Publicidade

"Uma lavagem de alma extraordinária", diz Lula sobre decisão do comitê da ONU

O ex-presidente participou de evento de anúncio de apoio do partido Rede à sua pré-candidatura à Presidência

"Uma lavagem de alma extraordinária", diz Lula sobre decisão do comitê da ONU
O ex-presidente Lula em evento do partido Rede (Foto: SBT News/ Larissa Arantes)
Publicidade

O ex-presidente Lula (PT) afirmou nesta 5ª feira (28.abril) que a "decisão da ONU pra mim foi uma lavagem de alma extraordinária". O pré-candidato do PT à Presidência da República participou de evento de anúncio de apoio do partido Rede à sua pré-campanha em Brasília  

O Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas decidiu que o processo penal contra Lula, conduzido pelo ex-juiz e ex-ministro do governo do presidente Jair Bolsonaro, Sergio Moro, violou direitos do petista como o de ser julgado por um tribunal imparcial, além do direito à privacidade e também os direitos políticos. 

"Embora os Estados tenham o dever de investigar e processar os atos de corrupção e manter a população informada, especialmente em relação a um ex-chefe de Estado, tais ações devem ser conduzidas de forma justa e respeitar as garantias do devido processo legal", disse o membro do Comitê Arif Bulkan.

Lula discursou no evento que foi organizado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que integra a coordenação de sua campanha, e falou brevemente sobre o comitê da ONU ao final de sua fala nesta 5ª feira. 

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

O ex-presidente abordou diversos assuntos e criticou Bolsonaro. O petista destacou que o presidente "não discute" a situação do país e que "vive de mentiras". Lula fazia referência à alta da inflação e dos preços da gasolina, do gás de cozinha e dos alimentos. "Agora temos essa figura, que eu não vou falar o nome dele, que levanta todo santo dia para contar no mínimo 7 mentiras por dia. Não tem nenhum compromisso com a verdade. Não tem interesse em responder nenhuma pergunta de nenhum jornalista", disse Lula. 

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
lula
onu
sergio moro
decisão
larissa-arantes

Últimas notícias

Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio chega a R$ 47 milhões

Mega-Sena não tem ganhadores e prêmio chega a R$ 47 milhões

Prêmio acumulado será sorteado no sábado (15)
Brasília tem manifestação contra PL que equipara aborto ao crime de homicídio

Brasília tem manifestação contra PL que equipara aborto ao crime de homicídio

Grupo se reuniu em frente ao Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios, na noite desta quinta (13)
Mulher fica sem roupa em aeroporto após ser impedida de embarcar; veja vídeo

Mulher fica sem roupa em aeroporto após ser impedida de embarcar; veja vídeo

Ela estava prestes a pegar um voo de volta para o Vietnã quando se revoltou e tirou as roupas
Vítimas de violência doméstica serão prioridade em cirurgia reparadora no SUS

Vítimas de violência doméstica serão prioridade em cirurgia reparadora no SUS

A atualização na Lei Maria da Penha já garantia o direito ao procedimento e, agora, assegura a preferência na fila de espera
Na contagem regressiva para as Olimpíadas, atletas revelam ansiedade para as competições

Na contagem regressiva para as Olimpíadas, atletas revelam ansiedade para as competições

São 241 vagas garantidas para o Brasil e 219 atletas já estão classificados, sendo 127 mulheres, 85 homens e sete pessoas do hipismo, com gênero a definir
Yasmin Aparecida: família cai em golpe e perde R$ 2 milhões arrecadados para tratamento

Yasmin Aparecida: família cai em golpe e perde R$ 2 milhões arrecadados para tratamento

Menina de 11 anos foi diagnosticada com neuroblastoma -- um tipo de câncer raro, que cresce em partes do sistema nervoso ou nas glândulas adrenais
Número de refugiados no Brasil mais que dobrou em um ano, diz Ministério da Justiça

Número de refugiados no Brasil mais que dobrou em um ano, diz Ministério da Justiça

Segundo o órgão, a maioria é de origem venezuelana
Pacheco diz que aborto é diferente de homicídio e defende discussão longa no Senado

Pacheco diz que aborto é diferente de homicídio e defende discussão longa no Senado

Presidente da Casa negou possibilidade de que projeto passe com urgência, se chegar para análise dos senadores
Críticas contra PL que iguala aborto a homicídio invadem redes sociais

Críticas contra PL que iguala aborto a homicídio invadem redes sociais

Hashtags #PLdoEstuproNão e #CriançaNãoÉMãe ficaram entre os assuntos mais comentados do X nesta quinta (13)
Deputadas de esquerda e de direita debatem aborto após estupro

Deputadas de esquerda e de direita debatem aborto após estupro

Discussão entre Sâmia Bomfim (PSOL-SP) e Franciane Bayer (Republicanos-RS) ocorre em meio a aprovação da urgência de projeto de lei na Câmara sobre o tema
Publicidade
Publicidade