Publicidade

Comissão de Segurança aprova projeto de lei contra crime organizado

Pelo texto, de autoria de Sergio Moro, é crime planejar atentado contra agentes públicos

Comissão de Segurança aprova projeto de lei contra crime organizado
Comissão de Segurança do Senado
Publicidade

A Comissão de Segurança Pública do Senado aprovou por unanimidade nesta 4ª feira (12.abr), o Projeto de Lei nº 1.307, de 2023, de autoria do senador Sergio Moro (União-PR), que torna crime o planejamento ou o ajuste para prática de violência ou grave ameaça contra agentes da lei envolvidos no combate ao crime organizado. O texto segue agora para a análise terminativa pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O texto recebeu relatório favorável do senador Efraim Filho (União-PB) e foi apresentado em resposta à denúncia de planejamento de sequestro e assassinato de Moro e outras autoridades. Uma operação da Polícia Federal (PF) desarticulou o plano da facção. Segundo as investigações a ação seria em retaliação ao trabalho exercido pelo e-juiz à época em que Moro atuava como ministro da Justiça e Segurança Pública, no governo Bolsonaro. 

O projeto que sugere alterações na Lei de Organizações Criminosas, além de criminalizar o planejamento das ações, garante proteção aos agentes que estão na linha de frente no combate às organizações criminosas, como policiais, juízes, promotores, em atividade ou aposentados, que enfrentam situação de risco.

A proposta de Moro ainda prevê pena de reclusão de três a oito anos para quem impede ou, de qualquer forma, embaraça a investigação de crime envolvendo organização criminosa, desde que isso não seja feito por meio de crime mais grave.

O senador paranaense chama atenção para a falta de punição severa, atualmente, para atos preparatórios de graves atentados contra agentes públicos e avalia que a proposta deve inibir ações desta natureza. 

"Se a polícia [hoje] descobrir um plano de um grupo criminoso para assassinar um juiz, ela teria, em princípio, que aguardar o início da execução do crime antes de interferir para o que o fato se configure como penalmente relevante, o que coloca o agente público em grave risco. Propomos a antecipação da punição, para que a mera conspiração ou o ajuste para a sua prática sejam considerados crimes autônomos, sem prejuízo da aplicação da pena para os crimes planejados caso tentados ou consumados", afirmou Sergio Moro.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
justiça
sergio moro
crime organizado
congresso
senado
comissão de segurança

Últimas notícias

Dólar fecha a R$ 5,60, com alta influenciada por apagão cibernético e temor fiscal

Dólar fecha a R$ 5,60, com alta influenciada por apagão cibernético e temor fiscal

Ganho diário foi de 0,3% nesta sexta; acúmulo semanal chegou a 3,2%
Após fala de Maduro sobre banho de sangue, Lula diz que “os venezuelanos devem eleger quem eles quiserem”

Após fala de Maduro sobre banho de sangue, Lula diz que “os venezuelanos devem eleger quem eles quiserem”

Presidente brasileiro falou no evento no interior de São Paulo. Nicolás Maduro disse que haverá "banho de sangue" na Venezuela se ele não ganhar as eleições
Apagão interrompeu programação de veículos de comunicação pelo mundo

Apagão interrompeu programação de veículos de comunicação pelo mundo

O canal de notícias Sky News, que opera em países de língua inglesa, chegou a ficar fora do ar no mundo inteiro
Tempo deve seguir firme em quase todo o Brasil no fim de semana

Tempo deve seguir firme em quase todo o Brasil no fim de semana

Cenário deve durar até o início da semana que vem
Ataque com drone reivindicado pelos houthis do Iêmen deixa um morto em Tel Aviv

Ataque com drone reivindicado pelos houthis do Iêmen deixa um morto em Tel Aviv

O dispositivo foi detectado pelo Exército israelense, mas “uma falha humana” impediu o acionamento dos sistemas de interceptação e defesa
MG pede ao STF nova prorrogação para renegociar dívida com governo federal

MG pede ao STF nova prorrogação para renegociar dívida com governo federal

Prazo se encerra em 1º de agosto, mas estado pede mais 27 dias
Exclusivo: SBT mostra testes das novas câmeras corporais da PM que permitem apagar ocorrências

Exclusivo: SBT mostra testes das novas câmeras corporais da PM que permitem apagar ocorrências

Seis concorrentes alegam que a empresa vencedora do pregão foi beneficiada; ouvidor diz que vai pedir revisão do processo
Idosa é baleada no Rio de Janeiro após assalto a casa lotérica

Idosa é baleada no Rio de Janeiro após assalto a casa lotérica

Dois homens fugiam da polícia quando começou o confronto
 Número de eleitores jovens no Brasil aumenta 78,16%

Número de eleitores jovens no Brasil aumenta 78,16%

Voto é facultativo para população com 16 e 17 anos
Brasil suspende parte de exportações de frango após caso da doença de Newcastle no RS

Brasil suspende parte de exportações de frango após caso da doença de Newcastle no RS

Ministério declarou emergência zoossanitária no Rio Grande do Sul, por 90 dias, devido à detecção da doença
Publicidade
Publicidade