Publicidade

Militares são presos em operação contra garimpo ilegal no Amazonas

Outras três pessoas foram presas na ação e 34 acampamentos ilegais foram desmantelados

Militares são presos em operação contra garimpo ilegal no Amazonas
garimpo ilegal
Publicidade

Cinco pessoas foram presas -- entre elas dois militares do Exército -- em uma operação contra o garimpo ilegal, no Amazonas. A ação foi realizada pela Nacional de Segurança em conjunto com o Instituto Chico Mendes. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A operação na Floresta Nacional de Urupadi, no sul do estado, durou cinco dias e desmantelou 34 acampamentos ilegais, que possuíam televisões e acesso à internet. Os agentes destruíram máquinas, duas pistas de pouso clandestinas e queimaram as estruturas no local, onde também apreenderam armas e munições. 

De acordo com a Força Nacional de Segurança, cerca de 50 km² foram devastados. Cerca de 50 garimpeiros foram identificados na região, mas apenas cinco foram presos. Eles foram multados em R$ 3,6 milhões e responderão criminalmente. 

Em nota, o Exército informou não compactuar com atos ilegais por parte de seus membros. Uma investigação interna também foi instaurada, paralela às investigações na esfera civil. 

O Exército também afirmou que um dos militares presos não está listado em nenhuma unidade por estar inativo desde 2011 e o outro será alvo de processo para ser excluído do serviço ativo porque tem condenação na Justiça Militar superior a 2 anos. 

*Com informações da Agência Brasil

Leia também: 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

militares
presos
operacao
garimpo
ilegal
amazonas
policia
sbtnews
portalnews
brasil
exercito

Últimas notícias

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Projeto permite novo fim para benefício de R$ 50 a trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos
Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Rei Charles III realiza o tradicional discurso no Parlamento

Monarca leu as principais propostas redigidas pelo novo governo trabalhista
TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

TSE vai enviar representantes para acompanhar eleições na Venezuela

Pleito presidencial acontece no dia 28 de julho e é alvo de preocupação do Brasil
Para analista político, eleitor de Bolsonaro não vê Ramagem como traidor

Para analista político, eleitor de Bolsonaro não vê Ramagem como traidor

Aryell Calmon falou ao Poder Expresso sobre o apoio bolsonarista ao candidato à prefeitura do Rio de Janeiro (RJ). Deputado gravou conversa com ex-presidente
Dólar fecha em alta de 1,02% com impacto de falas de Lula e juros nos EUA

Dólar fecha em alta de 1,02% com impacto de falas de Lula e juros nos EUA

Moeda americana encerrou o pregão desta quarta-feira (17) cotada a R$ 5,48
Publicidade
Publicidade