Publicidade

Sem combustível, serviços de comunicação da Faixa de Gaza ficam inoperantes

ONU alerta que novo apagão impede a coordenação de entrada de ajuda humanitária no enclave palestino

Sem combustível, serviços de comunicação da Faixa de Gaza ficam inoperantes
Gaza destruida após bombardeios israelenses
Publicidade

As comunicações telefônicas e de internet na Faixa de Gaza foram interrompidas nesta 5ª feira (16.nov) devido à falta de combustível, informou a principal companhia de telecomunicações palestina, a Paltel.

+ Acompanhe a cobertura da guerra

+ Leia as últimas notícias no portal SBT News

"Lamentamos anunciar que todos os serviços de telecomunicações na Faixa de Gaza estão fora de serviço, uma vez que todas as fontes de energia que sustentam a rede foram esgotadas, e não foi permitida a entrada de combustível", afirmou a empresa no X, antigo Twitter. 

Este é o quarto apagão no enclave palestino desde o início das operações militares israelenses na região em resposta ao ataque sem precedentes do grupo armado Hamas em 7 de outubro, quando 1.200 pessoas foram mortas e 240 feitas reféns. O número de mortos na Faixa de Gaza já chega a 11.500, 70% das vítimas são crianças e mulheres. 

Sem comunicação, não há como coordenar a entrada de comboios de ajuda humanitária pela passagem de Rafah, na fronteira com o Egito, alertou a agência para refugiados palestinos da ONU, a UNRWA. 

"Gaza passa agora pelo quarto apagão de comunicações e, como resultado, não haverá operação transfronteiriça na passagem Rafah amanhã de manhã", informou Juliette Touma, diretora de comunicações da UNRWA, à jornalistas em Amã, na Jordânia.

A interrupção da entrada de ajuda humanitária deve agravar ainda mais a situação no território. Segundo a ONU, 70% da população de Gaza, quase 1,5 milhão de pessoas, foi deslocada pelo conflito. Além disso, Israel vem danificando sistematicamente habitações e infraestruturas civis e impôs cerco total ao território, com o corte do abastecimento de água, combustível e energia elétrica.

Desde a retomada da entrada de comboios de ajuda humanitária, em 21 de outubro, foram permitidos no território 1,129 caminhões. Desses, apenas 447 transportavam alimento e a entrada de combustível continua impedida por Israel. Antes do início das hostilidades, uma média de 500 caminhões entravam em Gaza diariamente. 

Segundo a FAO, Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, os alimentos que entraram em Gaza são apenas suficientes para satisfazer 7% das necessidades calóricas mínimas diárias da população.

"O fornecimento de alimentos e água é praticamente inexistente em Gaza e apenas uma fração do que é necessário chega através das fronteiras. Com o inverno se aproximando, os abrigos inseguros e superlotados e a falta de água potável, os civis enfrentam a possibilidade imediata de morrer de fome", afirmou a Diretora Executiva do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas (PAM), Cindy McCain, nesta 5ª feira. 

A falta de combustível também afeta a entrega de água potável. De acordo com a ONU, 70% da população do sul de Gaza já não tem mais acesso à água potável, e o esgoto começará a invadir as ruas por falta de combustível para realizar o bombeamento do sistema.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbtnews
portalnews
mundo
guerra-israel
onu
crise humanitária
sem comunicação
palestina
refugiados
deslocados
sem água
sem comida
noticias

Últimas notícias

Silvio Santos tem alta de hospital em SP

Silvio Santos tem alta de hospital em SP

Apresentador passa bem e já está em casa
Comoção e falta de respostas marcam enterro de filha de deputado morta no Mato Grosso

Comoção e falta de respostas marcam enterro de filha de deputado morta no Mato Grosso

Polícia mantém investigações para explicar morte da empresária Raquel Cattani, que estava com 26 anos
São Paulo recebe evento sobre cultura pop asiática

São Paulo recebe evento sobre cultura pop asiática

Anime Friends é o maior evento temático de cultura pop asiática na América Latina e ficará até amanhã (21) em São Paulo
Paisagens, cultura e vinho; conheça o passeio turístico Trem Pampa

Paisagens, cultura e vinho; conheça o passeio turístico Trem Pampa

Itinerário começa no Rio Grande do Sul e passa no Uruguai. O passeio custa R$ 135
Imóveis levados a leilão quase dobram em 2024 e viram opção de investimento

Imóveis levados a leilão quase dobram em 2024 e viram opção de investimento

Só de imóveis financiados pela Caixa Econômica Federal, houve um salto de 75% na oferta de leilões
Melody sofre acidente a caminho de show no Rio de Janeiro

Melody sofre acidente a caminho de show no Rio de Janeiro

Van em que cantora estava ficou destruída: veja imagens
Brasileiro da marcha atlética disputará sua quarta Olimpíada em Paris

Brasileiro da marcha atlética disputará sua quarta Olimpíada em Paris

Caio Bonfim luta pela medalha que escapou nos Jogos do Rio, em 2016, quando conquistou o 4º lugar
Exclusivo: número de denúncias de maus-tratos a animais bate recorde em 2024

Exclusivo: número de denúncias de maus-tratos a animais bate recorde em 2024

Foram 909 situações nos primeiros seis meses de 2024, quase o mesmo número de todo o ano passado, quando houveram 939 denúncias
Los Angeles abraça a automação: robôs entregam comida e carros sem motorista já são realidade

Los Angeles abraça a automação: robôs entregam comida e carros sem motorista já são realidade

Em alguns restaurantes da cidade, o pedido é na tela e a comida vem em um carrossel. Já as bebidas são trazidas por um robô, que interage com os clientes
Menina de 10 anos sobrevive a parada cardíaca que durou mais de uma hora

Menina de 10 anos sobrevive a parada cardíaca que durou mais de uma hora

Lara Sousa foi reanimada e agora recebeu um aparelho que ajuda o coração a bater no ritmo certo
Publicidade
Publicidade