Publicidade

Delegados da PF relatam a aliados de Lewandowski incômodo com falta de espaço na Justiça

Composição da pasta tem privilegiado integrantes do Ministério Público e do sistema judiciário. Julgamento no STF sobre controle de investigações está por trás da disputa

Delegados da PF relatam a aliados de Lewandowski incômodo com falta de espaço na Justiça
Publicidade

A disputa entre delegados da Polícia Federal e procuradores chegou ao Ministério da Justiça. Os policiais que circulam nas rodas do poder de Brasília têm mandado recados ao novo comandante da pasta, Ricardo Lewandowski: estão pouco ou nada satisfeitos com a ocupação de postos no ministério. Até aqui, pelas contas feitas por integrantes da PF, servidores do Ministério Público ou do sistema judiciário têm levado a melhor. Os policiais acreditam que até o fim deste mês ficará clara a composição de todos os cargos, incluindo os de terceiro escalão nos estados.

 

Por que isso importa: a equipe de Lewandowski tem no segundo cargo mais importante (e com mais visibilidade) da pasta, o ex-procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mario Sabburro, agora secretário nacional de Segurança, na secretaria-executiva, o ex-secretário-geral da Presidência do STF Manoel Carlos de Almeida Neto, e, na secretaria de Justiça Jean Uema, servidor original do STF.

+ Lewandowski inclui novos apagões em SP em processo contra Enel

Como políticas públicas de segurança e indicações de magistrados nas Cortes passam pelos três a PF se vê isolada das definições mais importantes da pasta na Esplanada.

Os bastidores: o receio dos delegados é que o Ministério Público assim seja supervalorizado nas iniciativas da pasta. Como pano de fundo da disputa, o Supremo Tribunal Federal (STF) julga neste mês de fevereiro três ações que questionam os poderes dos procuradores em instaurar e conduzir inquéritos criminais. O julgamento foi iniciado em janeiro do ano passado. Enquanto Fachin defendeu a autonomia do MP, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e o próprio Lewandowski - na época ainda na Corte - concordaram em estabelecer limites.

No ataque: em uma primeira entrevista, ainda em janeiro, Sarrubbo disse que iria criar um “Gaeco Nacional”. Trata-se do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, que existe no Ministérios Públicos dos estados. Segundo a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), a “medida se mostra inconcebível no âmbito do Ministério da Justiça e Segurança Pública, pois a pasta não pode, por vedação constitucional, se subordinar ou tornar-se uma extensão de outro Poder ou instituição”. A nota da associação foi divulgada em meados de janeiro.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Ricardo Lewandowski
Ministério da Justiça
Polícia Federal

Últimas notícias

STF derruba regras sobre distribuição de vagas na Câmara

STF derruba regras sobre distribuição de vagas na Câmara

Se aprovada a regra, sete deputados federais perderiam os mandatos, mas a decisão só valerá a partir de 2024
Ministro da Educação defende aprovação do Novo Ensino Médio no 1º semestre

Ministro da Educação defende aprovação do Novo Ensino Médio no 1º semestre

Camilo Santana defende avanço rápido de proposta para aplicação em 2025, e atribui medida à melhoria do ensino
Assinar impeachment de Lula e participar do governo é "bizarro", diz Padilha

Assinar impeachment de Lula e participar do governo é "bizarro", diz Padilha

Ministro das Relações Institucionais disse que caso algum parlamentar da base tenha assinado a lista, é sinal de que não quer participar do governo
STJ decide no dia 20 se Robinho cumprirá pena no Brasil por estupro

STJ decide no dia 20 se Robinho cumprirá pena no Brasil por estupro

Ex-jogador da seleção foi condenado a noves anos de prisão por delito cometido na Itália
Ministro da Educação assume erros na divulgação de resultados do Sisu: "Está sendo avaliado"

Ministro da Educação assume erros na divulgação de resultados do Sisu: "Está sendo avaliado"

Camilo Santana citou adequações da nova lei de cotas e disse que a pasta apura internamente as causas da falha
Chuvas fortes devem atingir o Brasil até 4 de março

Chuvas fortes devem atingir o Brasil até 4 de março

Dados do Inmet mostram que grandes acumulados de chuva devem afetar 19 Estados brasileiros, sendo os principais Minas Gerais e os das regiões Norte e Nordeste
Bolsonaro diz que estado de sítio não é crime ao falar sobre "minutas do golpe"

Bolsonaro diz que estado de sítio não é crime ao falar sobre "minutas do golpe"

Ex-presidente voltou a negar que tenha sido dado o primeiro passo, em seu governo, para instauração de um estado de sítio no país
Poder Expresso: Fugitivos de Mossoró despistam há 14 dias o governo federal

Poder Expresso: Fugitivos de Mossoró despistam há 14 dias o governo federal

A força-tarefa que busca os detentos é formada por 540 agentes federais, drones, helicópteros e cães farejadores
Operação da PF mira esquema bilionário de comércio ilegal de ouro

Operação da PF mira esquema bilionário de comércio ilegal de ouro

Uma pessoa foi presa e treze mandados de busca e apreensão foram cumpridos
80% das mulheres não conhecem bem a Lei Maria da Penha, aponta pesquisa

80% das mulheres não conhecem bem a Lei Maria da Penha, aponta pesquisa

Já a Delegacia da Mulher é o serviço mais conhecido entre elas. Entenda o levantamento
Publicidade
Publicidade