Publicidade

Petrobras: política de preços tem retrocesso e oportunidade, dizem analistas

Papéis da estatal do petróleo sobem na abertura dos negócios na Bolsa; Ibovespa + 0,37%

Petrobras: política de preços tem retrocesso e oportunidade, dizem analistas
SBT News
Publicidade

As novas regras para definição de preços de combustíveis, apresentadas pela Petrobras nesta terça-feira (16.mai) prometem concentrar polêmicas. A orientação básica é que a paridade com os preços internacionais não será mais adotada de forma exclusiva -- o mecanismo tinha sido criado no governo de Michel Temer em 2016. Agora serão considerados também os custos para produção no mercado interno, e os fatores regionais para produção/distribuição. Como a nova política era aguardada pelo mercado, assim que foram expostos os novos parâmetros a serem praticados pela
estatal brasileira, economistas, investidores e especialistas da área se dedicaram a interpretar as diretrizes. E como era de se esperar, rapidamente surgiram apoios e críticas ferrenhas ao novo conjunto de determinações. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

De saída o mercado financeiro deu sinais de que recebeu bem os novos rumos dos preços para gasolina e diesel. Já na abertura dos negócios na B3, os papéis da petrolífera tinha bom desempenho: PETR3 (ON) subia 2,52% e PETR4 (PN) tinha alta de 3,27%. Pelo peso das ações da Petrobras sobre o Ibovespa, o principal índice da Bolsa de Valores nacional subia 0,41%.

Na análise de especialistas do setor, no entanto, uma boa dose de crítica à redefinição das normas. Adriano Pires, economista e consultor, que atuou na Agência Nacional do Petróleo e chegou a ser indicado para presidir a estatal, no governo Bolsonaro, acha que houve um retrocesso nas redefinições. 

"O anúncio feito pela Petrobras da nova política de preços e muito confuso. Não da para entender de forma clara como serão feitos os reajustes futuros. A única coisa que dá para afirmar e que acabou a transparência na determinação dos preciso na refinaria. Quantos mais elementos você usa para determinar o preço dos combustíveis menos transparência teremos e mais risco para o privado importar. Aumentou o risco para todos os agentes que atuam no mercado de combustíveis. Parece que querem esconder a realidade. Voltamos para trás", dispara Adriano. 

Já o economista e consultor André Perfeito, enxerga novas possibilidades para o equilíbrio dos preços.

" Não haverá mudanças periódicas de preços e isso sugere que a Petrobras buscará amenizar a volatilidade externa nos preços domésticos, o que faz sentido.  De fato a política atual dolarizou a gasolina e isso pode ser problemático em alguns momentos para se dizer o mínimo.(...) O momento atual é propício para a Petrobras, afinal hoje os preços domésticos estão mais caros que a paridade, seja porque o barril de petróleo está relativamente estável, seja pelo Real que se apreciou. Se a Petrobras souber administrar essa "gordura" a empresa pode conduzir uma política que agradará a Faria Lima e movimentos mais à esquerda, mas isso só saberemos com o tempo", aponta Perfeito.

Saiba mais

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
petrobras
preços
gasolina
ppi
paridade
guto-abranches
petroleo
custo
sbt
economia
sbtnews
gas
diesel
queda
preço

Últimas notícias

Sem vice-prefeito, Eduardo Paes oficializa candidatura à reeleição no Rio

Sem vice-prefeito, Eduardo Paes oficializa candidatura à reeleição no Rio

Durante convenção partidária, Paes falou sobre ter cumprido ou não propostas feitas nas eleições municipais de 2020
Robô da Nasa encontra mineral inédito em Marte

Robô da Nasa encontra mineral inédito em Marte

Cristais amarelos de enxofre puro foram revelados após o rover Curiosity passar sobre uma rocha
Taxista é preso por integrar quadrilha paulista que rouba casas de luxo no Rio

Taxista é preso por integrar quadrilha paulista que rouba casas de luxo no Rio

Segundo as investigações, o homem utilizava o veículo para guiar os assaltantes até as casas que seriam roubadas
Rebelião de presos incendeia presídio em Franco da Rocha, Grande São Paulo; situação foi controlada

Rebelião de presos incendeia presídio em Franco da Rocha, Grande São Paulo; situação foi controlada

O motim foi o primeiro em quatro anos, em São Paulo, segundo o Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional do Estado de São Paulo (SIFUSPESP)
Helicóptero dos bombeiros faz pouso forçado às margens do rio Araguaia em Goiás; piloto fica ferido

Helicóptero dos bombeiros faz pouso forçado às margens do rio Araguaia em Goiás; piloto fica ferido

Motivos do pouso de emergência estão sendo investigados pelos órgãos competentes
Ministério da Saúde atualiza caderneta infantil; saiba qual a importância de manter a vacinação em dia

Ministério da Saúde atualiza caderneta infantil; saiba qual a importância de manter a vacinação em dia

A distribuição dos exemplares em versão física da caderneta foi retomada neste ano
PF prende homem com dinheiro falso em Minas Gerais

PF prende homem com dinheiro falso em Minas Gerais

Suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia Federal de Montes Claros, no norte do estado
Dia do Amigo é celebrado no Brasil neste sábado; entenda origem da data

Dia do Amigo é celebrado no Brasil neste sábado; entenda origem da data

Celebração é diferente da comemorada pela Organização das Nações Unidas (ONU)
Morre Moacir, ex-jogador do Atlético Mineiro, aos 54 anos

Morre Moacir, ex-jogador do Atlético Mineiro, aos 54 anos

Volante ganhou o Campeonato Mineiro por três vezes e a Copa Conmebol pelo clube
Polícia Federal brasileira atua na segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris

Polícia Federal brasileira atua na segurança dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Paris

Agentes da corporação vão executar ações de segurança pública, cooperação internacional e atividades de inteligência
Publicidade
Publicidade