Publicidade

PF e polícia de SP prendem ladrões de cargas acusados de sequestros e mortes

Operação Cacaria cumpre 13 ordens de prisão contra grupo que cometia crimes em série; roubo a carro-forte iniciou investigação

PF e polícia de SP prendem ladrões de cargas acusados de sequestros e mortes
PF Op Cacaria
Publicidade

Um grupo de ladrões de carga que agia com violência nas ações em rodovias de São Paulo é alvo, nesta quinta-feira (23), da Operação Cacaria, da Polícia Federal (PF) e do Gaeco, do Ministério Público de São Paulo. Nos ataques, criminosos sequestravam os motoristas de caminhões, agrediam e até matavam as vítimas.

Desde as 6h, 140 policiais da PF, da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual e Polícia Rodoviária Federal (PRF) estão nas ruas para cumprir 13 ordens de prisão e 18 de buscas e apreensões, nas cidades de Osasco, Barueri, Guarulhos e São Paulo. Nas casas dos alvos, foram apreendidas armas, como simulacros.

Os criminosos começaram a ser investigados depois de um roubo de carga em Itapecerica da Serra (SP), em dezembro de 2023. O grupo especializado em roubo de cargas e caminhões da PF, em Campinas (SP), assumiu o caso e descobriu que eles agiam na região metropolitana da capital paulista e no interior, sempre com muita violência.

De janeiro a abril, o grupo teria cometido pelo menos dez roubos, durante as apurações que resultaram na Operação Cacaria. Num deles, no início de fevereiro, em São Lourenço da Serra (SP), o motorista foi morto e o corpo localizado no canteiro do Rodoanel Mário Covas, quatro dias depois. Outra vítima foi brutalmente agredida e acabou internada na UTI por uma semana, com diversos ossos quebrados.

Violência e medo

Os alvos da Cacaria tinham como perfil crimes violentos, segundo apurou a PF. Em pontos de redução de velocidade nas rodovias, como próximos dos pedágios, de subida íngreme ou mesmo em locais de parada de descanso dos motoristas, eles rendiam e sequestravam os condutores.

Os motoristas eram levados para cativeiros "em matagais próximos aos locais dos roubos", onde sofriam ameaças de morte e agressões, em alguns casos, até que as cargas e veículos fossem encaminhados a esconderijos. Houve também cobrança de transferências via Pix, como sequestro.

Em dois ataques do grupo feitos sequencialmente, em Juquitiba (SP), no dia 24 de janeiro, e em São Lourenço da Serra (SP), em 25 de janeiro, as vítimas rendidas para os roubos foram mantidas reféns no mesmo local, em um matagal.

O delegado Edson de Souza, da PF em Campinas, explicou que os criminosos, para evitarem o rastreamento das cargas e veículos roubados, usavam um equipamento bloqueador de sinais, chamado jammer.

Ao todo, o grupo especializado em roubo de cargas da PF identificou dez ataques do grupo em quatro meses.

Crimes sob investigação:

  • Itapecerica da Serra (SP) - 2/12/23
  • Juquitiba (SP) - 24/1/24
  • São Lourenço da Serra (SP) - 25/1/24
  • São Lourenço da Serra (SP) - 9/2/24 (caso latrocínio)
  • São Paulo (capital) - 19/2/24
  • Juquitiba (SP) - 21/3/24
  • Itapecerica da Serra (SP) - 22/3/24
  • Juquitiba (SP) - 27/3/24
  • Tatuí (SP) - 3/4/24
  • Sumaré (SP) - 3/4/24
  • Itapecerica da Serra (SP) - 11/4/24

Entre os alvos da Cacaria, estão ladrões, dois supostos receptadores e distribuidores de peças dos veículos roubados e dois envolvidos na morte de um dos caminhoneiros. Os acusados podem responder na Justiça por crimes de associação criminosa, roubo e latrocínio, segundo a PF, com penas, somadas, que podem chegar a 50 anos de prisão,.

O nome da operação, Cacaria, "significa grupo de ladrões, em referência à atuação da associação criminosa".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia Federal
Roubo
Polícia Militar
PRF
Ministério Público

Últimas notícias

Senado aprova Novo Ensino Médio com carga de 2.400 horas e espanhol obrigatório

Senado aprova Novo Ensino Médio com carga de 2.400 horas e espanhol obrigatório

Como o texto foi alterado, o projeto, agora, retorna à Câmara dos Deputados para uma nova votação
Conselho de Ética arquiva processo contra Fernanda Melchionna por “familícia Bolsonaro”

Conselho de Ética arquiva processo contra Fernanda Melchionna por “familícia Bolsonaro”

Ação foi movida pelo PL por ofensas em discussão com deputado Eduardo Bolsonaro e com senador Flávio Bolsonaro
Polícia apreende 200 kg de cocaína em supermercado de São Paulo

Polícia apreende 200 kg de cocaína em supermercado de São Paulo

Investigadores surpreenderam os traficantes que faziam a entrega da droga no estacionamento do local
Câmara do DF aprova projeto que permitirá mudanças urbanísticas drásticas em Brasília

Câmara do DF aprova projeto que permitirá mudanças urbanísticas drásticas em Brasília

Se sancionada, a lei liberará que prédios no setor hoteleiro possam aumentar de 3 para 12 andares e que comércios se instalem em área de embaixadas
Argentina retira sigilo de documento sobre atentados em associação judaica

Argentina retira sigilo de documento sobre atentados em associação judaica

Mais de 80 pessoas morreram no ataque; investigação mostra que os explosivos passaram Brasil
Moraes recua e libera conteúdo com denúncias contra Lira

Moraes recua e libera conteúdo com denúncias contra Lira

O ministro havia mandado derrubar um vídeo e dois textos sobre supostas agressões do presidente da Câmara à ex-esposa
Câmera de clínica de saúde mental flagra funcionário assediando paciente

Câmera de clínica de saúde mental flagra funcionário assediando paciente

Polícia de Pernambuco indiciou o homem por estupro de vulnerável, mas ele está foragido
Justiça de SP prende suspeitos de falsificar assinatura para soltar narcotraficante do PCC

Justiça de SP prende suspeitos de falsificar assinatura para soltar narcotraficante do PCC

O documento é um habeas corpus que autorizava a libertação de "Fuminho", braço direito do PCC
Governo da Argentina entrega ao Itamaraty lista de foragidos pelos ataques de 8 de janeiro

Governo da Argentina entrega ao Itamaraty lista de foragidos pelos ataques de 8 de janeiro

Relação com cerca de 60 nomes foi redirecionada ao Supremo Tribunal Federal (STF). Brasil deve pedir extradição de investigados e condenados
Veja o que e quem está por trás de Divertida Mente 2

Veja o que e quem está por trás de Divertida Mente 2

Reunimos 14 (ou mais) curiosidades sobre um dos filmes mais fofos do ano
Publicidade
Publicidade