Publicidade

Simone Tebet diz que Brasil trabalha para 'encurtar distâncias' na América do Sul

Ministra do Planejamento de Lula está com o presidente em Cúpula do Caribe, na Guiana, e falou ao SBT

Simone Tebet diz que Brasil trabalha para 'encurtar distâncias' na América do Sul
Publicidade

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, afirmou nesta quarta-feira (28) que o governo federal trabalha para "encurtar distâncias" na América do Sul. Tebet acompanhou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva na 46ª Cúpula de Chefes de Governo da Comunidade do Caribe (Caricom), em Georgetown, capital da Guiana. A ministra falou com exclusividade ao SBT.

+ No G20, Haddad defende taxação de bilionários e diz que pobreza deve ser combatida como problema global

Tebet citou a proximidade entre a Guiana e a fronteira com o Brasil e destacou a falta de caminhos adequados atualmente – como estradas asfaltadas. “A partir do momento que encurtamos a distância, fica mais barato importar e exportar."

A delegação brasileira aproveitou a Cúpula do Caribe para intensificar o debate sobre o projeto das rotas de integração sul-americanas, que vão incentivar o comércio nacional entre países da América do Sul e diminuir tempo e o custo do transporte de mercadorias entre o Brasil, os países latinos que fazem fronteira, e a Ásia.

O projeto inclui a construção de infraestruturas de comunicação, rodovias, pontes, portos, hidrovias, aeroportos, ferrovias e linhas de transmissão de energia elétrica, para facilitar a troca de commodities. O foco desse primeiro encontro foi discutir a Rota da Ilha das Guianas, desenhada pelo Ministério do Planejamento, que integrará o norte do Brasil com a Guiana e Suriname.

'Nós estamos na Guiana, junto com o Suriname, e nós vamos ter uma trilateral agora. Eles estão muito interessados em ver de qual forma podem financiar esses projetos”, explicou Tebet.

Essa primeira rota formará uma relação entre Brasil, Guiana, Guiana Francesa e Suriname. Tebet observa a relevância da troca, considerando que Guiana é o país com o PIB que mais cresce no mundo nos últimos anos.

“Eles podem importar do Brasil os produtos que chegariam muito mais baratos, porque o crescimento do país trouxe encarecimento para a vida das pessoas. Então, os trabalhadores da Guiana têm mais dificuldade, porque eles têm dificuldade de plantar. Além de nós podermos exportar para a Guiana commodities, nós também estamos exportando maquinário pesado para auxiliar na área da construção civil”, disse a ministra.

Entenda a proposta da integração de rotas sul-americanas

O Ministério do Planejamento e Orçamento, em parceria com 11 Estados brasileiros que fazem fronteiras com países latinos, traçaram cinco rotas para estimular a troca de commodities. Além da Rota da Ilha das Guianas, estão inclusas:

  • Rota Multimodal Manta-Manaus, contemplando inteiramente o Estado do Amazonas e partes dos territórios de Roraima, Pará e Amapá, interligada por via fluvial à Colômbia, Peru e Equador;
  • Rota do Quadrante Rondon, formado pelos Estados do Acre e Rondônia e por toda a porção oeste de Mato Grosso, conectada com Bolívia e Peru;
  • Rota de Capricórnio, desde os Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina, ligada, por múltiplas vias, a Paraguai, Argentina e Chile; e
  • Rota Porto Alegre-Coquimbo, abrangendo o Rio Grande do Sul, integrado à Argentina, Uruguai e Chile.

O projeto terá o aporte de US$ 50 bilhões (US$ 10 bilhões). O Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o banco de desenvolvimento da América Latina e Caribe (CAF) vão investir R$ 15 bilhões, o que totalizará R$ 30 bilhões. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aplicará R$ 17 bilhões. O Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Plata (Fonplata), R$ 3 bilhões.

Os recursos do BNDES serão para projetos no Brasil e os demais bancos vão apoiar projetos nos demais países, mas também podem financiar obras no Brasil.

O ministério informou que as obras estão incluídas nas outras 9,2 mil do Novo PAC. Para o projeto de integração sul-americana, serão construídos 124 empreendimentos. “É um PAC, com valores para se colocar à disposição dos países vizinhos”, explicou Tebet.

A agenda de discussões também conta com a presença dos ministros da Integração e do Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, e dos Transportes, Renan Filho.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Lula
América Latina
Política
Economia
Guiana

Últimas notícias

Flagra: Porco e cabrito são transportados de forma irregular em SP

Flagra: Porco e cabrito são transportados de forma irregular em SP

Caso foi registrado na rodovia Raposo Tavares, na altura de Cotia; sofrendo, animal de grande porte se debateu por conta do incômodo
Corpos encontrados em barco à deriva no Pará vão ser enterrados nesta quinta-feira (25)

Corpos encontrados em barco à deriva no Pará vão ser enterrados nesta quinta-feira (25)

Até o momento, nenhuma das vítimas foi identificada
Reforma tributária: entenda cinco pontos do projeto de regulamentação

Reforma tributária: entenda cinco pontos do projeto de regulamentação

Haddad entregou ao Congresso primeira proposta elaborada pelo governo; uma das novidades é o IVA, imposto que unifica cinco tributos
Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Número de professores temporários supera o de concursados no DF e outros 14 estados

Dados foram apresentados em nova pesquisa do Todos pela Educação
Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Suspeito de matar psicóloga em Natal é preso

Homem é servidor do Tribunal de Justiça do RN; vítima foi encontrada morta e amarrada
AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

AO VIVO: China envia três astronautas à estação espacial Tiangong nesta quinta (25)

Programa chinês pretende levar nave tripulada à Lua até 2030; Ye Guangfu, Li Cong e Li Guangsu integram o lançamento de hoje
PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

PM acusado de matar esposa e enteada em Goiás vai a júri popular

Crime foi registrado em 2022, em Rio Verde (GO); autor de disparos teria poupado outra criança para causar “sofrimento grande”
Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

Júri popular do bicheiro “Piruinha” será realizado nesta quinta (25)

José Caruzzo Escafura, de 94 anos, é acusado de mandar matar comerciante em 2021 no Rio de Janeiro por dívida de quase meio milhão de reais
Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Petrobras decide sobre dividendos extraordinários e elege novo Conselho de Administração nesta quinta (25)

Retenção do pagamento, em março, provocou fritura do presidente da estatal, Jean Paul Prates; com aval de Lula, CA propõe distribuição de 50%
Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Governo libera segunda parcela do Programa Pé-de-Meia; veja quem recebe

Iniciativa tem como objetivo diminuir evasão escolar e desigualdade social entre jovens
Publicidade
Publicidade