Publicidade

Distribuidora de energia paulista será investigada por suposta omissão

Ministério Público abrirá investigação e deputados estaduais vão convocar o presidente da empresa

Distribuidora de energia paulista será investigada por suposta omissão
Árvores caídas após temporal
Publicidade

Promotores do Ministério Público de São Paulo iniciam nesta semana uma investigação para apurar se a concessionária Enel foi omissa no restabelecimento de energia para os consumidores na cidade de São Paulo e em outros 23 municípios da região metropolitana depois do temporal de 6ª feira (3.nov). 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

No inquérito que será aberto, os promotores querem saber o motivo de tantos consumidores terem ficado dias sem energia e se a Empresa tem a quantidade suficiente de empregados para atender as demandas emergenciais. Mais de 2 milhões de pessoas foram afetadas nesses últimos três dias e cerca de 500 mil residências ainda estão sem energia. De acordo com o MP-SP, a urgência exigia a contratação de equipes extras para a retomada rápida do serviço. 

Já a CPI da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), que investiga a Enel sobre o atraso da empresa nos planos de aterramento de fios na cidade, aprovou requerimento de convocação do presidente da Enel para ser ouvido ainda neste mês de novembro. A Comissão revelou que em 2010, antes da privatização, a Eletropaulo tinha 7 mil empregados. Em 2022, o total de empregados caiu para 4.400 funcionários e, em 2023, a concessionária conta com 3.900 trabalhadores. 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
notícias
enel
falta de energia são paulo
cpi
ministério público

Últimas notícias

PF apreende R$ 15 mil em dinheiro falso e faz buscas contra suspeito de envolver menor de idade em esquema

PF apreende R$ 15 mil em dinheiro falso e faz buscas contra suspeito de envolver menor de idade em esquema

Mandado de busca e apreensão foi realizado em Cariacica, Espírito Santo, e faz parte da fase ostensiva da Operação Mico Leão
PF intima líder do MBL a depor em inquérito que apura suposta difamação contra Lula

PF intima líder do MBL a depor em inquérito que apura suposta difamação contra Lula

Renan Santos deve ser ouvido em setembro; movimento contesta acusações
Polícia pede prisão preventiva de suspeitos de matar motorista de aplicativo

Polícia pede prisão preventiva de suspeitos de matar motorista de aplicativo

Felipe Gambeta Malheiro e Gustavo Moreira Cardozo são acusados de provocar acidente que resultou na morte de Ednaldo de Souza Mendes, no dia 13 de julho
Brian Rodríguez: atacante uruguaio cobiçado pelo Corinthians é investigado por estupro

Brian Rodríguez: atacante uruguaio cobiçado pelo Corinthians é investigado por estupro

Caso teria ocorrido em maio, no México. Time paulista está disposto a pagar 5 milhões de euros por 50% dos direitos econômicos do atleta
25 de julho: entenda em 5 pontos a importância do Dia da Mulher Negra

25 de julho: entenda em 5 pontos a importância do Dia da Mulher Negra

No Brasil, mulheres pretas e pardas sofrem mais violência, são maioria dos desempregados e minoria entre políticos e juízes
Operação da Polícia Militar deixa três mortos no morro do Juramento (RJ)

Operação da Polícia Militar deixa três mortos no morro do Juramento (RJ)

Outros cinco suspeitos foram presos; foram apreendidos três fuzis, duas pistolas e drogas
Sequestro de bebê: médica pediu exoneração de universidade no começo do mês

Sequestro de bebê: médica pediu exoneração de universidade no começo do mês

Neurologista era professora efetiva da Universidade Estadual de Goiás desde 2019 e agora está presa
Governo bate recorde histórico de arrecadação em junho: R$ 208,8 bilhões

Governo bate recorde histórico de arrecadação em junho: R$ 208,8 bilhões

Valor representa um aumento real (acima da inflação) de 11,02% frente ao mesmo período de 2023; recorde do semestre também foi batido
Paraguaios trabalhavam sem receber salário em fábrica clandestina de cigarros no RJ

Paraguaios trabalhavam sem receber salário em fábrica clandestina de cigarros no RJ

Eles foram resgatados pela Polícia Militar; grupo teve os celulares retirados e foi levado vendado até o local
Idec considera “falácia” e uma "punição coletiva" o adiamento da Meta AI no Brasil

Idec considera “falácia” e uma "punição coletiva" o adiamento da Meta AI no Brasil

Entidade de defesa do consumidor diz que justificativa da empresa de tecnologia é “questionável”
Publicidade
Publicidade