Publicidade

SP: GCM é morto a tiros a menos de 100 metros de sede da guarda

Agente foi abordado por bandidos que estavam a pé. Criminoso viu que era um policial e disparou três vezes

SP: GCM é morto a tiros a menos de 100 metros de sede da guarda
Publicidade

Um guarda civil metropolitano (GCM) de São Paulo foi morto a tiros por assaltantes, na zona sul da capital, no domingo (07). O crime foi cometido a menos de 100 metros da sede da corporação.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O agente estava chegando para trabalhar, de moto, nas proximidades da Inspetoria Regional do Campo Limpo, quando foi abordado por criminosos. A vítima, identificada como Rinaldo Aparecido Gomes de Oliveira tinha 56 anos e era subinspetor da guarda.

Os bandidos estavam a pé e um deles estava com um simulacro. Os assaltantes anunciaram o assalto e exigiram o celular, objetos e a moto do guarda. O agente não reagiu, mas um dos criminosos começou a revistá-lo e encontrou e pegou a arma do guarda. Ao perceber que era um agente de segurança, o criminoso disparou três vezes.

Os criminosos fugiram a pé, com a arma do subinspetor. Guardas que estavam na sede ouviram os disparos e encontraram o colega baleado, atingido no abdômen e no rosto. Rinaldo foi levado ao hospital, mas não resistiu. Foram realizadas buscas na tentativa de encontrar os criminosos, sem sucesso. O caso segue em investigação.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia
Crime
Violência
Morte
Vítima
São Paulo
Zona Sul
Guarda Civil Municipal

Últimas notícias

"Últimas ações de Israel em Rafah não cruzam linha vermelha", dizem EUA

"Últimas ações de Israel em Rafah não cruzam linha vermelha", dizem EUA

Governo afirmou que ainda não viu danos extensos ou grande número de mortos deixados por ofensiva israelense
Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Caixa libera Bolsa Família para beneficiários com NIS final 9

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Compras internacionais: Câmara aprova taxação de 20% em valores até US$ 50

Proposta estabelece imposto para compra em sites internacionais, como Shein, AliExpress e Shopee
JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

JBS deverá indenizar família de funcionário morto após sair do trabalho, decide TST

Para a corte, a empresa negligenciou condições adequadas de transporte a trabalhador assassinado enquanto pedalava para casa de madrugada
VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

VÍDEO: clientes têm celulares roubados durante arrastão em restaurante de Pinheiros (SP)

Imagens da câmera de segurança registraram o momento em que um criminoso, armado, abordou um funcionário na rua e entrou com ele no estabelecimento
VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

VÍDEO: Tornados deixam 25 mortos em dois dias nos EUA

Americanos registraram chegada dos ventos e estragos deixados nas cidades. Novas tempestades devem ocorrer na noite desta terça (28)
Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Frente Nacional de Prefeitos se mobiliza para a compra de medicamentos no RS

Secretário da Frente Nacional dos Prefeitos fala ao programa Perspectivas do SBT News
Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Novo ataque de Israel a acampamento de refugiados em Rafah deixa ao menos 21 mortos

Ataque aconteceu enquanto manifestantes, em várias partes do mundo, ainda protestavam contra as 45 mortes provocadas por bombardeio no domingo
Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Covid-19 já matou mais que a dengue no Brasil em 2024

Principais vítimas da covid-19, segundo o Ministério da Saúde, são pessoas que não se vacinaram ou que não completaram o ciclo de imunização
Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Voluntários alertam para diminuição de ajuda humanitária no RS: "Precisamos de mais braços, estamos exaustos"

Quase 50 mil gaúchos permanecem em abrigos no estado; em Porto Alegre, a maior parte dos abrigos são mantidos com doações e o trabalho de voluntários
Publicidade
Publicidade