Publicidade

Dino defende ações do governo na segurança pública: "Nem só inteligência, nem só força"

Ministro da Justiça tem sido alvo de críticas em meio a crises de violência na Bahia e no Rio de Janeiro

Dino defende ações do governo na segurança pública: "Nem só inteligência, nem só força"
Dino defende ações do governo na segurança pública: Nem só inteligência, nem só força (Wilson Dias/Agência Brasil)
Publicidade

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, alvo de críticas em meio a crises de violência na Bahia e no Rio de Janeiro, usou seu perfil na rede social X (antigo Twitter), na manhã desta 2ª feira (2.out), para defender ações do governo na segurança pública. "Nem só 'inteligência', nem só 'força'", escreveu. Ele lança, ainda hoje, o Programa Nacional de Enfrentamento das Organizações Criminosas.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

Dino lembrou a existência da Política Nacional de Segurança Pública e disse que ela está sendo executada "com planos, programas e ações articuladas, sem descuidar das imprescindíveis ações emergenciais".

"Chamar esse esforço de 'sopa de letrinhas', além de ser panfletário, desrespeita dezenas de profissionais que estão se dedicando ao tema com seriedade e responsabilidade", continuou.

O ministro declarou achar "equivocado o argumento de que o controle responsável sobre armas está sendo executado lentamente". "Qualquer crítico cuidadoso olharia os números e leria os sucessivos decretos editados em poucos meses, antes de escrever um texto sério sobre o assunto", completou.

Dino reforçou que o ministério está sempre aberto ao diálogo, "ouvindo os profissionais e especialistas da segurança pública". "Inteligência em segurança pública não é uma espécie de 'pedra filosofal', que exclui a necessidade de uso comedido e proporcional da força. Nem a força é uma 'pedra filosofal' que implique dar tiros a esmo, sem inteligência", ponderou.

Nesse domingo (1º.out), o ministro também utilizou o X para rebater críticas. Em longo post, enumerou ações do governo ao longo de 2023 e refutou medidas como a federalização da segurança pública.

"Ademais, seria inconstitucional, à luz do artigo 144 da Carta Magna. Segundo tais 'especialistas', o governo federal pode ultrapassar suas competências constitucionais e impor políticas aos governadores, embora ninguém diga como isso funcionaria", explicou.

Dino também chamou de "tese estranha" a responsabilização das polícias pelo avanço das organizações criminosas. "É injusto e não é construtivo. Como fazer segurança pública sem as polícias? Ou contra as polícias? No atual momento, com o rumo certo que temos adotado, o desafio é de implementação, que demanda pés no chão, serenidade e tempo", disse.

Leia também:

+ Em um mês, Bahia registrou mais mortes do que dez estados brasileiros em 2022

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
noticias
flávio dino
segurança pública
ministério da justiça
bahia
rio de janeiro
felipe moraes

Últimas notícias

"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

"Pausas táticas não aliviam situação humanitária em Gaza", diz OMS

Combates paralelos e contínuo deslocamento forçado de civis dificultam a entrega de ajuda na região
Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Intenção de consumo das famílias cresce 0,5% em junho e mantém índice positivo

Resultado foi influenciado pelo acesso ao crédito e pelo aquecimento do mercado de trabalho
Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

Brasil ultrapassa marca de 6 milhões de casos de dengue em 2024

SP e MG seguem liderando ranking de infecções; número de mortes confirmadas chega a 4 mil
Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Ataques contra igrejas e sinagogas deixam mais de 15 mortos na Rússia

Homens armados invadiram os locais na tarde de domingo (23); autoridades investigam o caso
Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Caixa libera Bolsa Família de junho para beneficiários com NIS final 6

Valor pode ser sacado em agências bancárias ou movimentado virtualmente; calendário também conta com Auxílio Gás
SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

SBT News na TV: Professores das universidades federais decidem encerrar greve

Confira o que foi notícia ao longo do dia e os assuntos que serão destaque nesta segunda-feira (24); assista!
Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Netanyahu diz que combate intenso contra o Hamas está perto do fim, mas que guerra continuará

Primeiro-ministro israelense concedeu entrevista a uma emissora do país pela primeira vez desde o início da guerra
Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Universidades federais: professores decidem encerrar greve

Paralisação nacional começou em abril. Retorno às aulas depende de decisão interna de cada instituição
Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Professores de ensino básico e técnico de instituições federais aceitam acordo e anunciam fim da greve

Propostas de reajuste para as duas categorias foram aprovadas por 89 votos a 15
Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Testado na África, novo medicamento contra HIV alcança 100% de eficiência

Ensaio clínico apontou que uma injeção semestral de lenacapavir deu proteção total contra o vírus
Publicidade
Publicidade