Publicidade

Emissões de gases de efeito estufa precisam diminuir 43% até 2030, diz IPCC

Aumento da temperatura global no limite de 1,5ºC já deve promover danos irreversíveis ao planeta

Emissões de gases de efeito estufa precisam diminuir 43% até 2030, diz IPCC
Mesmo que as mudanças sejam implementadas de forma ambiciosa, quase todos os cenários apontam que a temperatura global irá ultrapassar os 1,5ºC entre 2030 e 2035 | Pexels
Publicidade

A comunidade científica fez um novo alerta para conter a emergência climática no mundo. Em relatório divulgado nesta 2ª feira (20.mar), o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) apontou que, até 2030, as emissões de gases de efeito estufa precisam diminuir 43%, uma vez que o carbono já existente, somado ao projetado para os próximos anos, já é suficiente para aumentar a temperatura mundial.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Isso significa que a Terra estaria mais exposta, aumentando os riscos para sistemas naturais e humanos. Com o clima apenas 1,5ºC mais quente, alguns danos já serão irreversíveis, sobretudo em ecossistemas de resiliência baixa, como polos, montanhas e costas impactadas por degelo ou por aumento do nível do mar. Por este motivo, os cientistas apelam por ações que contenham o aumento da temperatura.

Além dos gases de efeito estufa, o IPCC aponta para a ampliação de três a seis vezes mais do que é investido em serviços de mitigação, bem como para políticas públicas que reduzam o uso de transporte público e incentivem a mobilidade ativa, como o uso de bicicletas. A entidade cita ainda a importância de campanhas de conscientização sobre consumo exagerado, para que as pessoas adotem modelos de vida de baixo carbono.

O cenário, no entanto, não é animador. Mesmo que as mudanças sejam implementadas de forma ambiciosa, quase todos os cenários apontam que a temperatura global irá ultrapassar os 1,5ºC entre 2030 e 2035, ainda que temporariamente. No momento, por exemplo, a taxa já atinge 1,1ºC acima da era pré-industrial. Caso atinja 2ºC, o risco de impactos na biodiversidade, extinção de espécies e perda de ecossistemas aumenta ainda mais.

Com o aumento do aquecimento, cada região também deve experimentar cada vez mais mudanças simultâneas e múltiplas, como ciclones, tempestades extratropicais e incêndios florestais. Além disso, com o degelo, o nível do mar, projetado para subir a cada 100 anos, pode aumentar anualmente em mais de metade do planeta até 2100.

+ Desmatamento na Amazônia cresce 7% e registra pior fevereiro desde 2007

"A mensagem que fica, por parte dos cientistas, é de que cada fração de um grau de aquecimento importa. Não estamos preparados para a devastação climática que significa ultrapassar 1,5ºC. Vai nos custar mais vidas, tanto humanas quanto de inúmeras outras espécies", alerta Stela Herschmann, especialista em política climática do Observatório do Clima.

 Relatório é o último da década

O Sexto Relatório de Avaliação do IPCC é uma síntese dos principais pontos revistos das conclusões prévias de 278 cientistas de 65 países. O documento, de 37 páginas, se trata de um apanhado dos últimos seis relatórios publicados pelo painel e funciona como uma "mensagem final" dos cientistas nesta década. Isso porque, segundo o grupo, o próximo ciclo de análise só deve começar a ter resultados por volta de 2028.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
emissoes
gases de efeito estufa
diminuir
43%
2030
ipcc
mudanças climaticas

Últimas notícias

Nova massa de ar quente deve elevar temperaturas em até 7ºC nos próximos dias

Nova massa de ar quente deve elevar temperaturas em até 7ºC nos próximos dias

Noites e madrugadas continuarão geladas devido à menor incidência de radiação solar
Primeira pesquisa após atentado contra Trump indica empate técnico com Biden

Primeira pesquisa após atentado contra Trump indica empate técnico com Biden

Ataque não provocou grandes mudanças nas intenções de voto, mas aumentou preocupação com violência
Ramagem presta depoimento à PF nesta quarta (17) sobre "Abin paralela" de Bolsonaro

Ramagem presta depoimento à PF nesta quarta (17) sobre "Abin paralela" de Bolsonaro

Deputado federal e ex-diretor da agência fala à Polícia Federal após nova fase da operação Última Milha e divulgação de áudio com Bolsonaro
ENGANOSO: Presos que aparecem em vídeo não são ex-membros da Suprema Corte de El Salvador

ENGANOSO: Presos que aparecem em vídeo não são ex-membros da Suprema Corte de El Salvador

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Brasil Agora: governo terá de cortar gastos, mas Lula resiste; Trump, o atentado e a convenção

Brasil Agora: governo terá de cortar gastos, mas Lula resiste; Trump, o atentado e a convenção

Confira essas e outras notícias que serão destaque nesta quarta-feira (17)
+Milionária sorteia prêmio de R$ 245 milhões nesta quarta-feira (17)

+Milionária sorteia prêmio de R$ 245 milhões nesta quarta-feira (17)

Apostas podem ser feitas até as 19h em casas lotéricas ou pela internet
Hóspedes são encontrados mortos em hotel 5 estrelas na Tailândia

Hóspedes são encontrados mortos em hotel 5 estrelas na Tailândia

Polícia aponta para envenenamento com cianeto; corpos são de cidadãos vietnamitas
Carpinteiro atingido por estaca de madeira na cabeça deixa o CTI

Carpinteiro atingido por estaca de madeira na cabeça deixa o CTI

Vitor Soares do Nascimento precisou passar por cirurgia de emergência para retirada do objeto; quadro de saúde é estável
Com R$ 362 milhões, "Divertida Mente 2" se torna maior arrecadação em bilheterias da história no Brasil

Com R$ 362 milhões, "Divertida Mente 2" se torna maior arrecadação em bilheterias da história no Brasil

Nova animação da Disney/Pixar já foi assistida por 18 milhões de espectadores
Nota Fiscal Paulista libera R$ 46,5 milhões em créditos; veja como resgatar

Nota Fiscal Paulista libera R$ 46,5 milhões em créditos; veja como resgatar

Valor é referente às compras realizadas em março de 2024 e ficará disponível para transferência por um ano
Publicidade
Publicidade