Publicidade

"Problema da saúde é a falta de vergonha na cara", diz Lula (PT)

O candidato à Presidência culpou o atual governo pelas centenas de milhares de mortes por covid

"Problema da saúde é a falta de vergonha na cara", diz Lula (PT)
Publicidade

Na Casa de Portugal, no bairro da Liberdade, centro da cidade de São Paulo, nesta 6ª feira (5.ago) o candidato do PT à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva, participou de uma conferência de profissionais da saúde em defesa do SUS -- o Sistema Único de Saúde. De acordo com o partido, "o evento faz parte da Conferência Livre, Democrática e Popular de Saúde, organizada pela Frente Pela Vida", informa o comunicado.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Durante o discurso, Lula exaltou a atuação dos profissionais de saúde durante a pandemia do novo coronavírus. "A pandemia fez com que muita gente que não reconhecia o trabalho do SUS passasse a valorizar o trabalho de vocês [agentes do SUS]", disse.

Em relação ao tratamento dado à área de saúde pelo atual governo, Lula arrancou aplausos da plateia ao dizer "nós não podemos mais usar a palavra 'gasto' para falar de saúde pública. É preciso tirar do dicionário da saúde a palavra 'gasto', afirmou o ex-presidente.

"Neste instante em que o povo está na fila do osso, da carcaça de frango, com trinta e cinco milhões não podendo comer, nós vamos precisar muito do sistema de saúde", avaliou Lula.

E foi incisivo. Disse que "o problema da saúde no Brasil não é falta de recurso. É falta de vergonha na cara de quem governa", concluiu.

O candidato do PT à Presidência da República aproveitou o evento para falar de outros temas. Lula disse que está "voltando a concorrer à Presidência porque nunca antes na história deste país alguém disputou como o presidente mais exitoso da história do Brasil." O petista também frisou que, para ele, "o teto de gastos não foi criado para não pagar banqueiro. O teto foi criado para evitar investir na saúde, no transporte e na educação", criticou.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sus
saúde pública
lula
candidato à presidência
teto de gastos
agentes de saúde
governo

Últimas notícias

STF condena mais 15 pessoas por participação nos atos golpistas de 8 de janeiro

STF condena mais 15 pessoas por participação nos atos golpistas de 8 de janeiro

Penas variam entre 14 e 17 anos de prisão, por crimes de associação criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado e deterioração de patrimônio tombado
Mais de 20% das indicações de cirurgia para endometriose são desnecessárias, conclui estudo

Mais de 20% das indicações de cirurgia para endometriose são desnecessárias, conclui estudo

Pesquisa do Hospital Albert Einstein mostra que, na maioria dos casos, a doença pode ser tratada com medicação
Uma em cada oito pessoas no mundo sofre com obesidade

Uma em cada oito pessoas no mundo sofre com obesidade

Além dos obesos, a pesquisa constatou que 43% dos adultos do mundo estão com sobrepeso
Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Mosquito da dengue oferece risco também a cachorros e gatos

Aedes aegypti pode transmitir aos pets doença conhecida como 'verme do coração'; conheça sintomas e tratamento
José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

José Dirceu deve ter alta hospitalar neste sábado

Político está internado desde o dia 25 de fevereiro por causa de uma pneumonia
Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

Brasil volta a ser top 10 das maiores economias do mundo com PIB de 2023

País ocupa atualmente a 9ª colocação, à frente de Canadá, Rússia e Austrália. Confira lista
Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Militares que metralharam família no RJ podem ter penas reduzidas de 30 para 3 anos

Dois ministros do STM consideraram homicídio culposo a ação do Exército que teve 257 tiros de fuzil e resultou em duas mortes
Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Mistura de biodiesel no diesel sobe para 14% a partir desta sexta

Combinação evita a emissão de 5 milhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera
Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

Aumento de casos de doenças como a dengue deve causar impacto de até R$ 20 bilhões no PIB

País pode fechar o ano com mais de quatro milhões de infectados por arboviroses
Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Belo Horizonte inaugura hospital de campanha para atendimento de pacientes com dengue

Minas Gerais é o estado com o maior número de casos prováveis da doença
Publicidade
Publicidade