Publicidade

Relatora quer que CPMI apure relação de Cid e financiamento de atos do 8/1

Senadora diz que documentos indicam negociação financeira entorno de tenente-coronel

Relatora quer que CPMI apure relação de Cid e financiamento de atos do 8/1
CPMI do 8 de janeiro
Publicidade

A relatora da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do 8 de janeiro, senadora Eliziane Gama (PSD-MA), defendeu, nesta 3ª feira (15.ago), que o colegiado apure a relação entre o tenente-coronel Mauro Cid, que atuou como ajudante de ordens do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), ao financiamento dos atos antidemocráticos aos Poderes em 8/1.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Eliziane afirma que documentos recebidos pela comissão, e o aparelho de celular do militar, mostram haver  negociação financeira, que pode ser associar Cid aos atos. "Nos vários documentos que chegam nessa comissão, também há uma clara negociação financeira, custeios, recursos na verdade, que possivelmente ele participou de forma direta. Entendemos que essa comissão precisa entender, chegar a uma conclusão, ou não, se parte desse recurso foi utilizado para financiamento de atos golpistas", declarou a senadora.

As afirmações vieram durante o depoimento do fotógrafo Adriano Machado, da Agência Reuters, à CPMI do 8/1. Eliziane também considerou que não há indícios que liguem o fotojornalista aos atos golpistas de 8/1, e avalia que Machado estava apenas a trabalho. "O senhor estava simplesmente exercendo seu papel, fazendo seu trabalho como jornalista", afirmou.

+ Bolsonaro diz que prisão de Cid foi para atingi-lo e para forçar delação

Ao colegiado, Machado reafirmou que estava dentro do Palácio do Planalto para registrar imagens dos atos golpistas. O fotógrafo também expôs ameaças e relatou insegurança durante o trabalho em 8 de janeiro. "Eles vinham de forma bem agressiva com a gente [jornalistas]. Diziam que iriam me jogar lá de cima, se eu não saísse, que iriam me bater. Me xingavam o tempo todo. Foi muito intenso", relatou.

+ Deputados preparam para aumentar pressão contra Bolsonaro na CPMI do 8/1

O fotojornalista ainda destacou que estava identificado, com uso de colete à prova de balas, capacete e identificação da agência Reuters durante todo o tempo em que estava trabalhando. E que se sentiu coagido a apertar a mão de um manifestante - por ele ter feito o gesto após o pedido para apagar algumas imagens da câmara. Não poderia deixar de retribuir o cumprimento, por segurança. Eu não tinha escolha a não ser cumprimentar de volta [...] Eu estava nervoso e tenso por ter sido tão repreendido. Não conhecia nenhuma daquelas pessoas ", destacou Machado.

A ida dele ao colegiado foi alvo de questionamentos por associações de imprensa e pelo Sindicato dos Jornalistas, que defendem manipulação do trabalho executado por ele no dia dos atos de 8 de janeiro. No depoimento, Adriano Machado contou ter mais de 20 anos de experiência em fotojornalismo, e reiterou que a agência pela qual ele trabalha, Reuters, apoia o trabalho dele.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
congresso
cpmi
cpmi 8 de janeiro
8/1
fotógrafo adriano machado
adriano machado
agência reuters

Últimas notícias

Joseli Camelo, do STM, diz que militares cometeram excessos na ditadura

Joseli Camelo, do STM, diz que militares cometeram excessos na ditadura

Ministro também condenou militares que estão se candidatando a cargos políticos ao falar das eleições municipais
Machado de Assis: após 'Brás Cubas' viralizar com tiktoker, conheça outros livros do escritor

Machado de Assis: após 'Brás Cubas' viralizar com tiktoker, conheça outros livros do escritor

Livro do "defunto-autor" é o mais vendido na Amazon americana na categoria Literatura Caribenha e Latino-Americana
MG: Ex-paciente e stalker de médico tem pedido de liberdade negado

MG: Ex-paciente e stalker de médico tem pedido de liberdade negado

Kawara Welch teria enviado 1,3 mil mensagens e feito 500 ligações telefônicas para a vítima
Médico nega atestado para mãe que precisa cuidar do filho doente

Médico nega atestado para mãe que precisa cuidar do filho doente

Profissional estava na lista de pediatras de unidade, mas não tem a especialidade; mulher afirma que fará um boletim de ocorrência
Lula recebe presidente do Benim em visita oficial no Palácio do Planalto nesta quinta (23)

Lula recebe presidente do Benim em visita oficial no Palácio do Planalto nesta quinta (23)

Presidentes vão tratar da relação comercial entre os dois países e celebrar reabertura da embaixada do país africano no Brasil
VÍDEO: Mariachis e “engolidor de fogo” brigam no meio da rua

VÍDEO: Mariachis e “engolidor de fogo” brigam no meio da rua

Confusão foi registrada no México; artistas estariam disputando espaço para apresentações
Haddad: "Queremos que a economia do RS volte e se recupere o mais rapidamente possível"

Haddad: "Queremos que a economia do RS volte e se recupere o mais rapidamente possível"

Ministro da Fazenda agradeceu ao Congresso por pactuar com projetos para a recuperação do estado na crise climática
Peixe de 100 quilos é encontrado morto na Praia da Boa Viagem, em Niterói

Peixe de 100 quilos é encontrado morto na Praia da Boa Viagem, em Niterói

O animal é da espécie Cherne e foi carregado por garis em uma maca improvisada; veja o vídeo
Anatel confirma criação de novo sistema de alerta de emergências até dezembro para Sul e Sudeste

Anatel confirma criação de novo sistema de alerta de emergências até dezembro para Sul e Sudeste

Atualmente em fase de testes pela Defesa Civil, procedimento deve começar a funcionar justamente quando chuvas de verão atingem regiões
Ex-jogador de beisebol é preso após marcar encontro com adolescente

Ex-jogador de beisebol é preso após marcar encontro com adolescente

Austin Maddox foi flagrado pela polícia quando chegava na casa da suposta vítima, na Flórida (EUA)
Publicidade
Publicidade