Publicidade

Pai revela segredo à filha antes de morrer: roubei um banco e sou fugitivo

Theodore Conrad causou prejuízo de US$ 215 mil ao Society National Bank em 1969; crime pode ter sido baseado em filme

Pai revela segredo à filha antes de morrer: roubei um banco e sou fugitivo
Divulgação/Marshals Service
Publicidade

Thomas Randele apostou na honestidade ao se despedir da filha. Diagnosticado com câncer de pulmão, o homem revelou, pouco antes de morrer aos 71 anos, que na verdade era Theodore Conrad, um procurado da Justiça por roubar US$ 215 mil (US$ 1,7 milhão, na cotação atual) do Society National Bank em Cleveland, nos Estados Unidos, em 1969.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A revelação do caso aconteceu em 2021, mas foi trazida à tona recentemente por Ashley Randele, a filha de Theodore, no podcast "Smoke Screen: My Fugitive Dad" ("Cortina de Fumaça: Meu Pai Fugitivo", na tradução). Na gravação, Ashley narra a história do pai, que, na época, havia pedido para que a filha prometesse não investigar o caso.

"Ele disse: 'Se eu te falar, você tem que prometer que não vai investigar. Eu não quero que você olhe para nada. Não quero que você conte para ninguém'", disse Ashley no podcast.

Theodore trabalhava como caixa de cofre no Society National Bank na época do crime. Aproveitando que o local não contava com um forte esquema de segurança, ele roubou o dinheiro enquanto fechava a agência na noite de 11 de julho de 1969, uma 6ª feira. Os funcionários do banco deram falta da quantia apenas na semana seguinte, quando Theodore já havia desaparecido.

Segundo o Marshals Service, agência responsável pela investigação do caso, Theodore trocou o nome para Thomas Randele logo após o roubo e viveu uma vida fora dos holofotes. Ele se mudou para Washington e Los Angeles e depois se estabeleceu em um subúrbio na cidade de Boston, onde viveu por 50 anos, antes de morrer e ser identificado pela polícia.

+ Homem mata quatro pessoas da própria família a facadas, nos EUA

"Um ano antes do assalto ao banco em Cleveland, Theodore ficou obcecado pelo filme de Steve Mcqueen de 1968, 'Crown, o Magnífico'. O filme foi baseado no roubo de um banco por um empresário milionário. Theodore viu o filme mais de 12 vezes, a partir daí, começou a se gabar para os amigos sobre como seria fácil roubar um banco, dizendo até mesmo que planejava cometer o crime", disse o Marshals Service.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
antes de morrer
cancer
pai
revela
segredo
filha
roubei banco
fugitivo
eua
society national bank
cleveland
thomas randele
theodore conrad
marshals service
investigaçao

Últimas notícias

Miss Buenos Aires de 60 anos fica sem coroa na etapa nacional

Miss Buenos Aires de 60 anos fica sem coroa na etapa nacional

Modelo viralizou nas redes sociais ao vencer o Miss Universo em abril; prêmio foi para a Magalí Benejam, da província de Córdoba
SBT lança "live da transparência" em tenda de doações

SBT lança "live da transparência" em tenda de doações

Iniciativa transmitirá a movimentação ao vivo na tenda de doações e conferência dos itens no galpão da Jequiti
Histórias Inspiradoras de Adoção: amor e acolhimento transformam vidas

Histórias Inspiradoras de Adoção: amor e acolhimento transformam vidas

No Dia Nacional da Adoção, conheça relatos emocionantes de crianças e adolescentes que encontraram lares repletos de carinho e dedicação
Cachorros resgatados das enchentes do RS são colocados para adoção em feira de Florianópolis

Cachorros resgatados das enchentes do RS são colocados para adoção em feira de Florianópolis

Feira contou com cerca de 40 animais que precisam de um novo lar
Sala Lilás: entenda a função desse espaço de atendimento a mulheres que são vítimas de violência

Sala Lilás: entenda a função desse espaço de atendimento a mulheres que são vítimas de violência

Desde final de abril, Unidades Básicas de Saúde são obrigadas a ter salas. Humanização do atendimento é apontada por especialistas e vítimas como fundamental
Fiéis lotam a Praça da Apoteose durante a Marcha para Jesus, no Rio de Janeiro

Fiéis lotam a Praça da Apoteose durante a Marcha para Jesus, no Rio de Janeiro

Estimativa é de que cerca de 40 mil pessoas participaram da 17ª edição do evento
Desastres naturais forçaram 26 milhões de deslocamentos internos em 2023, diz relatório

Desastres naturais forçaram 26 milhões de deslocamentos internos em 2023, diz relatório

Refúgio climático, que também acontece no Brasil, alerta para a necessidade de uma política nacional de amparo às vítimas de impactos ambientais
Cidades do Vale do Taquari seguem arrasadas pelas inundações no RS

Cidades do Vale do Taquari seguem arrasadas pelas inundações no RS

Moradores contabilizam o caos causado pelas enchentes; Exército vai refazer travessias levadas pelas cheias
Pescadores de Pelotas lamentam perdas pelas chuvas: “Imensidão horrível de água”

Pescadores de Pelotas lamentam perdas pelas chuvas: “Imensidão horrível de água”

Região do Rio Grande do Sul lida com dificuldades por aumento do nível das águas. Em outros locais, população enfrenta situação de frio
Israel ignora decisão da Corte Internacional de Justiça e bombardeia sul de Gaza

Israel ignora decisão da Corte Internacional de Justiça e bombardeia sul de Gaza

Órgão máximo da ONU para deliberar sobre disputas entre Estados havia determinado fim de ataques a Rafah
Publicidade
Publicidade