Publicidade

Ucrânia pede reunião da ONU para conter "chantagem nuclear" da Rússia

Segundo Ucrânia, intenções de Putin "não podem deixar de causar preocupação especial"

Ucrânia pede reunião da ONU para conter "chantagem nuclear" da Rússia
Ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba (Divulgação/Governo da Ucrânia)
Publicidade

O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia divulgou uma nota, neste domingo (26.mar), em que pede a "convocação imediata" de uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança da ONU para conter "a chantagem nuclear do Kremlin". No sábado (25.mar), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, afirmou que pretende posicionar armas nucleares táticas no território de Belarus, que faz fronteira com a Ucrânia.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Segundo o governo ucraniano, a declaração "é mais um passo provocativo do criminoso regime de Putin, que mina os princípios do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, a arquitetura de desarmamento de armas nucleares e o sistema de segurança internacional como um todo".

"Tais intenções não podem deixar de causar preocupação especial para toda a comunidade mundial, porque a Rússia as declara sob as condições de continuar sua guerra agressiva não provocada contra a Ucrânia", complementa o Ministério das Relações Exteriores, na nota divulgada neste domingo.

Nela ainda, a pasta apela à sociedade de Belarus que impeça a implementação da intenção manifestada por Putin no sábado, e ao G7 e à União Europeia que alertem as autoridades belarussas sobre "as consequências de longo alcance" para Belarus se aceitarem armas nucleares táticas da Rússia em seu território nacional.

Veja a nota na íntegra:

As últimas declarações da Federação Russa sobre a intenção de implantar armas nucleares táticas no território de Belarus são mais um passo provocativo do criminoso regime de Putin, que mina os princípios do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, a arquitetura de desarmamento de armas nucleares e o sistema de segurança internacional como um todo.

Tais intenções não podem deixar de causar preocupação especial para toda a comunidade mundial, porque a Rússia as declara sob as condições de continuar sua guerra agressiva não provocada contra a Ucrânia. Apesar dos horríveis crimes contra a humanidade e crimes de guerra com que o Kremlin acompanha esta guerra de agressão contra um Estado soberano, a Rússia demonstra a sua incapacidade de vencer no campo de batalha.

A Ucrânia apela à sociedade belarussa para impedir a implementação de intenções criminosas relativas ao posicionamento de armas nucleares no território de Belarus, em violação das suas obrigações decorrentes do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, que tornará ainda mais este país um refém do Kremlin e têm consequências catastróficas para o seu futuro.

Apelamos aos países do Grupo dos Sete e à União Europeia para alertar as autoridades belarussas sobre as consequências de longo alcance para Belarus se elas concordarem em aceitar armas nucleares táticas da Rússia em seu território.

A Ucrânia espera ações efetivas para conter a chantagem nuclear do Kremlin pela Grã-Bretanha, China, EUA e França, em particular, como membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, que têm uma responsabilidade especial de prevenir ameaças de agressão com o uso de armas nucleares. Exigimos a convocação imediata de uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança da ONU para esse fim.

A Ucrânia pede a todos os membros da comunidade mundial que provem ao criminoso regime de Putin a inaceitabilidade categórica de suas próximas provocações nucleares e que tomem medidas decisivas para deter e impedir efetivamente qualquer possibilidade de uso de armas nucleares pelo Estado agressor.

A Rússia mais uma vez confirma sua incapacidade crônica de ser um administrador responsável de armas nucleares como meio de dissuasão e prevenção da guerra, não como uma ferramenta de ameaças e intimidação. O mundo deve se unir contra aquele que ameaça o futuro da civilização humana.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
mundo
ministério
relações exteriores
ucrânia
guerra-na-ucrania
rússia
chantagem nuclear
belarus
armas nucleares
intenção
vladimir putin
g7
união europeia
reunião

Últimas notícias

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (24); assista!
Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Primeiro-ministro israelense concedeu entrevista a uma emissora do país pela primeira vez desde o início da guerra
Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Paralisação nacional começou em abril. Retorno às aulas depende de decisão interna de cada instituição
Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Propostas de reajuste para as duas categorias foram aprovadas por 89 votos a 15
Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Ensaio clínico apontou que uma injeção semestral de lenacapavir deu proteção total contra o vírus
Número de peregrinos mortos na Arábia Saudita passa de 1.300

Número de peregrinos mortos na Arábia Saudita passa de 1.300

O ministro da Saúde saudita, Fahd bin Abdurrahman Al-Jalajel, disse que 83% das mortes são de peregrinos não autorizados
CNJ vai apurar esquema alvo da Polícia Federal de venda de sentenças no TJ paulista

CNJ vai apurar esquema alvo da Polícia Federal de venda de sentenças no TJ paulista

Luis Felipe Salomão, corregedor nacional de Justiça, abriu processo disciplinar contra desembargador Ivo de Almeida, afastado pelo STJ
“Achei que ela estava morta”, diz mãe após filha ser atacada por XL American Bully, no Reino Unido

“Achei que ela estava morta”, diz mãe após filha ser atacada por XL American Bully, no Reino Unido

A garota teve ferimentos em todo o corpo e espera por terapia há mais de um ano
Manifestantes voltam às ruas neste domingo contra projeto que equipara aborto a homicídio

Manifestantes voltam às ruas neste domingo contra projeto que equipara aborto a homicídio

Além de pressionar pelo arquivamento do projeto, os protestos criticaram o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL)
Publicidade
Publicidade