Publicidade

Preço médio do self-service aumenta 23,76% em São Paulo

De janeiro de 2020 a junho deste ano, o valor do quilo foi de R$ 57,12 para R$ 70,69, aponta levantamento do Procon

Preço médio do self-service aumenta 23,76% em São Paulo
restaurante self-service
Publicidade

O quilo do self-service subiu 23,76% de janeiro de 2020 a junho deste ano na cidade de São Paulo, aponta um levantamento realizado em 350 restaurantes pelo Procon-SP com o Dieese.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O valor do quilo foi de R$ 57,12 para R$ 70,69. Segundo o Procon-SP, os sucessivos aumentos dos preços estão relacionados ao aumento da demanda, gerada pelo controle da pandemia e pela retirada das restrições, principalmente, a volta do trabalho presencial. Além disso, os reflexos dos aumentos do gás, dos produtos de alimentação, energia elétrica interferem diretamente no preço final ao consumidor.

Ainda segundo a pesquisa, o prato feito é o tipo de refeição mais barata encontrada em São Paulo. Dos 350 restaurantes da amostra, 183 ofereciam prato feito a um preço médio de R$ 27,77; 101 oferecem pratos executivos de frango ao preço médio de R$ 33,23; 186 restaurantes servem no sistema buffet self-service cobrando por quilo, com preço médio de R$ 68,22; 69 servem no sistema buffet self-service com cobrança a preço fixo, com preço médio de R$ 39,07.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
economia
self-service
prato feito
procon
dieese
são paulo
brasil

Últimas notícias

Ampliação da TV digital: prazo para 250 municípios solicitarem ajuda federal termina na sexta (28)

Ampliação da TV digital: prazo para 250 municípios solicitarem ajuda federal termina na sexta (28)

Programa Brasil Digital implementa estações para transmissão de emissoras públicas e compartilhar infraestrutura com redes privadas
Caso Anic: defesa diz que filhos "não sabiam de nada"

Caso Anic: defesa diz que filhos "não sabiam de nada"

Advogada está desaparecida há 116 dias; Anic de Almeida foi vista pela última vez em Petrópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro
Elon Musk confirma o nascimento do 12º filho

Elon Musk confirma o nascimento do 12º filho

Bilionário diz em entrevista que novo herdeiro estava "longe de ser um segredo" e que divulgar um comunicado sobre a gestação seria "bizarro"
Grávida dá à luz presa em congestionamento após acidente entre ônibus e carreta em Minas Gerais

Grávida dá à luz presa em congestionamento após acidente entre ônibus e carreta em Minas Gerais

Ao todo, 12 pessoas se envolveram no acidente; seis foram socorridas com suspeita de fraturas, traumas, cortes e escoriações, mas nenhuma em estado grave
Homem coordenou sequestro de médica no Pará de dentro de presídio no Rio; entenda

Homem coordenou sequestro de médica no Pará de dentro de presídio no Rio; entenda

Ana Letícia Leite Sena Passos foi sequestrada na saída de um evento em Belém e levada para um cativeiro no município de Ananindeua
VÍDEO: Piloto faz pouso de emergência após cabine de avião se abrir em pleno voo

VÍDEO: Piloto faz pouso de emergência após cabine de avião se abrir em pleno voo

Narine Melkumjan teve dificuldades para enxergar após incidente, mas conseguiu escutar seu treinador dizer "continue voando"
Câmera registra assassinato de homem durante jogo de futebol amador no interior de SP

Câmera registra assassinato de homem durante jogo de futebol amador no interior de SP

O suspeito fugiu com uma moto; organização do evento diz que a vítima não tinha ligação com o jogo
Influenciador morre após capotar carro em Goiânia

Influenciador morre após capotar carro em Goiânia

Lucas Alexandre de Barros, de 22 anos, voltava de uma festa quando sofreu o acidente. Ele havia comprado o veículo há menos de 1 ano
Morre segunda vítima de explosão de lancha em Cabo Frio (RJ)

Morre segunda vítima de explosão de lancha em Cabo Frio (RJ)

Aleksandro Leão Vieira, de 36 anos, morreu no último domingo (23); bebê de um ano permanece em estado grave
Anatel pode bloquear Amazon e Mercado Livre por vender celular irregular no Brasil; entenda

Anatel pode bloquear Amazon e Mercado Livre por vender celular irregular no Brasil; entenda

Empresas têm 25 dias para coibir a venda de aparelhos não homologados; multa pode chegar a R$ 6 milhões
Publicidade
Publicidade