Publicidade

RJ: jovem sofre racismo em loja de departamento em shopping

Testemunhas confirmam que a mulher sofreu discriminação

RJ: jovem sofre racismo em loja de departamento em shopping
Mulheres em um provador de roupa
Publicidade

Uma jovem negra sofreu racismo dentro de um provador de uma loja de departamento do Madureira Shopping, no Rio de Janeiro (RJ), no último sábado (12.nov).

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

A vítima estava provando roupas quando foi acusada por uma funcionária branca das lojas Renner, de furtar peças. A acusadora a empurrou, jogou a bolsa de Awdrey Ribeiro, de 21 anos, no chão e começou e revistá-la.

Foi encontrado um casaco, que pertencia à vítima e, inclusive, era de outra marca. A agressora insistiu em dizer que ela tinha roubado a peça de roupa. Segundo Awdrey, outras pessoas - brancas - estavam nos provadores, mas nenhuma sofreu a intimidação e acusação da atendente.

Testemunhas começaram a gravar a ação. Quando a funcionária percebeu estar rodeada e sendo filmada por outras pessoas, tentou mudar a versão, dizendo que foi levar uma placa com o número de roupas que ela iria provar, mas a vítima já estava com uma.

"Eu me senti humilhada e constrangida. E eu fiquei com medo. Porque ela estava me acusando que eu não cometi. Se não tivessem outras pessoas ali gravando, testemunhas, seria a minha palavra contra a dela e eu poderia nem estar aqui conversando com você. Poderia estar presa", lamentou Awdrey.

Segundo a advogada de Awdrey, nenhuma testemunha foi ouvida durante o inquérito. Outro agravante da situação é que o caso que não foi registrado como racismo, mas como calúnia. De acordo com Alexandra Ferreira Gregório, a polícia não quis ouvir nenhum dos presentes no momento da situação, sendo ouvidas apenas a vítima e a agressora. A justificativa dada é que havia poucos profissionais para colher depoimentos.

A defensora também pediu a prisão em flagrante da agressora, algo que não ocorreu, mesmo "sendo a prática de um ato discriminatório em razão da cor da pele", explicou. "Ela foi discriminada sim, porque nunca uma pessoa branca passaria por isso", complementou a advogada.

O delegado Edézio Ramos afirmou que as envolvidas foram ouvidas e que a polícia trabalha para buscar outras testemunhas e registros de câmeras de segurança "para desdobrar essa história e descobrir exatamente o que de fato aconteceu".

O agente acrescentou que "se a conduta da segurança da loja teve uma motivação racial, a gente precisa identificar isso, se aconteceu de fato ou não. Se isso aconteceu, ela pode responder por uma injúria preconceituosa ou por um crime da 7716", fazendo referência ao dispositivo de lei que tipifica o racismo. 

A rede de lojas Renner emitiu uma nota "lamentando profundamente" o caso e informando que a funcionária foi demitida.

LEIA TAMBÉM: 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

policia
crime
racismo
loja
shopping
madureira
rio de janeiro
renner
jovem
departamento
discriminação
portalnews

Últimas notícias

MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

MEC divulga edital do Prouni referente ao segundo semestre de 2024; veja cronograma

Programa ofertará mais de 243 mil bolsas em universidade privadas do país
EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

EUA: vice de Trump aceita formalmente nomeação para chapa do Partido Republicano

Em discurso, JD Vance expressou gratidão ao ex-presidente pela indicação e fez críticas à administração Biden
SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

SBT News na TV: Ramagem presta depoimento à PF sobre "Abin paralela"

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta quinta-feira (18); assista!
Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Caixa inicia pagamentos do Bolsa Família de julho; veja quem recebe

Recurso pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente
Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Passageiro de carro envolvido em acidente em SP comprou três garrafas de bebida em bar

Comanda do bar mostra que Felipe Gambeta Malheiro, que inicialmente se apresentou como condutor do veículo, comprou duas garrafas de vodka e uma de licor
Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Vídeo: Idoso de 84 anos é agredido por homem na zona sul de São Paulo

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento da discussão e das agressões
Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ramagem deixa a Polícia Federal após seis horas de depoimento sobre "Abin paralela"

Ex-diretor da Abin é apontado com um dos supostos chefes do núcleo político montado na agência para espionar ilegalmente desafetos do governo Bolsonaro
Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

Procurador de Minas Gerais pede desculpas em vídeo por agressão a funcionária em cinema

A gravação é parte de um acordo extrajudicial firmado entre o agressor e a vítima, de 25 anos
Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Lula se reúne com INSS e PF para tratar de ‘pente-fino’ nos benefícios sociais

Encontro será realizado nesta quinta-feira (18), às 9h30, e terá ainda a presença de seis ministros
Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Senado aprova uso de vale-cultura para pagar ingressos esportivos

Projeto permite novo fim para benefício de R$ 50 a trabalhadores que ganham até cinco salários mínimos
Publicidade
Publicidade