Publicidade

Rui Costa: programa de investimento em infraestrutura sai até final de maio

Governo vai lançar o chamado "novo PAC" buscando agregar de forma consistente concessões

Rui Costa: programa de investimento em infraestrutura sai até final de maio
Rui Costa fala ao microfone (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Publicidade

O ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, disse nesta 4ª feira (12.abr) que o novo programa de investimento em infraestrutura será lançando até o final de maio e, diferentemente do que ocorreu com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o governo vai lançá-lo buscando "agregar de forma forte, consistente, concessões". Outra novidade, disse o ministro, é que ele prevê investimentos com parceria público-privada no âmbito federal.

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O programa ainda não tem um nome. Costa ressaltou que a imprensa está chamando de "novo PAC". O anterior, pontuou, "tinha quase que exclusivamente a sua carteira voltada e lastreada no orçamento da União".

As afirmações foram feitas durante discurso no Abdib Fórum 2023, em Brasília. Ainda na ocasião, falouque infreaestrutura é questão de Estado, não de governos. "Portanto, "para projetos de infraestrutura, nós precisamos ter previsibilidade no tempo, segurança jurídica e a dimensão que nós somos um país continental, com realidades sociais e econômicas absolutamente diferentes", pontuou.

"Somos uma federação que muitas vezes no plano federal se esquece de que somos uma federação. E há uma tendência sempre grande de buscar, a partir do plano federal, engessar, colocar camisa de força ou reduzir modelos a um só modelo, como se o país fosse um só".

De acordo com Rui Costa, a concepção do governo "é dar liberdade, é dar opções, é dar flexibilidade para que em cada região do país se encontre aquela modelagem de infraestrutura adequada àquela solução econômica, financeira e aquela realidade local".

Por isso, segundo ele, o presidente lula (PT) assinou na semana passada "o novo decreto do saneamento". "Para que abra o leque de oportunidades de modelagem para o investimento privado no abastecimento de água, na infraestrutura e nas soluções de reciclagem de resíduos sólidos".

Em outro momento no discurso, o ministro disse que o Brasil voltará fazer ferrovias, "porque não é possível pensar num país competitivo, sem pensar numa infraestrutura com ferrovia, com porto".

Obras paradas

Outro tema abordado por Rui Costa foram as obras paradas no Brasil. São cerca de 16 mil, dentre as quais 4 mil apenas na educação. "Nós estaremos publicando nos próximos dias, depois do retorno do presidente [da China], uma MP para que os valores dessas obras sejam atualizados, porque a lei não permitia uma escola de R$ 8 milhões que, se há 6 , 7 anos, quando ela foi iniciada, custava R$ 4 milhões, não é possível ficar insistindo que o prefeito vai arrumar recurso para concluir essa obra, porque ele não vai", ressaltou.

Dessa forma, de acordo com o ministro, ou o governo atualiza o valor, "ou essa creche, essa escola, o hospital não será concluído". "Portanto, nós vamos montar um marco legal, prevê a atualização dos valores dessas obras e imediatamente reiniciá-las. E queremos, na sua grande maioria, vê-las concluídas ainda este ano".

Reunião

Rui Costa explicou também que, na 3ª feira (11.abr), fez "uma grande reunião com as agências reguladoras". "Que nós estamos abrindo um processo de renegociação dos contratos de obras e concessões já licitadas. Ontem, com a ANTT, identificamos dos 16 mil km de obras licitadas, temos 4 mil que são contratos que anda estão de pé, mas ainda estamos sem suas metas alcançadas, a população prejudicada, e eventualmente muitas delas judicializadas, sem solução há muitos anos", complementou.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
governo
economia
programa
investimento
infraestrutura
rui costa
ministro chefe
casa civil
evento
obras paradas
reunião
agências reguladoras
guilherme-resck

Últimas notícias

Lula volta a defender exploração de petróleo na Margem Equatorial: "Chance de o Brasil crescer"

Lula volta a defender exploração de petróleo na Margem Equatorial: "Chance de o Brasil crescer"

Presidente também critica discussões sobre economia que não levam em consideração questões sociais e diz que Brasil deve crescer de forma distribuída
Saidinha temporária: mais de 100 presos são recapturados no 1º dia por violar regras

Saidinha temporária: mais de 100 presos são recapturados no 1º dia por violar regras

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de SP, 35 mil foram soltos, devendo retornar aos presídios na próxima segunda-feira (17)
Governo confirma exoneração de Neri Geller de secretaria após cancelamento do leilão de arroz

Governo confirma exoneração de Neri Geller de secretaria após cancelamento do leilão de arroz

O também ex-deputado federal vinha recebendo pressão por parceria societária entre filho e negociador da arrematação
Google oferece vagas de trabalho no Brasil; saiba como se inscrever

Google oferece vagas de trabalho no Brasil; saiba como se inscrever

Postos no modo presencial e híbrido estão nos escritórios de São Paulo (SP), no novo Centro de Engenharia que abre em 2026, e em Belo Horizonte (MG)
Navios de guerra e submarino nuclear da Rússia chegam a Cuba para exercícios navais

Navios de guerra e submarino nuclear da Rússia chegam a Cuba para exercícios navais

Incursão militar acontece pouco depois dos EUA autorizarem a Ucrânia a usar armas fornecidas pelo país para atacar territórios russos
Complexo da Maré: Fachin determina que Castro explique operação

Complexo da Maré: Fachin determina que Castro explique operação

Ação para localizar envolvidos em roubos nas vias expressas da cidade terminou com três mortos, entres eles, um policial
O que é coqueluche, doença que voltou apresentar casos no Brasil?

O que é coqueluche, doença que voltou apresentar casos no Brasil?

Conhecida também como tosse convulsa, é uma doença respiratória altamente contagiosa
Presidente da Anatel fala ao Perspectivas sobre combate a ligações abusivas e ações contra pirataria; assista

Presidente da Anatel fala ao Perspectivas sobre combate a ligações abusivas e ações contra pirataria; assista

Carlos Baigorri também conversa com a jornalista Paola Cuenca sobre 5G, apoio à Justiça em ações e desinformação sobre papel da agência
Maquiadora de Djidja Cardoso diz à polícia que não faz parte de "seita"

Maquiadora de Djidja Cardoso diz à polícia que não faz parte de "seita"

Suspeita prestou depoimento em delegacia de Manaus; ela já havia sido presa em maio, mas foi solta para cuidar do filho
STF retoma julgamento da revisão do FGTS nesta quarta (12); entenda

STF retoma julgamento da revisão do FGTS nesta quarta (12); entenda

A ação tem importância fiscal para o governo; placar está 3 a 0 pelo cálculo de rendimentos equiparável ao da poupança
Publicidade
Publicidade