Publicidade

CGU e Polícia Federal criam grupo integrado para enfrentar crimes de corrupção e desvio de recursos

Portaria foi assinada durante solenidade comemorativa ao Dia Internacional do Combate à Corrupção

CGU e Polícia Federal criam grupo integrado para enfrentar crimes de corrupção e desvio de recursos
CGU e Polícia Federal criam grupo integrado para enfrentar crimes de corrupção e desvio de recursos (Guilherme Resck/SBT News)
Publicidade

O ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Vinicius Marques de Carvalho, e o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Andrei Augusto Passos Rodrigues, assinaram nesta 5ª feira (7.dez) uma portaria conjunta que cria um grupo integrado para enfrentar os crimes de corrupção e desvio de recursos públicos no âmbito do Executivo federal. A assinatura ocorreu no Teatro Poupex, no Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília, durante solenidade comemorativa ao Dia Internacional do Combate à Corrupção.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Segundo a secretária-executiva da CGU, Vânia Vieira, a portaria visa a maximizar os esforços das duas instituições no combate à corrupção e desvio de recursos públicos, aproveitando a expertise dos servidores de ambas. Sua criação, disse, é a construção de uma espécie de força-tarefa integrada para que CGU e PF "possam agora entregar ainda mais para o Estado e a sociedade brasileira".

Conforme Vânia, "a corrupção cada vez mais se torna sofisticada, complexa, e exige também dos órgãos de Estado que aprimorem os seus mecanismos, conjuguem esforços". Ainda de acordo com ela, a CGU possui núcleos de investigação nas Controladorias da União em todos os estados brasileiros e "esses servidores muito valiosos e muito especializados passam agora a atuar de forma mais integrada, de forma mais estratégica sob a coordenação desse grupo constituído hoje".

Em coletiva de imprensa após o evento, Vinicius Marques de Carvalho explicou que, em relação ao combate à corrupção, já há hoje ações realizadas em conjunto da PF com a CGU nos estados, e a ideia ao criar o grupo é que a Polícia Federal e a Controladoria-Geral possam, "atuando a partir de Brasília também, de uma cooperação no topo das instituições, conduzir ainda ações mais estratégicas que tenham escala e eventualmente possam enfrentar ilícitos de corrupção com abrangência nacional".

"Essa parceria reafirma o nosso compromisso e os laços históricos da PF com a CGU de maneira a otimizar os nossos recursos e com isso buscar uma maior efetividade das nossas ações. A parceria já existe, agora ela é robustecida, dá um passo à frente, de maneira que desde agora, atuando a partir desses elementos, as nossas equipes trabalharão ainda mais intensamente", pontuou Andrei na coletiva.

Questionados sobre se possuem uma estimativa de quantos servidores participarão do grupo, o ministro da CGU disse que a instituição possui um núcleo de operações especiais em todos os estados do país e em Brasília há uma secretária toda voltada para a aplicação da Lei Anticorrupção, e que todas as pessoas que atuam nesses núcleos e na secretaria estarão "engajadas".

"Então é uma equipe bastante razoável. A CGU, para vocês terem uma ideia, tem hoje no total mais ou menos 2 mil servidores, então a gente vai montar a equipe para cada situação concreta dependendo da necessidade. Mas todo mundo está à disposição para tocar essa agenda", complementou.

Com o grupo, ressaltou Andrei, a expectativa é ter mais operações conjuntas da PF com a CGU e uma melhora na qualidade desse tipo de operação. "Otimizando todos os nossos meios, trabalhando ainda mais proximamente entre as duas agências e, com isso, viabilizando ações mais concretas, mais efetivas ao longo do ano. Então nós estamos, como ministro bem colocou, com os nossos times já trabalhando em conjunto. Nós temos também nas 27 capitais, em mais de 100 delegacias, unidades específicas para esse tipo de enfrentamento, e todo o nosso time, toda a nossa equipe, a partir aqui da nossa diretoria de enfrentamento ao crime organizado, estará atuando e, conforme a situação, dimensionamento local dos times".

Parceria com o INSS

Na coletiva após a solenidade, a secretária-executiva da CGU explicou que o órgão está assinando uma parceria inédita com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), ara que possam somar esforços monitorando a concessão de benefícios. "Nós temos trilhas de auditoria hoje que já detectam casos de fraudes na concessão de benefícios, na revisão também. Então o que a gente vai fazer agora, mais uma vez, é imprimir ainda mais inteligência, eficiência, usando tecnologias inovadoras, para que a gente possa aí também contribuir para prevenir fraudes no INSS, na concessão de benefícios", complementou.

Solenidade

Entre as autoridades que compuseram o dispositivo de honra da solenidade no Teatro Poupex hoje, estavam Vinicius Marques de Carvalho; Andrei Augusto Passos Rodrigues; Vânia Vieira; o presidente da FHE Poupex, general de Exército Valério Trindade; o secretário nacional de Justiça, Augusto de Arruda Botelho; e a procuradora-geral federal, Adriana Venturini.

No evento, além da portaria que cria o grupo integrado, foi assinada uma conjunta CGU-PGF (Procuradoria-Geral Federal) que estabelece procedimento a ser adotado pelas unidades de auditoria interna e pelas procuradorias federais junto às autarquias e às fundações públicas federais em processos que tramitam no Tribunal de Contas da União (TCU). Assinaram este ato Vânia Vieira e Adriana Venturini.

Leia também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
noticias
cgu
pf
polícia federal
corrupção
segurança
combate
portarias
solenidade
criação
grupo
parceria
guilherme-resck
governo

Últimas notícias

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

Barbeiro transforma ponto de taxi em barbearia após perder comércio em Porto Alegre

No dia 4 de maio deste ano, Laio viu tudo o que tinha ficar embaixo d'água, inclusive sua residência
Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Com hospitais alagados, gestantes e recém-nascidos são atendidos em abrigos no RS

Uma das crianças atendidas tem 11 dias de vida e nem chegou a usar o enxoval, que foi totalmente perdido nas enchentes
Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

Imposto de renda: 17 milhões de contribuintes ainda não entregaram declaração; veja dicas

No dia 31 de maio, encerra-se o prazo para declarar o IRPF 2024; escritórios de contabilidade têm ampliado a capacidade de atendimento
Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

Enquanto o Sul do Brasil enfrenta os efeitos da chuva, outras partes do mundo sofrem com a seca

No México, por exemplo, mais de 22 milhões de pessoas podem ficar sem água nas próximas semanas
Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Santa Catarina recebe mais de 400 famílias afetadas pelas chuvas no RS

Estado vem fazendo um mapeamento para distribuir auxílios conforme a demanda de cada um dos gaúchos
Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Irã mata 7 pessoas na forca; ONG denuncia aumento de execuções

Penas teriam sido aplicadas neste sábado (18); das 7 vítimas, 2 seriam mulheres
Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Flores são projetadas no Cristo para lembrar combate ao abuso sexual de crianças

Ação faz parte da campanha de mobilização nacional. Do início de 2024 até agora, o Disque 100 recebeu mais de 11 mil denúncias
Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Chuvas no RS: Força-tarefa encontra galão de água sendo vendido a R$ 80

Ação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) contra preços abusivos autuou 65 estabelecimentos
Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Municípios do RS discutem plano para dar novas moradias aos afetados pelas chuvas

Relatório da Confederação Nacional dos Municípios aponta que mais de 100 mil casas foram danificadas ou completamente destruídas
Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Cantor Arlindinho denuncia que filha de 9 anos foi vítima de racismo em escola

Filho de Arlindo Cruz relatou o fato nas redes sociais; escola se manifestou por meio de nota
Publicidade
Publicidade