Publicidade

SBT News lança agregador com média de pesquisas; confira os resultados

Gráfico interativo com 85 levantamentos de 14 institutos mostra evolução das intenções de voto

SBT News lança agregador com média de pesquisas; confira os resultados
Gráfico
Publicidade

Um gráfico interativo desenvolvido pelo estúdio de inteligência de dados Lagom Data, parceiro do SBT News, mostra em tempo real a evolução das intenções de voto dos candidatos à Presidência da República, com base em dados de 14 institutos. Até a noite desta 5ª feira (18.ago) haviam sido cadastradas 85 pesquisas -- uma a cada 3 dias, levando em conta resultados divulgados a partir do último mês de janeiro.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

No gráfico, é possível ver a média geral das pesquisas ou filtrar por instituto, por método de levantamento e por tipo de contratante. Confira abaixo:

Para buscar os recortes dos levantamentos, clique na aba do quadro acima ao lado da palavra "média das pesquisas". Ao toque, aparecem as "médias das pesquisas"; "médias sem desviantes" (quando são retirados os levantamentos discrepantes, para baixo ou para cima); "média das pesquisas face a face (presenciais); "média das pesquisas telefônicas"; "média das encomendadas por mídia" (contratadas por veículos de comunicação); "média das encomendadas por bancos", além dos resultados apresentados por cada um dos 14 institutos.

O infográfico calcula a média de todas as pesquisas publicadas em uma semana, até a primeira quinzena de agosto, a agregação era quinzenal. Com isso, há apenas dois pontos por mês até julho e três em agosto (primeira quinzena e semanas 3 e 4). Haverá quatro pontos em setembro e, em caso de segundo turno, outubro. Cada ponto está identificado pelo ano, mês e período: 2022-08Q1 é a primeira quinzena de agosto e 2022-08S3 é a terceira semana de agosto, por exemplo. 

Estão incluídas todas as pesquisas nacionais para presidente, excluindo-se apenas as de institutos sem histórico anterior. Institutos com apenas uma pesquisa neste ano mas com histórico em eleições anteriores são incluídos. Pesquisas estaduais não são incluídas. Além da média geral, foram calculadas médias por tipo de metodologia (com abordagem face a face ou telefone) e de contratante (mercado financeiro e mídia, que são os mais frequentes em 2022). Também é possível verificar a série completa de cada uma das pesquisas incluídas. Não há inferências sobre a confiabilidade de cada instituto, mas recomenda-se observar o quanto seus resultados se aproximam ou afastam da média geral.

Lagom

O Lagom Data é estúdio de inteligência de dados especializado em coleta, análise e visualização. Desde 2018, produz trabalhos para empresas jornalísticas e entidades do terceiro setor. Nas primeiras semanas da pandemia, foi pioneiro em coletar e visualizar dados que mostravam a expansão de casos e mortes por covid-19 por município. Neste ano, criou o projeto Eleição Analítica, com análises de dados sobre as campanhas eleitorais brasileiras, com publicações próprias e parcerias.

O Lagom Data é dirigido por Marcelo Soares. O jornalista é um dos pioneiros do jornalismo de dados no Brasil. É membro do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ) e foi o primeiro editor de audiência e dados da Folha de S.Paulo. Trabalhos seus com análise de dados para reportagem ganharam prêmios Esso (2006), Petrobras (2017), INEP (2018) e Synapsis-FBH (2020).

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

eleicoes
lagom data
pesquisas
agregador de pesquisas
levantamentos
institutos de pesquisa
presidência
planalto

Últimas notícias

Ex-policial e advogada são condenados por obstruir investigações do assassinato de Marielle Franco

Ex-policial e advogada são condenados por obstruir investigações do assassinato de Marielle Franco

Rodrigo Ferreira e Camila Nogueira mentiram à polícia sobre planejamento do crime. Vereadora e motorista Anderson Gomes foram mortos em março de 2018
Para Mendonça, lei das saidinhas não pode retroagir em prejuízo ao preso

Para Mendonça, lei das saidinhas não pode retroagir em prejuízo ao preso

O ministro confirmou o direito à saída temporária de um preso de Minas Gerais que havia perdido o benefício após as mudanças feitas pelo Congresso
Polícia prende nove pessoas envolvidas em furtos e roubos durante enchentes no RS

Polícia prende nove pessoas envolvidas em furtos e roubos durante enchentes no RS

Diversos objetos, que haviam sido levados de comércios no município Eldorado do Sul, foram recuperados
Especialistas chamam atenção para doenças respiratórias e leptospirose em meio a caos no RS

Especialistas chamam atenção para doenças respiratórias e leptospirose em meio a caos no RS

Segundo ministra da Saúde e médico da Marinha, proximidade das pessoas em abrigo favorece casos de “doenças oportunistas”
Sistema de distribuição de gás da Argentina entra em estado de emergência

Sistema de distribuição de gás da Argentina entra em estado de emergência

Mais de 300 indústrias tiveram o fornecimento cortado; prioridade é atender casas, hospitais e o comércio
Israel afirma que guerra na Faixa de Gaza deve durar, ao menos, até o fim do ano

Israel afirma que guerra na Faixa de Gaza deve durar, ao menos, até o fim do ano

Governo israelense alega que esse é o prazo mínimo para aprofundar as "conquistas" e destruir a capacidade militar do Hamas
Argentina compra carga da Petrobras para lidar com escassez de gás

Argentina compra carga da Petrobras para lidar com escassez de gás

Temperaturas mais baixas do que o habitual já haviam aumentado a demanda, sobrecarregando o sistema no país
TSE mantém condenação do ex-governador do RJ Anthony Garotinho por crime eleitoral

TSE mantém condenação do ex-governador do RJ Anthony Garotinho por crime eleitoral

Além de inelegibilidade, ele foi condenado a 13 anos e 9 meses de prisão
Morre o humorista Joaquim Lopes Salgado, de "A Praça é Nossa"

Morre o humorista Joaquim Lopes Salgado, de "A Praça é Nossa"

Carismático, divertido, com a arte de fazer graça nas veias, Joaquim marcou o público através de sua trajetória em programas humorísticos do SBT
Barroso vota contra abertura de processos disciplinares de magistrados da Lava Jato

Barroso vota contra abertura de processos disciplinares de magistrados da Lava Jato

O presidente do CNJ discorda do corregedor nacional de justiça, Luis Felipe Salomão, que chegou a determinar o afastamento cautelar dos envolvidos
Publicidade
Publicidade