Publicidade

OMS alerta para retrocesso na vacinação infantil e aumento de doenças

Mais de um quarto da cobertura de vacinas contra o HPV alcançada em 2019 foi perdida

OMS alerta para retrocesso na vacinação infantil e aumento de doenças
Maior parte das crianças que sofrem de déficit vacinal vive em países de baixa e média renda | Agência Brasil
Publicidade

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta para a queda significativa de vacinação infantil no mundo. Segundo a entidade, o cenário, considerado como um retrocesso, é procedente da crise de covid-19 e da desinformação em relação à imunização, que está fazendo com que os pequenos deixem de receber a vacina de outras doenças.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

No geral, a proporção de crianças que receberam as três doses da vacina contra a difteria, o tétano e a poliomielite (DTP) caiu de 86% em 2019 para 81% em 2021. Como resultado, 25 milhões de crianças perderam uma ou mais doses do imunizante por meio de serviços de vacinação de rotina somente no ano passado.

A maior parte das crianças que sofrem de déficit vacinal vive em países de baixa e média renda, como Índia, Nigéria, Indonésia, Etiópia e Filipinas. Entre as nações com os maiores aumentos no número de menores que não receberam uma única vacina entre 2019 e 2021 estão Mianmar e Moçambique.

Globalmente, mais de um quarto da cobertura de vacinas contra o HPV alcançada em 2019 foi perdida. Os autores apontam para graves consequências para a saúde de mulheres e meninas, já que a cobertura global da primeira dose da vacina contra papilomavírus humano (HPV) é de apenas 15%, apesar das primeiras vacinas terem sido licenciadas há mais de 15 anos.

"Isso é um alerta vermelho para a saúde infantil. Estamos assistindo à maior queda contínua da imunização infantil em uma geração", declarou Catherine Russell, diretora executiva do Fundo de Emergência Internacional das Nações Unidas para a Infância (Unicef). "As consequências serão medidas em número de vidas", frisou.

+ Número de casos de varíola dos macacos no Brasil sobe para 310

Como razões para o declínio na taxa de imunização, a OMS aponta para o aumento de conflitos internos, desinformação e problemas da oferta ou continuidade de cuidados em relação à pandemia de covid-19. O relatório aponta que a baixa cobertura levou, por exemplo, a surtos evitáveis de sarampo e poliomielite nos últimos 12 meses.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
oms
alerta
queda
vacinaçao infatil
aumento
doenças
hpv
tetano
poliomielite
covid

Últimas notícias

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Lula lamenta morte do pai do ex-governador do Rio Sergio Cabral

Em nota de pesar, o presidente da República ressaltou, entre outros atributos, a “irreverência” na carreira do jornalista, que faleceu aos 87 anos
Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Atentado a Trump eleva valor do bitcoin, que supera o patamar de US$ 60 mil

Segundo analistas, chance de retorno do ex-presidente ao poder aumentou, e ele é a favor da desregulamentação do mercado financeiro
Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Responsável por atentado contra Trump agiu sozinho, afirma FBI

Thomas Matthew Crooks, de 20 anos, foi o atirador que tentou assassinar Donald Trump
Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Presidente da Itália, Sergio Mattarella, chega ao Brasil neste domingo

Esta é a primeira visita de um chefe de Estado italiano ao país em 24 anos
Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

Romildo Magalhães, ex-governador do Acre, morre aos 78 anos

O político faleceu na tarde deste domingo (14) em decorrência de complicações da diabetes
Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

Biden diz que investigadores terão todos recursos para apurar atentado contra Trump

"Deixem o FBI fazer o seu trabalho", diz presidente dos EUA. Segurança de convenção republicana será reforçada
Itamaraty condena ataque a Gaza com mais de 90 mortos e quase 300 feridos

Itamaraty condena ataque a Gaza com mais de 90 mortos e quase 300 feridos

Em nota, a pasta declarou que “o governo de Israel segue sabotando o processo de paz e o cessar-fogo no Oriente Médio”
Presidentes do Congresso e do STF condenam atentado contra Trump

Presidentes do Congresso e do STF condenam atentado contra Trump

Pacheco alertou para sucessão de "atos extremistas que vêm se repetindo mundo afora"
Atirador que tentou matar Trump carregava explosivos em seu carro

Atirador que tentou matar Trump carregava explosivos em seu carro

Thomas Matthew Crooks atingiu o ex-presidente de raspão, feriu gravemente duas pessoas presentes e causou a morte de outra
Atentado contra Trump diminui chances de trocar Biden por Kamala, diz analista político

Atentado contra Trump diminui chances de trocar Biden por Kamala, diz analista político

Segundo Arick Wierson, atual presidente americano deverá usar a tentativa de assassinato para ostentar sua experiência em momentos turbulentos
Publicidade
Publicidade