Publicidade

Imagens mostram crianças e bebês sendo agredidos em creche no Rio Grande do Sul

Cenas de violência foram gravadas pelas câmeras de segurança em dias diferentes

Imagens mostram crianças e bebês sendo agredidos em creche no Rio Grande do Sul
Publicidade

O SBT teve acesso, com exclusividade, às imagens de agressões físicas contra crianças e até bebês de uma escola infantil em Caxias do Sul, na Serra Gaúcha. As cenas de violência foram gravadas pelas câmeras de segurança em quatro dias diferentes.

Uma das imagens mostra uma funcionária agarrando um menino pelos braços e colocando a criança de cabeça para baixo. Depois, ela agride outro aluno na sala de aula com um empurrão.

Outro trecho mostra o momento que uma outra criança leva um tapa no rosto ao se levantar. Na sala de descanso, a professora xinga e puxa uma menina, que chora. Com os pés, a agressora arrasta um dos bebês.

As agressões aconteceram, em outubro, na escola particular que se chama "Colorindo o Mundo". Um pai de aluno teve acesso às imagens das câmeras de segurança. Antes disso, as famílias já suspeitavam dos maus-tratos.

Uma das mães conta que a filha chegava machucada. "Roxos, com marcas. Teve até, uma vez, que ela chegou toda arranhada. A gente chegava, ia lá e comentava sobre o assunto, mas sempre eram elas as culpadas, as crianças que eram as culpadas, que elas mesmas se arranhavam. A gente escutava que elas estavam aprendendo a se defender".

A polícia investigou as denúncias e encaminhou o caso à Justiça. Por envolver menores de idade, não tivemos acesso ao inquérito. As três funcionárias apontadas como responsáveis pelas agressões foram demitidas e a escola fechada temporariamente.

"Nós temos condutas de maus-tratos nessas imagens. Alguns pais procuraram a Polícia Civil porque perceberam conduta dos filhos que podem ter sido vítimas de maus-tratos", afirma a delegada Aline Martinelli.

O advogado da escola disse que a diretora desconhecia a violência contra os alunos e que só viu as imagens depois que a polícia teve acesso./

"Ela não compactua de forma alguma com aquilo que aconteceu. Saber que uma professora faz algo contra um aluno não traz benefício algum pra ela, muito pelo contrário", afirma Airton Barbosa de Almeida.

Não é o que diz amãe de uma ex-aluna. "Todas sabiam, todas conviviam, todas eram coniventes com tudo que tava acontecendo lá", afirma.

Ela conta que a filha chegou a precisar de atendimento médico: "eu fui buscar ela no postinho, elas foram correndo com ela pro pra UBS, sem a minha autorização. Cheguei lá, minha filha estava muito sonolenta e só chorava de medo. Até hoje elas não me deram nenhuma resposta".

Uma outra criança agredida passou a fazer uso de remédios calmantes. "Eles estão traumatizados e é dificil tu tirar um trauma de uma criança, que a criança não entende, né? Sentimento de impotência. poderiam ter matado os nossos filhos, porque nossos filhos eram torturados, todos os dias. Aquilo que a gente via, já era rotina".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Polícia
Criança
Educação
Rio Grande do Sul
Violência

Últimas notícias

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Fila de espera no INSS para concessão de benefícios cai em 2024, diz relatório da Previdência Social

Ao todo, os processos a espera de resposta inicial somam quase 1 milhão e 400, diminuição de 600 mil em relação a 2023
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 67 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 52 mil cada
Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Vídeo: homem morre e bebê é baleado em tiroteio em praça de Fortaleza

Imagens mostram correria no local; estado de saúde da criança é grave
Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Produção de cinema na Argentina está praticamente paralisada

Trabalhadores da área acusam Javier Milei de ter um plano para prejudicar o setor
Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

Divertida Mente 2: saiba tudo sobre o filme que chega aos cinemas na quinta-feira (20)

SBT Brasil visitou os estúdios da Pixar, em Los Angeles, para mostrar como a continuação foi produzida
Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Verão fora de época preocupa lojistas que contam com a venda de roupas de frio

Último inverno rigoroso que garantiu boas vendas foi em 2022. No ano passado, houve queda de 20%
Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Pré-candidata a vereadora e filho são mortos a tiros no RJ

Juliana Silva, conhecida como Nega Juh, foi morta em Nova Iguaçu, na noite deste sábado (15)
Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Número de acidentes em estradas federais tem aumentado

Só no ano passado, foram mais de 65 mil casos, três mil a mais do que em 2022
Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Novos temporais ameaçam a região metropolitana de Porto Alegre

Marinha montou base de operações na região das ilhas de Porto Alegre para auxiliar rapidamente a população
Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Caso Marielle: defesas pedem ao STF rejeição de denúncia e atacam falta de provas e delação inválida

Ministros da 1ª Turma decidem na terça (18) se irmãos Brazão, delegado do Rio e dois ligados à milícia do Rio sentam no banco dos réus como mandantes do crime
Publicidade
Publicidade