Publicidade

Putin elogia Coreia do Norte por apoio em guerra contra Ucrânia

Presidente russo também alfinetou países ocidentais, dizendo que o plano de isolar Moscou não funcionou

Putin elogia Coreia do Norte por apoio em guerra contra Ucrânia
Vladimir Putin | Flickr
Publicidade

O presidente Vladimir Putin elogiou a Coreia do Norte por apoiar a guerra da Rússia contra a Ucrânia. A declaração foi feita à edição do jornal norte-coreano Rodong Sinmun desta terça-feira (18), horas antes do líder russo embarcar para Pyongyang.

+ "Rússia não está pronta para ser envolvida em processo de paz", diz Zelensky

"Apreciamos muito o apoio inabalável da RPDC [República Popular Democrática da Coreia] à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, sua solidariedade conosco em assuntos internacionais importantes e a disposição de defender nossas prioridades e pontos de vista comuns dentro da Organização das Nações Unidas", disse Putin.

O presidente ainda alfinetou os países ocidentais, dizendo que o plano de isolar a Rússia para pressionar um cessar-fogo na Ucrânia não funcionou. Segundo ele, apesar das sanções, Moscou continua construindo constantemente a capacidade econômica, bem como desenvolvendo indústrias, tecnologias e infraestruturas necessárias”.

"Não importa o quanto eles tentaram, todas as tentativas de conter ou isolar a Rússia falharam”, disse Putin. “Estamos prontos [Rússia e Coreia do Norte] para desenvolver mecanismos alternativos de comércio e acordos mútuos não controlados pelo Ocidente. Iremos nos opor conjuntamente a restrições unilaterais ilegítimas”, acrescentou.

A viagem de Putin à Coreia do Norte foi anunciada pelo Kremlin na segunda-feira (17). A visita levanta preocupações no Ocidente, já que demonstra a crescente parceria de Moscou com o Estado norte-coreano em meio à guerra na Ucrânia.

Desde o início do ano, os Estados Unidos vêm acusando Pyongyang de fornecer armas e munições para a Rússia atacar a Ucrânia, em troca de assistência económica e transferências de tecnologia para o programa de armas nucleares e mísseis. Tal cooperação, segundo a Casa Branca, pode resultar em implicações de segurança preocupantes para a Península Coreana e para a região Indo-Pacífico.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

Rússia
Coreia do Norte
Ucrânia
Guerra
Vladimir Putin

Últimas notícias

Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Parlamento israelense vota contra criação de Estado palestino

Partidos alegaram que ação representaria um perigo existencial para o país, provocando conflito
MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

MEC libera consulta às bolsas ofertadas pelo Prouni; veja como acessar

Programa ofertará mais de 243 mil vagas em universidade privadas do país; inscrições começam em 23 de julho
SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

SBT News na TV: terremoto de 7,3 graus atinge Chile e é sentido por brasileiros

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta sexta-feira (19); assista!
Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Trump promete "maior operação de deportação da história dos EUA" se eleito

Declaração foi feita durante discurso na Convenção Nacional do Partido Republicano
Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Caixa libera parcela do Bolsa Família para beneficiários com NIS final 2

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Mega-Sena acumula e chega a R$ 53 milhões; veja os números sorteados

Quina teve 201 apostas ganhadoras, que vão receber mais de R$ 14 mil cada
Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

Dia Nacional do Futebol: entenda a origem da data comemorativa de 19 de julho

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou o Dia Nacional do Futebol em 1976
No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

No 1º discurso após o atentado, Trump adota discurso moderado e pede que "discórdia" e "divisão" sejam curadas

Ex-presidente também destacou que poderia ter morrido e relembrou detalhes do atentado
Terremoto de 7,3 graus atinge o Chile e é sentido por brasileiros

Terremoto de 7,3 graus atinge o Chile e é sentido por brasileiros

Tremor teve epicentro na região do Atacama, de acordo com o serviço geológico dos Estados Unidos
Kamala deverá formar chapa com governador de Minnesota, aposta analista político

Kamala deverá formar chapa com governador de Minnesota, aposta analista político

A qualquer momento, Biden pode anunciar desistência da candidatura, abrindo caminho para a vice-presidente dos EUA encabeçar a disputa contra Trump
Publicidade
Publicidade