Publicidade

Rússia alega ter matado 250 soldados ucranianos em Donetsk

Segundo Ministério da Defesa russo, o país repeliu uma contra-ofensiva na região ocupada

Rússia alega ter matado 250 soldados ucranianos em Donetsk
Locais bombardeados pela Rússia, na Ucrânia
Publicidade

A Rússia afirmou nesta 2ª feira (5.jun) ter repelido uma ofensiva das forças ucranianas na região de Donetsk, causando a morte de 250 militares da Ucrânia e a destruição de 16 tanques, três veículos de combate de infantaria e 21 veículos blindados de combate. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"O objetivo do inimigo era romper nossas defesas no setor mais vulnerável, em sua opinião, da frente", porta-voz do ministério da Defesa, Igor Konashenkov, no Telegram. "O inimigo não cumpriu suas tarefas. Não teve sucesso."

Ainda segundo o ministério, o suposto ataque a Donetsk começou na manhã de domingo. 

As alegações não puderam ser verificadas de forma independente e as autoridades ucranianas não confirmaram nenhum ataque, mas os relatórios alimentaram as especulações de que uma grande operação terrestre ucraniana poderia estar em andamento como parte de uma contra-ofensiva antecipada.

Um vídeo publicado pelo Ministério da Defesa ucraniano mostrou soldados colocando um dedo nos lábios em sinal de silêncio. "Planos amam o silêncio", dizia na tela. "Não haverá anúncio do início."

O Centro de Comunicações Estratégicas das Forças Armadas da Ucrânia disse no Telegram que as forças russas estavam "intensificando suas informações e operações psicológicas".

"Para desmoralizar os ucranianos e enganar a comunidade (incluindo sua própria população), os propagandistas russos espalharão informações falsas sobre a contra-ofensiva, suas direções e as perdas do exército ucraniano. Mesmo que não haja contra-ofensiva", dizia um comunicado no Telegram.

* Com informações da Associated Press

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
guerra-na-ucrania
ataque
kremlin
rússia
contra-ofensiva
mortes
soldados
ucranianos

Últimas notícias

Marido é sequestrado um dia depois do casamento

Marido é sequestrado um dia depois do casamento

Padrinho e testemunha do casamento também foram raptados; crime foi cometido enquanto mulher entregava buquê para pintura
Implosão do submersível Titan completa 1 ano: relembre a tragédia

Implosão do submersível Titan completa 1 ano: relembre a tragédia

Cinco pessoas morreram no acidente; investigações sobre a expedição continuam nos Estados Unidos
Justin Timberlake é preso em Nova York

Justin Timberlake é preso em Nova York

Cantor foi detido por estar dirigindo embriagado e está sob custódia da polícia local
Brasil registrou 127 homicídios por dia em 2022, diz Atlas da Violência

Brasil registrou 127 homicídios por dia em 2022, diz Atlas da Violência

Estudo também destaca mais de cinco mil mortes classificadas como "ocultas", quando a causa não foi esclarecida
Comerciante é vítima de fake news após assalto em joalheria

Comerciante é vítima de fake news após assalto em joalheria

Homem teve fotos e vídeos divulgados nas redes sociais como se fosse assaltante
Lula critica "taxa das blusinhas", mas sinaliza que não deve vetar medida: "Assumi compromisso"

Lula critica "taxa das blusinhas", mas sinaliza que não deve vetar medida: "Assumi compromisso"

Presidente admitiu acordo para cobrar 20% de PIS/Cofins em projeto do Mover; petista também falou sobre derrota no PL das "saidinhas"
Bill Gates aposta em startup para construir usina nuclear nos Estados Unidos

Bill Gates aposta em startup para construir usina nuclear nos Estados Unidos

Projeto visa construir unidade energética em uma antiga usina de carvão em Wyoming para atender a crescente demanda por eletricidade do país
Pauta de costumes "não tem nada a ver com realidade que estamos vivendo", comenta Lula sobre PL do aborto

Pauta de costumes "não tem nada a ver com realidade que estamos vivendo", comenta Lula sobre PL do aborto

Para presidente, debate é "cru" e assunto deveria ser razões que motivam necessidade do procedimento: "Estamos retrocedendo nesta pauta"
Lula diz que presidente do Banco Central tem lado político e trabalha para prejudicar o Brasil

Lula diz que presidente do Banco Central tem lado político e trabalha para prejudicar o Brasil

Presidente da República afirmou que Roberto Campos Neto pode se tornar um "novo Sergio Moro"
Danilo Forte fala ao Perspectivas sobre Reforma Tributária e PL do "devedor contumaz"; assista ao vivo

Danilo Forte fala ao Perspectivas sobre Reforma Tributária e PL do "devedor contumaz"; assista ao vivo

Deputado dá detalhes sobre evento em que participou com Bernard Appy, secretário extraordinário da Reforma Tributária
Publicidade
Publicidade