Publicidade

Consumo nos lares brasileiros cresce 2,89% em outubro, diz Abras

Supermercadistas acreditam em alta nos gastos para as festas de fim de ano: bebidas vão puxar as compras

Consumo nos lares brasileiros cresce 2,89% em outubro, diz Abras
Consumo nos lares brasileiros
Publicidade

O Consumo nos Lares Brasileiros aumentou 2,89% no mês de outubro. O levantamento é da Associação Brasileira dos Supermercados (ABRAS) e foi divulgado nesta 5ª feira (30.nov). A comparação é com o mês de setembro e a alta acontece depois de duas quedas consecutivas, em agosto e setembro. Quando relacionada a outubro do ano passado, a alta é de 0,61%. Ganhos também de 2,64% em comparação ao período janeiro/outubro de 2022. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"Além do efeito calendário, a expressiva alta do consumo em outubro é atribuída à inauguração de lojas, às atividades promocionais que tradicionalmente se intensificam no segundo semestre combinados com renda mais estável e a menor variação nos preços da cesta de abastecimento dos lares", analisa o vice-presidente da ABRAS, Marcio Milan.

De janeiro a novembro, foram inauguradas 573 lojas, das quais 306 são novas e 267 reinauguradas. Dentre os principais recursos que contribuíram para o abastecimento dos lares em outubro estão o programa Bolsa Família -- incluindo o acréscimo do Benefício Variável Familiar Nutriz que contempla crianças de 0 a 6 meses (R$ 14,58 bilhões), os pagamentos de Requisições de Pequeno Valor -- INSS (R$ 2 bilhões), o pagamento do lote residual de Restituição do Imposto de Renda (R$ 643 milhões), os repasses do auxílio-gás para 5,5 milhões de famílias (R$ 584,3 milhões).

Em novembro, devem movimentar a economia o pagamento da primeira parcela do 13º salário no valor estimado de R$ 291 bi, assim como repasses do Bolsa Família (R$ 14,26 bi), o lote residual de Restituição de Imposto de Renda (R$ 762,9 milhões) e o pagamento de Requisições de Pequeno Valor do INSS (R$ 2,1 bilhões).

Cesta de alimentos

A cesta AbrasMercado interrompeu a série de cinco quedas consecutivas nos preços e encerrou outubro com variação de 0,10%. No mês, as principais altas foram batata (+11,23%), cebola (+8,46%), arroz (+2,99%), carne bovina ? corte traseiro (+1,94%), açúcar refinado (+1,88%), tomate (+0,97%), extrato de tomate (+0,83%), pernil (+0,57%), frango congelado (+0,54%).

A maior queda de preços em outubro foi nos produtos lácteos: leite longa vida (-5,48%), queijos muçarela e prato (-1,14%), leite em pó (-0,87%), margarina cremosa (-0,60%).

Na cesta de produtos básicos, as principais quedas vieram do feijão (-4,67%), do óleo de soja (-1,77%), do café torrado e moído (-1,23%), da farinha de mandioca (-0,65%), da farinha de trigo (-0,56%).

Na área de higiene e beleza, as principais quedas foram do sabonete (-0,78%), do xampu (-0,08%) e as altas no papel higiênico (+0,99%) e no creme dental (+0,22%).

Regiões

Na análise regional, a maior queda no indicador ocorreu na região Sul (-1,07%). Nordeste (-0,17%), Norte (-0,09%), Sudeste (+0,45%), Centro-Oeste (+0,27%). 

Ainda de acordo com a pesquisa, 62 % dos supermercadistas projetam consumo superior neste Natal na comparação com o mesmo período do ano passado. O principal consumo deve vir das cestas de bebidas e de proteínas: 12,3% em itens como cervejas, cervejas premium, destilados, espumantes, refrigerantes, sucos, vinhos importados e vinhos nacionais. Já na cesta de proteínas, o crescimento estimado é de 10,1% com produtos da época dentre eles aves natalinas, bacalhau, carnes bovinas, frango, lombo, ovos, peixe, pernil, peru e tender.

Leia também 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
noticias
abras
supermercados
economia
guto abranches
consumo

Últimas notícias

Moraes descarta adiamento das eleições municipais no Rio Grande do Sul

Moraes descarta adiamento das eleições municipais no Rio Grande do Sul

O presidente do TSE afirmou, na sessão plenária desta terça (21), que não houve qualquer dano estrutural que impeça o pleito na data prevista
Quase metade das empresas do setor calçadista foi afetada pelas enchentes no RS

Quase metade das empresas do setor calçadista foi afetada pelas enchentes no RS

Estado é o segundo maior fabricante de calçados do Brasil, perdendo apenas para o Ceará
Nível da Lagoa dos Patos aumenta e Rio Grande (RS) tem 7 zonas em alerta

Nível da Lagoa dos Patos aumenta e Rio Grande (RS) tem 7 zonas em alerta

Atualmente, mais de 600 pessoas estão desabrigadas no município
Tragédia do Rio Grande do Sul mobiliza recursos para saúde

Tragédia do Rio Grande do Sul mobiliza recursos para saúde

Mais de R$ 1,5 bilhão em recursos já foram destinados à área desde início das chuvas
Engenheiros alertaram sobre deficiências em casas de bombas de Porto Alegre em 2018 e 2023

Engenheiros alertaram sobre deficiências em casas de bombas de Porto Alegre em 2018 e 2023

Ano passado, após o Guaíba ultrapassar a cota de inundação de 3 metros, técnicos alertaram sobre a "necessidade urgente de resolução dos problemas nas estações"
Processos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht são anulados por Toffoli

Processos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht são anulados por Toffoli

Ministro do STF diz ter ocorrido "conluio processual" do ex-juiz Moro e de procuradores da República da força-tarefa da Lava Jato
Mourão critica políticos por “exploração” da calamidade após chuvas no RS

Mourão critica políticos por “exploração” da calamidade após chuvas no RS

Para senador, tanto aliados quanto nomes da esquerda têm feito “filminhos” para beneficiar projetos políticos
Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Desembargadora que atacou Marielle Franco nas redes sociais é afastada pelo CNJ

Magistrada é acusada de disseminar informações falsas ao afirmar que a vereadora estava “engajada com bandidos” e foi eleita com a ajuda do Comando Vermelho
Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Governo faz proposta de aumento médio de 28% em quatro anos para técnicos em educação

Entre pontos principais da solução apresentada, estão parcelas de reajuste de 9% em janeiro de 2025 e 5% em abril de 2026
Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Governo precisa confirmar fonte de receita para incluir municípios na reoneração, diz líder

Segundo relator, líder Jaques Wagner, proposta deve ser atualizada e votação sai na próxima semana
Publicidade
Publicidade