Publicidade

Chocolate de Páscoa terá gosto amargo da inflação alta

Com prévia oficial de 0,95%, a maior para março desde 2015, ovos têm preços reajustados

Chocolate de Páscoa terá gosto amargo da inflação alta
Ovo de Páscoa
Publicidade

Com o poder de compra corroído pela inflação, ir ao supermercado virou um terror para os brasileiros. A prévia oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), ficou em 0,95% em março. Essa é a maior variação para o mês desde 2015. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta semana. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Se no mês passado, devido à guerra na Ucrânia, o pãozinho teve preço escalonado de forma desproporcional ao aumento de salário -- o valor do quilo foi reajustado entre 12% e 20%, segundo levantamento da Associação Brasileira da Indústria da Panificação e Confeitaria (ABIP) --, o chocolate vai amargar ainda mais o bolso. 

Inflação faz preço do ovo de Páscoa subir | Divulgação

Do simples ao refinado, há incontáveis opções no mercado para os chocólatras de plantão. O montante pago pelos ovos de Páscoa, no entanto, não andam nada doces e já levaram o item a deixar de ser presença constante nos caixas. 

Em São Paulo, uma lembrancinha "popular" chega a custar R$ 30, enquanto os dos tipos refinados ficam avaliados em pelo menos R$ 80 a unidade. 

Cacau, dólar e embalagem elevam valor

Em relação ao ano passado, o preço do ovo de Páscoa subiu 40%, estima a Associação Paulista de Supermercados (Apas).

De acordo com a entidade, o valor "reflete o repasse dos custos de produção, que vem crescendo desde o ano passado em razão da escalada da inflação e do aumento de insumos como energia elétrica, combustível e do próprio cacau, cujo preço acelerou durante a pandemia em razão da elevação do consumo, com aumento de 20% na cotação entre junho e setembro do ano passado".

A produção dos ovos começa, geralmente, meses antes de os produtos invadirem gôndolas e corredores de supermercados. Os preparativos têm início entre setembro e outubro e, em 2021, nessa época, a inflação estava perto do pico: 14,7%, segundo o Índice de Preços dos Supermercados (IPS), no acumulado de setembro de 2020 a outubro de 2021.

Mesa de Páscoa será 7% mais cara que 2021

As vendas do varejo voltadas para a data festiva deverão movimentar R$ 2,16 bilhões em 2022, representando aumento de 1,9% em comparação ao mesmo período de 2021. Apesar da expectativa otimista, o resultado fica 5,7% abaixo do período pré-pandemia, em 2019, com R$ 2,29 bilhões. O estudo foi divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Por se concentrar basicamente na venda de produtos alimentícios, o desempenho do varejo recuou devido às medidas sanitárias impostas para frear a disseminação da covid-19, especialmente em 2020. À época, o setor registrou o menor volume de vendas (R$ 1,67 bilhão) em uma década. 

Com o afrouxamento das barreiras, o comércio voltou a respirar -- ainda a passos lentos. A valorização do real, mostra a pesquisa, teve impacto na importação do principal produto da Páscoa. 

A queda nas importações de bacalhau em 17%, na contramão do aumento da quantidade importada de produtos à base de chocolates, é um indício da aposta setorista em produtos mais acessíveis. 

Por outro lado, a cesta básica dos produtos de Páscoa, incluindo além dos chocolates e bacalhau, itens como azeite de oliva, bolo, vinho, outros pescados, água e refrigerantes estará 7% mais cara que no ano passado.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

pascoa
ovo de pascoa
chocolate
economia
preco ovo de pascoa
chocolate amargo
andrezza-pugliesi
inflacao
bolso do brasileiro
cacau
dolar
chocolate de pascoa
inflacao alta
sbt
sbtnews
portalnews

Últimas notícias

Marcos Rogério assume liderança da oposição ao governo no Senado

Marcos Rogério assume liderança da oposição ao governo no Senado

Atualmente no cargo, Marinho se afasta do cargo por 120 dias para se dedicar às eleições municipais
Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Rodrigo Pacheco chama projeto sobre aborto de “irracional” e “inviável”

Presidente do Senado se posicionou acerca do polêmico tema diante de parte da bancada feminina da Casa
Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Policiais civis são alvo de tiros durante operação na Maré (RJ)

Agentes realizavam operação contra estabelecimentos comerciais que receptavam e revendiam roupas de grifes roubadas
Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Caso Paquetá: Senado aprova convite para ouvir o jogador na CPI da Manipulação no Futebol

Por se tratar de um convite, o jogador pode recusar a participação
Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Incêndio de grande proporção atinge prédio comercial na Grande SP

Nove equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e conseguiram conter o fogo no local
Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

Brasil aparece entre os piores países em pensamento criativo nas salas de aula

No ranking com 56 países, o Brasil aparece na 44ª colocação, empatado com Peru, Panamá e Arábia Saudita
Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Quase 500 criminosos são presos em operação na Bahia

Segundo a polícia, integrante de um grupo criminoso que gerenciava um laboratório de drogas em Castelo Branco foi localizado por equipes do Depom
80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

80 milhões de pessoas estão sob alerta para altas temperaturas nos Estados Unidos

Onda de calor extremo afeta quase todo o território americano
Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Lira anuncia que debate de projeto antiaborto só ocorrerá no segundo semestre

Presidente da Câmara afirma que projeto não "irá retroagir nos direitos já garantidos e nada irá avançar que traga qualquer dado aos diretos das mulheres"
"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

"Não vamos intervir", afirma porta-voz de Milei sobre foragidos do 8 de janeiro

Em entrevista ao SBT, Manuel Adorni disse que não cabe ao governo decidir sobre asilo a brasileiros condenados por atos antidemocráticos que estão na Argentina
Publicidade
Publicidade