenciador Igor Viana é suspeito de desviar doações para filha com paralisia cerebral

Influenciador Igor Viana é suspeito de desviar doações para filha com paralisia cerebral

Homem, que também é acusado de maus-tratos, teria chamado de “trouxas” os seguidores que fizeram doações para a menina
Coordenadora e cuidadora de creche são demitidas suspeitas de acobertar agressões a crianças

Coordenadora e cuidadora de creche são demitidas suspeitas de acobertar agressões a crianças

Vídeo de professora agredindo crianças de 3 e 4 anos em escola de São José do Rio Preto circulam na internet desde sexta-feira (21)
23 armas de presidente de empresa de ônibus são apreendidas em São Paulo

23 armas de presidente de empresa de ônibus são apreendidas em São Paulo

Presidente afastado da Upbus é suspeito de lavagem de dinheiro e organização criminosa. Companhia foi alvo da Operação Fim da Linha
Estudantes da rede pública recebem nesta quarta (26) parcela do Pé-de-Meia nesta quarta

Estudantes da rede pública recebem nesta quarta (26) parcela do Pé-de-Meia nesta quarta

Valor é de R$ 200 e depósitos vão até o dia 1º de julho, de acordo com data de aniversário
Pacheco critica decisão do STF que descriminaliza porte de maconha: "Gera vácuo e lacuna jurídica"

Pacheco critica decisão do STF que descriminaliza porte de maconha: "Gera vácuo e lacuna jurídica"

Segundo presidente do Senado, descriminalização do porte de drogas "só pode se dar através do processo legislativo, e não por uma decisão judicial"
Mais da metade dos brasileiros conhecem pessoas que trocaram voto por dinheiro, diz pesquisa

Mais da metade dos brasileiros conhecem pessoas que trocaram voto por dinheiro, diz pesquisa

Escolha na urna foi "vendida" por valores menores do que R$ 100 na maior parte das vezes, segundo entrevistados pelo Instituto Não Aceito Corrupção
Caso Marielle: suspeito pede a Moraes para voltar a receber salário

Caso Marielle: suspeito pede a Moraes para voltar a receber salário

Ex-titular da Delegacia de Homicídios teria conduzido as investigações de modo a garantir a impunidade dos mandantes do duplo homicídio
Publicidade
Publicidade