Publicidade

Morre em casa o escritor Carlos Sussekind, aos 87 anos

Autor foi responsável pelo romance experimental "Armadilha para Lamartine" 

Morre em casa o escritor Carlos Sussekind, aos 87 anos
Autor faleceu em casa no dia 25 de maio devido a problemas cardíacos | Reprodução Facebook
Publicidade

Morreu, aos 87 anos, o escritor e tradutor carioca Carlos Sussekind em decorrência de problemas cardíacos. De acordo com suas filhas, Adriane e Simone, o autor faleceu serenamente em casa no dia 25 de maio. Sussekind chegou a ser socorrido pelo SAMU, mas não resistiu.

Carlos era neto do escritor e co-fundador da Academia Brasileira de Letras, Lúcio de Mendonça e filho de um famoso jurista, também chamado de Carlos Sussekind. Após abandonar os estudos na Universidade Federal do Rio de Janeiro, estreou com o romance "Os ombros altos", de 1960.

Para sua obra mais famosa, "Armadilha para Lamartine", de 1975, o autor utilizou, além de sua biografia, parte do diário de seu pai, que alcançava cerca de 30 mil páginas escritas. O conjunto que compõe a edição final do livro, publicado atualmente pela Companhia das Letras e considerado um dos experimentos literários mais ousados da década de 1970, totaliza pouco mais de 300 páginas.

Confira outras obras do autor:

- O que pensam vocês que ele fez (1994), relançado pela Companhia das Letras;
- O Anti-Natal de 1951 (1994), publicado originalmente no "Caderno de Sábado" do Jornal da Tarde, de São Paulo, e incorporado à coletânea Contos para um natal brasileiro;
- O autor mente muito (2001), com participação do psicanalista Francisco Daudt.
 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
brasil
escritor
carlos sussekind
morte
rj

Últimas notícias

Assalto com granada deixa dois feridos em Copacabana, no Rio

Assalto com granada deixa dois feridos em Copacabana, no Rio

Bandido que estava com o explosivo conseguiu fugir; vítima foi encaminhada para o Hospital Municipal Miguel Couto
Atleta australiano amputa parte do dedo para participar das Olimpíadas de Paris

Atleta australiano amputa parte do dedo para participar das Olimpíadas de Paris

O jogador de hóquei Matt Dawson quebrou o dedo semanas antes do início dos Jogos Olímpicos
SP: Feira busca tutores para cães resgatados no Rio Grande do Sul

SP: Feira busca tutores para cães resgatados no Rio Grande do Sul

Pets foram castrados e receberam tratamento após as enchentes
Eleições municipais 2024: partidos poderão realizar convenções a partir de sábado

Eleições municipais 2024: partidos poderão realizar convenções a partir de sábado

Reuniões são necessárias para que legendas e federações possam lançar políticos na disputa e seguem calendário oficial da Justiça Eleitoral
Filha de deputado é encontrada morta no Mato Grosso

Filha de deputado é encontrada morta no Mato Grosso

Polícia Civil ainda apura as circunstâncias da morte da jovem de 26 anos na zona rural da cidade de Nova Mutum
Apagão cibernético afeta coleta de exames em hospital de SP

Apagão cibernético afeta coleta de exames em hospital de SP

Hospital Sírio-Libanês diz que parceiro que faz o serviço enfrentou instabilidade no sistema e coleta foi interrompida; outras unidades funcionam normalmente
"Aproveitar minha família", diz homem que sobreviveu após ter crânio perfurado por estaca de madeira

"Aproveitar minha família", diz homem que sobreviveu após ter crânio perfurado por estaca de madeira

Vitor Soares disse que o acidente aconteceu "muito rápido" e "não teve como reagir"
Presença israelense nos territórios palestinos é ilegal, diz Corte Internacional de Justiça

Presença israelense nos territórios palestinos é ilegal, diz Corte Internacional de Justiça

Órgão máximo da ONU deu parecer consultivo sobre a legalidade da ocupação israelense de 57 anos de Jerusalém Oriental e Cisjordânia ocupada
"Eles que elejam o presidente que quiserem", diz Lula sobre eleições na Venezuela

"Eles que elejam o presidente que quiserem", diz Lula sobre eleições na Venezuela

Para o presidente da República, disputas eleitorais não interferem em julgamento dele sobre relações entre países
Censo aponta que 90% dos quilombolas sofrem com a falta de saneamento básico adequado

Censo aponta que 90% dos quilombolas sofrem com a falta de saneamento básico adequado

Quase 30% não possuem nem abastecimento de água, destinação do esgoto ou coleta de lixo, diz IBGE
Publicidade
Publicidade